Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional nas meias-finais

Silva Cacuti - 25 de Janeiro, 2018

Angolanos querem vingar-se do desaire sofrido no ltimo Campeonato do Mundo da modalidade

Fotografia: CONTREIRA PIPA/ EDIES NOVEMBRO

Cerca de um ano depois de se terem defrontado para a fase de grupos do Campeonato Mundial em que os tunisinos venceram facilmente por 43-34, a Selecção Nacional sénior masculina desce hoje, às 17H00, ao tapete do Palácio dos Desportos de Libreville, para vingar a similar da Tunísia e \"sacar\" o passe à final do 23º Campeonato Africano da categoria que se disputa no Gabão.
De França para o mundial, as peças no jogo de Angola alteraram-se, Angola apresenta-se sob batuta de Filipe Cruz, quando no mundial esteve sob orientação de Alexandre Machado. Entre os atletas também saltam à vista as ausências de Sérgio Lopes e Elias António. Depois disso, há o estado anímico da equipa angolana que está muito alto, depois da vitória, ontem, diante da candidata Argélia.
Os tunisinos, nunca experimentaram derrota a mão de uma equipa da África sub-sahariana e têm consciência do seu favoritismo. Precisarão jogam, contra seus receios, enquanto Angola nada tem a perder.
Jogar a meia final já é parte do objectivo consumado, já que Angola pretende repetir ou melhorar o terceiro lugar. Mesmo que perca esta meia-final, ainda mantêm-se as ambições angolanas.
De resto os tunisinos sabem que podem estar ao alcance dos angolanos, se relacionarem os resultados.
No grupo  preliminar a Tunísia empatou diante da Argélia. A vitória de ontem, de Angola sobre a Argélia, pode ter efeito psicológico de devastador se as \"Águias de Cartago\" quiserem informar-se do adversário que têm hoje.
Angola tem demonstrado ter uma equipa homogénea, com atletas imprevisíveis, dificultando a estratégia de \"scouting\" de seus adversários. é um jogo que Angola pode surpreender e vencer, se usar da calma nas acções quer defensivas como ofensivas, consciente de que não precisa \"correr\". Angola nunca venceu a Tunísia, e não precisa ter pressa para obter esta primeira vitória. Ela chega naturalmente. E, naturalmente, hoje pode ser o dia \"D\".

Quartos-de-final
 Selecção fura domínio magrebino


Depois de ter vencido a similar de Marrocos, na fase preliminar, Selecção Nacional de andebol sénior masculina marcou ontem um importante passo em direcção à consumação dos seus objectivos ao derrotar outra equipa da região do magrebe, a similar da Argélia, por 29-27, em jogo disputado no Palácio dos Desportos de Libreville, Gabão, pontuável para os quartos-de-final da 23ª edição do campeonato africano da categoria. Ao intervalo a equipa angolana vencia já por-13-12.
Com a vitória Angola abre caminho à repetição do pódio africano e também à qualificação para  o mundial de 2019, que vai ser organizado conjuntamente pela Dinamarca e Alemanha. Para o mundial apuram-se apenas os três primeiros do continente.
O jogo foi equilibrado, do princípio ao fim, apesar de registar com momentos bons e menos bons para cada uma das equipas. do lado da Argélia as coisas começaram a correr bem, desde o primeiro minuto, os seus jogadores eram mais assertivos.
Aos 15 minutos ao placard mostrava 6-4 para os magrebinos, que até aí estavam sempre à frente. Inconformado à passagem do minuto 15, o técnico angolano solicita um \"time out\" e chama a equipa para correcções e resulta. Com orientações frescas, a equipa volta para a quadra e enceta a recuperação. Desde o minuto 18 empata, 6-6 e estabelece-se um \"marcas tu, marco eu\". Aos 24 minutos, 10-10.
A toada de ataque e resposta levou as duas equipas ao intervalo, com vantagem angolana de 13-12.
 A vantagem tangencial da equipa angolana ao intervalo retirou tranquilidade aos argelinos no reatamento. Sofiane Haiouani treinador argelino lembrou-se de que tinha sido com Angola que perderam, 19-24, para a atribuição do terceiro lugar no campeonato de 2016. Apelou aos seus atletas a redobrar esforços. Aos 9 minutos da segunda parte venciam por 16-17. Mas o equilíbrio era a característica do jogo.
Filipe Cruz não se deixa e chama seus \"kafukafukas\" para novo desconto de tempo, eles obedecem e voltam ao jogo.
Depois disto Angola passa ao comando do marcador. A diferença ainda é mínima. Num ápice, Angola constrói uma vantagem de três golos, 23-20. A Argélia pára o jogo para redireccionar seu jogo e desfaz, depressa, a vantagem angolana.
A cinco minutos do fim, o placard registava empate a 25 golos. A coisa estava difícil. No final, 29-27, para Angola e Romé Hebo eleito melhor jogador da partida.
Na abertura dos quartos-de-final a Tunísia goleou a RDC, por 38-21. Ainda ontem jogaram Congo Brazzaville-Egipto enquanto Gabão e Marrocos fecharam o dia de quartos de final.

Efeméride
Minjud distribui material desportivo


Um lote de material desportivo está a ser distribuído desde terça-feira, em cada uma das 18 províncias do país, no âmbito das comemorações do dia Nacional dos Desportos, que se assinalou a 23 do corrente.
Em declarações à Angop, em Luanda, à propósito da efeméride, o responsável pela Comunicação Institucional do Ministério da Juventude e Desportos, António Muachilela, afirmou que o acto a ser liderado pela titular, Ana Paula do Sacramento Neto, teve início às 10 horas num dos Pavilhões da Cidadela Desportiva e na Galeria dos Desportos.
Acrescentou que o Bengo, Cuanza- Norte, Escola Macovi e os Centros Desportivos de Proximidade, no Zango, recebem o material de diversas modalidades simbolicamente e que as restantes 16 províncias do país serão contempladas nos dias seguintes
As comemorações, segundo a fonte da Angop, vão estender-se até 11 Fevereiro e culminam com a corrida pedestre “José Sayovo”, a disputar-se no dia 20 do mesmo mês, em Luanda.
O 23 de Janeiro foi institucionalizado pelo governo da República de Angola como Dia Nacional dos Desportos, em sinal de reconhecimento ao inegável papel que esta vertente social assume, como factor de integração e desenvolvimento humano.
Foi nesta data que o Governo, em parceria com a sociedade civil, criou as primeiras comissões instaladoras que mais tarde deram origem às Federações desportivas nacionais.
O dia Nacional dos Desportos (23) é uma data instituída pelo Governo de Angola em consideração ao papel que o desporto assume na sociedade.