Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Título masculino baralha o Petro

Silva Cacuti - 15 de Setembro, 2014

andebol do Petro de Luanda surpreendeu tudo e todos ao arrebatar o título

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa sénior masculina de andebol do Petro de Luanda surpreendeu tudo e todos ao arrebatar o título do campeonato nacional da categoria, quando nem mesmo a sua direcção contava com o feito.José Pereira "Kidó", treinador, e os seus pupilos "cometeram" uma façanha, cujas consequências são insuportáveis financeiramente. O feito colide com os objectivos traçados pelo emblema tricolor.À voz miúda, já se sabe que a equipa campeã nacional abdicou da Taça dos Clubes Campeões de África que se joga na Tunísia, de 8 a 19 de Outubro. Hoje, segundo apuramos, a decisão deve ser comunicada oficialmente aos atletas e ao treinador pela  direcção do clube.

O rato pariu uma montanha. Para o andebol angolano, o regresso do Petro de Luanda ao lugar mais alto do pódio nacional, 29 anos depois, pode significar uma perda. Tudo porque com a ausência do campeão, Angola pode estar ausente da Taça dos Campeões Africanos, já que o 1º de Agosto, habitual campeão e representante angolano, resiste ir à prova sem o mérito de campeão nacional. A Taça dos Clubes Campeões é  um espaço "barómetro" em que os "experts" aproveitam observar e analisar o andamento da especialidade e fazer comparações com o que se produz internamente.

A "champions" dá indicadores do que as selecções nacionais podem fazer nos campeonatos africanos. Angola busca terreno junto dos países do Norte de África que, note-se, têm no andebol masculino a sua melhor horta.A direcção do Petro de Luanda, liderada por Tomás Faria, estabeleceu no seu Plano de Desenvolvimento Desportivo Integrado (PDDI) que "no escalão masculino do andebol a opção será mais participar do que competir".O esforço titânico de atletas e de técnicos demonstrado em cada jornada tornou-se em desperdício. Vale pelo registo. Pela Taça na Galeria do Clube.Não mais, por ser uma especialidade condenada no clube, quem sabe, no país, a um lugar invisível.Os amantes da modalidade tinham motivos de alegria ao saber do regresso do Petro de Luanda, mas vão experimentar amargos de boca com o menu de pobreza servido pelo clube que é um dos grandes do mosaico desportivo angolano.

SENHORAS DO PETRO
PODEM TER REFORÇO

Incapaz de recuperar o título nacional perdido há duas épocas para o rival 1º de Agosto, a equipa sénior feminina do Petro de Luanda tudo faz para manter intacto o seu "harém" na Taça dos Campeões Africanos, aprazada para 8 a 19 de Outubro em Tunis, Tunísia.O conjunto tricolor vai cumprir todo o plano de preparação para a competição em Luanda, mas pode reforçar o seu plantel com uma atleta estrangeira, ainda não identificada, segundo uma fonte do clube."Estamos a fazer contactos, mas ainda não está assegurada, porque a equipa dela também é campeã no seu país e, provavelmente, também vai estar em Tunis.

Até confirmar, vamos contar com as atletas que jogaram o campeonato nacional", disse a nossa fonte.O Petro de Luanda, recorde-se, vai a Tunis tentar conquistar o 20º título continental. No ano passado, em Marraquexe, Marrocos, depois de perderem o campeonato nacional para o 1º de Agosto, as petrolíferas venceram as rivais angolanas na final da Taça Africana dos Clubes Campeões por 31-27.A Taça dos Clubes Campeões tem sido um espaço de conquista exclusivo do Petro de Luanda que, desde 1997, segura o título da competição.