Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco vence similar da Polnia

12 de Agosto, 2017

Ponta direita Azenaide Carlos esteve ontem em destaque ao marcar dez golos

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

Com 10 golos marcados, a ponta direita Azenaide Carlos foi a melhor marcadora do último jogo de Angola no Torneio Internacional de andebol do Japão, diante da Polónia (30-22), disputado na cidade de Oita. Ao intervalo, as campeãs africanas já venciam as europeias por 18-11.

Juliana Machado, com cinco golos, Magda Alfredo (4), Albertina Kassoma (3) e Janete Viegas (3) destacaram-se na vitória, numa despedida marcada igualmente pelos golos de Isabel Guialo (2), Dalva Peres (1), Helena Gilda (1) e Vilma Chissola (1). 

Na formação polaca sublinham-se as exibições de Joanna Drabik (cinco golos), Magda Balsam (3), Romana Roszak (3), Marta Gega (2), Kinga Achruk (2), Monika Michalow (1), Kinga Grzyb (1), Weronika Gawlik (1), Katarzyna Janiszewska (1), Aleksandra Zych (1), Joanna Koszlowska (1) e Dagmara Nocun (1).

Além da partida diante da Polónia, Angola derrotou no torneio de Oita o Japão (22-21), na última sexta-feira, ao passo que perdeu dois jogos em Kumamoto na primeira semana de preparação frente as mesmas selecções (28-30, Polónia; 28-29, Japão).

Reagindo ao comportamento das andebolistas na competição, o técnico nacional Morten Soubak disse que foi proveitoso, embora reconheça que tem ainda muito trabalho pela frente até atingir as performances desejadas. Adiantou que o grupo volta a reunir-se em Setembro para dar sequência à preparação para o campeonato do mundo.

No Mundial, com França (campeã mundial de 2003 e prata no Rio2016), Espanha, Roménia, Eslovénia e Paraguai, ANGOLA estará na modesta cidade localizada no vale do rio Mosela (Mosel), Trier, na Alemanha entre 1 e 17 de Dezembro próximo.

Outros grupos da prova: B tem Noruega (detentora do título), Suécia, Rep. Checa, Hungria, Argentina e Polónia; o C com Dinamarca, Rússia, Brasil, Montenegro, Japão e Tunísia; e o D com Holanda, Alemanha, Sérvia, Coreia do Sul, China e Camarões.