Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sibo est nas atenes do tcnico

Silva Cacuti - 03 de Novembro, 2014

Petrolferas da capital e militares protagonizam sexta-feira mais um duelo de gigantes no Pavilho Principal da Cidadela

Fotografia: Jornal dos Desportos

A melhoria dos índices da possante pivot Anastácia Sibo, 1.84m, é um dos aspectos que vão marcar, a partir de hoje, a preparação da equipa sénior feminina do Petro de Luanda para a final da Taça de Angola no dia 7 deste mês. Segundo apurámos junto da equipa técnica tricolor, a atleta, que se debate com problemas da cartilagem na zona do joelho, pode ainda melhorar as suas performances.Por conta das limitações, a jogadora falhou a disputa da Taça dos Clubes Campeões. Regressou à equipa na disputa da meia-final, diante do Progresso do Sambizanga, mas foi pouco utilizada.Aliás, para Sibo, 2014 tem sido um ano para esquecer, já que, logo no início, teve que ser preterida da selecção que projectava a disputa do campeonato africano, em Argel, Argélia.

Hoje a equipa petrolífera dá início à preparação para a final em duas sessões, uma matinal e outra vespertina. Amanhã, apenas um treino está previsto e na quarta-feira a equipa volta a realizar duas sessões. A preparação encerra na quinta-feira, com uma sessão que se espera ligeira.A outra equipa finalista é o 1º de Agosto que está motivado com a possibilidade de, com a taça, conquistar 80 por cento das provas em que se inscreveu na presente época. A equipa militar perdeu apenas a supertaça e arrecadou vitórias no campeonato provincial, nacional e taça dos campeões.

As militares, sob batuta de Victor Chikoulaev, também começam hoje a projectar a final.Para chegarem à final os dois emblemas tiveram percursos facilitados na meia-final. O Petro venceu o Progresso do Sambizanga por 28-12, enquanto o 1º de Agosto cilindrou a Marinha de Guerra por 38-23. O Petro de Luanda é detentor do troféu.

Taça
Lobito vence
"Silas Silvestre
"

O misto do Lobito sagrou-se vencedor do torneio internacional Silas Silvestre, em andebol júnior feminino, ao vencer no último fim-de-semana na final a selecção de Ponta Negra (República do Congo) por 25-24, quando ao intervalo se registava uma igualdade a 14 golos.Quatro equipas participaram no certame disputado no sistema de todos contra todos a uma volta. A formação lobitanga foi a mais regular ao somar três vitórias, sendo a primeira conseguida diante da similar de Benguela, por 30-24; a segunda, diante da selecção do Namibe, por 28-20; e a última, da consagração, aconteceu na noite de sábado, diante da selecção de Ponta Negra, por 25-24.

Para além da formação vencedora, a organização distribuiu prémios e certificado de mérito à melhor jogadora, Eunice Alfredo (Lobito), melhor guarda-redes, Itoa Shirisma (R. Congo) e melhor marcadora, Isabel Chingando (Benguela). O pavilhão gimnodesportivo Martrindindi, em Benguela, acolheu a festa da modalidade que movimentou a cidade das acácias rubras no último fim-de-semana. Júlio Gaiano, em Benguela