Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Taxas podem tramar equipas

Silva Cacuti - 06 de Julho, 2018

A taxa de participao est fixada em 200 mil Kwanzas

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

A pouco menos de cinco dias do fim do prazo para o pagamento da taxa de participação, dado às equipas inscritas na disputa dos Campeonatos Nacionais de seniores masculino e feminino, apenas quatro delas cumpriram com o referido pagamento.
O número duplicou, em relação às que tinham pago até no dia da cerimónia de sorteio, ainda assim a situação começa a preocupar, já que por este motivo, o número de participantes pode baixar, conforme alertou António Santos, director executivo da Federação Angolana de Andebol.
\"Até aqui, apenas quatro equipas procederam ao pagamento e nós vamos ser rigorosos, tal como avisamos no dia do sorteio. No dia 10 de Julho, vamos produzir um comunicado a abordar esta questão e a calendarização dos jogos será feita apenas com as equipas que procederam ao pagamento da referida taxa\", disse.
A taxa de participação está fixada em 200 mil Kwanzas. Ao todo, os campeonatos prevêem juntar 17 equipas.
A prova feminina vai ser jogada por 10 equipas, em duas séries. Os destaques são as estreias das equipas do Crisgunza de Benguela e da Escolinha do São João do Huambo.
A série A, cujo cabeça de série é o campeão nacional, 1º de Agosto, incorpora o ASA, Electro do Lobito, Casa do Pessoal do Porto do Lobito e Escolinha do São João, do Huambo.
A primeira jornada tem o seguinte emparcelamento: 1º de Agosto – Electro do Lobito e Asa – Casa do Pessoal do Porto do Lobito. A Escolinha de São do Huambo cumpre folga.
Na série B, encabeçada pelo Petro de Luanda, vice-campeão, estão inseridas as equipas da Marinha de Guerra, Crisgunza, Epal e Progresso do Sambizanga. O Petro de Luanda baptiza o Crisgunza de Benguela na primeira jornada, enquanto a Marinha de Guerra faz o mesmo com a Epal. O Progresso do Sambizanga cumpre folga.
 As séries jogam \"todos contra todos\" a uma mão e as quatro primeiras equipas vão disputar os quartos-de-final, em sistema cruzado com as do grupo oposto.
Com apenas sete contendores, o campeonato masculino vai ser disputado em \"poule\" única. A primeira fase compreende um \"todos contra todos\" a uma mão e apura para a meia-final, as quatro primeiras classificadas. Inscreveram-se as Organizações Joyce, de Cabinda, 1º de Agosto, Marinha de Guerra, Exército, Escolinha de São do Huambo, Petro de Luanda e Interclube.
A ronda inaugural prevê os seguintes jogos: Organizações Joyce – 1º de Agosto, Marinha de Guerra – Exercito e Escolinha de São Huambo – Petro de Luanda. O Interclube cumpre folga. O 1º de Agosto, nas duas classes, detém os títulos nacionais.