Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleces prontas para o torneio

Silva Cacuti - 25 de Fevereiro, 2015

Joo Florncio trabalhou os conjuntos para formar a seleco de Angola para o torneio pr-olmpico

Fotografia: AFP

A selecção nacional sénior feminina de andebol encerrou ontem a preparação para o torneio internacional “Angola 40 anos,” que começa a ser disputado na sexta-feira, no pavilhão da Cidadela Desportiva, em Luanda. A partir de hoje, a equipa fica concentrada no Hotel Tivoli, local que acolhe todas as selecções participantes da prova.O vice-presidente da Federação Angolana de Andebol (Faand), Ilídio Cândido, considera proveitoso o ciclo de preparação de quatro dias com treinos bi-diários.

“Pensamos que a equipa está a trabalhar bem, nota-se uma grande vontade das atletas de entrar para o ‘sete’ nacional. Apesar de terem estado a trabalhar em dois grupos, todas têm as mesmas possibilidades de estar na equipa que vai jogar o torneio pré-olímpico.Acredito que já há um melhor equilíbrio, em termos de forma desportiva das distintas atletas. Aliás, o professor teve o cuidado de fazer trabalho específico com as que considerou necessárias e não há um fosso entre elas”, considerou.

As selecções nacionais A e B vão efectuar hoje sessões de treinos ligeiros. Amanhã, vão conhecer da organização o plano para a realização do treino oficial para o reconhecimento do piso da Cidadela Desportiva. Angola acolhe de 22 a 26 de Março o torneio pré-olímpico que apura a única selecção africana aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Regulamentarmente, participam no torneio pré-olímpico as quatro selecções africanas melhor colocadas no último campeonato africano, mas a Argélia, quarta classificada, desistiu da prova. Em substituição, a Confederação Africana chamou o Senegal que foi quinto classificado para  juntar-se à campeã, Tunísia, a vice campeã RDC e Angola. 

O andebol feminino angolano busca a sexta presença consecutiva em Jogos Olímpicos. Na estreia, em Atlanta (1996), Angola conseguiu o sétimo lugar, a melhor classificação de sempre. Seguiram-se dois nonos lugares, em 2000 e 2004 e um 12º posto em 2008.  Nos Jogos Olímpicos de Londres'2012, sob orientação de Vivaldo Eduardo, o andebol angolano quedou-se na décima posição.

TÉCNICO DO BRASIL
Morten partilha experiências


O dinamarquês Morten Soubak, técnico campeão do mundo pela selecção brasileira, vai ministrar uma palestra sob o tema “O percurso do Brasil até ao título mundial”, anunciou Ilídio Cândido, vice-presidente da Federação Angolana de Andebol (Faand). A prelecção vairealizar-se no sábado, à margem do torneio internacional “Angola 40 anos,” em que participam além do conjunto angolano, as congéneres do Brasil e de Portugal.

Ilídio Cândido anunciou que a palestra vai ser direccionada a treinadores, dirigentes, jornalistas e outros agentes da modalidade e tem como palco a Galeria dos Desportos, em horário a indicar.“Não podíamos ter no país um treinador campeão do mundo e perder a oportunidade de aprender um pouco mais com ele. Por isso, vamos realizar no sábado este encontro em que esperamos que os nossos técnicos e agentes possam apreender qualquer coisa mais, da abordagem ao percurso do Brasil”, disse.

No comando da selecção brasileira desde 2008, o dinamarquês Morten Soubak atingiu o auge da carreira em Dezembro de 2013, ao conquistar o histórico título do Campeonato Mundial, na Sérvia. O treinador foi distinguido com o prémio de melhor treinador pelo Comité Olímpico do Brasil, em Dezembro de 2014.A delegação brasileira para o torneio chega a Angola nas primeiras horas de amanhã, com apenas uma atleta que evolui fora. Franciele da Rocha actua no Hypo No da Áustria, equipa em que actuou a angolana Belina Larissa.

Morten Soubank traz 16 atletas. Amanda Andrade, Larissa Araújo, Patrícia Batista, Barbara Brocardo, Célia Coppi, Franciele da Rocha, Lívia Horácio, Isaura Menin, Gabriela Moreschi, Deborah Nunes, Jéssica Oliveira, Dayane Rocha, Ligia Silva, Daise Souza e Samara Oliveira. Apenas Amanda Oliveira esteve no grupo que conquistou o campeonato mundial na Sérvia.

PARA O TORNEIO
Cidadela está pronta


O pavilhão principal da Cidadela Desportiva está pronto para acolher o torneio internacional sénior feminino de andebol, “Angola 40 anos”, que se disputa de 27  a 1 de Março, em Luanda, no quadro da preparação da selecção nacional para o torneio pré-olímpico que o mesmo local acolhe de 22 a 26 de Março.

O director do Complexo da Cidadela, Joaquim Cafuxi, assegurou que tudo está a postos para que a prova decorra sem sobressaltos.“Do nosso lado , estão todas as mínimas condições criadas. Os adeptos e amantes do andebol podem ficar tranquilos de que não há nenhuma insuficiência da nossa parte”, garantiu.Questionado sobre a questão do placard e das marcações, o responsável disse que “o placard electrónico tem todas as especificações para as modalidades que o pavilhão alberga. O seu manuseio é da responsabilidade das pessoas que estiverem a trabalhar na mesa”.

Sobre uma eventual mudança de marcação do piso, por altura do pré-olímpico, uma vez que os regulamentos da Federação Internacional de Andebol (IHF) obrigam a disputa de torneios oficiais numa quadra com marcação única para o andebol, o responsável admitiu que tal ocorra, mas chama a atenção para os custos que a operação acarreta. “Toda a alteração precisa de ser projectada com antecedência e com a anuência do órgão de tutela dessas infra-estruturas, porque isso acarreta custos”, disse.

O responsável aproveitou para anunciar a reabertura do Estádio de Futebol da Cidadela que esteve encerrado para a colocação no novo sistema de rega e construção de um novo reservatório de água.“Se tudo correr bem, poderemos utilizar o Estádio dentro da primeira quinzena de Maio. Estamos a terminar os trabalhos que consistiram na colocação do novo sistema de rega, com nova tubagem, e a construção do novo reservatório de água para deixarmos de regar o campo com aquelas mangueiras pesadas”, anunciou.