Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1 de Agosto campeo

Melo Clemente - 08 de Junho, 2016

Clube Central das Foras Armadas Angolanas venceu a eliminatria da final do Campeonato Nacional por 4-1

Fotografia: kindala Manuel

A formação do 1º de Agosto conquistou o título da 38ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, ao derrotar ontem, no Pavilhão Victorino Cunha, a similar do Recreativo do Libolo, por 93-83, na quinta partida do play-off da final da aludida competição. Com esta conquista, os militares elevaram para 18 o números de anéis domésticos arrebatados.

Após ao apito final, foi uma verdadeira festa proporcionada pela adeptos do 1º de Agosto que ontem lotaram completamente o pavilhão.

Depois de estar a perder por parcial de 0-5, quando restavam 10 minutos e 47 segundos para o termo do quarto inicial, a formação caseira reagiu com um lançamentos dos dez metros protagonizado pelo extremo poste francês, Tariq Kirksay, uma das unidades que esteve em grande destaque na temporada 2015/2016, apesar de fazer a sua estreia no basquetebol doméstico.

O Clube Central das Forças Armadas Angolanas precisou de quadro minutos para repor a legalidade no placard, quando igualou a 5 pontos, facto que originou uma explosão de alegria nas bancadas que esteve revista com as cores tradicionais da equipa rubro e negra (vermelho e preto).

A vencer por uma margem de dois pontos (7-5), o internacional angolano, Roberto Fortes, com um lançamento à longa distância colocou a sua agremiação em vantagem de um ponto (7-8), quando restavam sete minutos e 16 segundos para o termo do quarto em referencia.

A partir daí só deu 1º de Agosto, com Tariq Kirksay, Islando Manuel e Francisco Sousa a protagonizarem um festival de lançamentos à longa distância, ante a apatia da defesa libolense.
Com uma defesa organizada e um ataque eficiente, onde era privilegiada a circulação da bola em todas as áreas de jogo, os pupilos de Ricard Casas conseguiram construir uma vantagem de dez  pontos (20-10), quando restavam cinco minutos e sete segundos para o fim deste período.

Apoiados pela sua claque, a equipa militar terminou com uma vantagem de 12 pontos (28-16).

Se no quarto inicial a equipa visitada brilhou, o mesmo já não se pode dizer do segundo período, onde experimentaram grandes dificuldades, quer no capitulo defensivo, quer no sector atacante.

Os libolenses conseguiram em algumas etapas da partida congelar o jogo ofensivo da formação militar, que viu os forasteiros a igualarem o placar a 32 pontos, quando faltavam quatro minutos e 15 segundos para o intervalo maior.

Ricard Casas respondeu prontamente com um desconto de tempo, tendo serenado os ânimos da sua rapaziada, que voltaram a alargar a vantagem para dez pontos ao cabo dos primeiros 24 pontos. Os militares perderam no parcial, por 17-19.

No cair do pano do segundo período, o internacional angolano, Valdelício Joaquim, recebeu ordem de expulsão do árbitro internacional Clésio Francisco, por este ter discordado de forma veemente da decisão do juiz Claúdio Anderson que interrompeu a partida para mandar enxugar o parqué (quadra). A atitude  infantil do jovem jogador acabou por prejudicar a sua agremiação que estava e encetar uma recuperação estrondosa.

No terceiro quarto, a formação do Recreativo do Libolo entrou melhor ao contrário da equipa caseira, que em algumas etapas da partidas se viu obrigado a optar nos lançamentos à longa distância, em face da pressão defensiva exercida pelos forasteiros. Os libolenses mais uma vez saíram vitoriosos no parcial  (24-26).

No quarto derradeiro, coube ao quarteto constituído por Hermenegildo Santos, Islando Manuel, Tariq Kirksay e Armando Costa desfeitear a cortina defensiva do Libolo que teve de se render à superioridade dos militares. 

Hermenegildo Santos com 23 pontos foi o cestinha da partida, seguido pelo seu companheiro de equipa, Islando Manuel, com 22 pontos.  Carlos Morais, do lado do Libolo, foi o mais inconformado, com 20 pontos.

Felizardo Ambrósio “Miller”, 1º de Agosto, e Eduardo Mingas, Libolo, foram o rei dos ressaltos, com nove ressaltos cada. Os militares conseguiram 83 por cento nos lançamentos livres, com 76 por cento do Libolo. Nos triplos, a equipa visitada conseguiu 34 por cento, contra 24 por cento do seu opositor.

Gildo eleito MVP
O base do 1º de Agosto, Hermenegildo Santos, foi distinguido ontem com o troféu de MVP (Jogador Mais Valioso) da 38ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, competição que encerrou com a consagração da formação militar.

O jovem jogador, um dos eleitos do seleccionador nacional, Carlos António Dinis, para o torneio pré-olímpico de Belgrado, Sérvia, prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, em Agosto do ano em curso, terminou a fase final do BIC Basket, com 102 pontos marcados, sendo por isso, o melhor marcador.
Ontem, o base da formação militar voltou a atingir os dois dígitos, 23 pontos, em 42 minutos e sete segundos.

O francês Tariq Kirksay, do 1º de Agosto, foi o melhor marcador de três pontos, ao passo que Olímpio Cipriano foi o melhor marcador  de dois  pontos. Tariq foi ainda considerado como jogador fair-play. Carlos Morais foi o melhor marcador da competição.
Casas ficou com o troféu de melhor treinador da época desportiva 2015/2016.

FICHA TÉCNICA
Pavilhão Victorino Cunha

Comissário:Soares Campos
Arbitragem: Clésio Francisco, Claúdio Anderson e Gerson Calufelu
1º DE AGOSTO: Francisco Sousa (10), Armando Costa (6), Jorge Taty ( 0), Felizardo Ambrósio “Miller” (9), Joaquim Gomes “Kikas” (0), Mutu Fonseca (6), Cedrick Ison (0), Tarcio Domingos (0), Hermenegildo Santos (23), Islando Manuel (22), Tariq Kirksay (17).
Treinador: Ricard Casas

LIBOLO
: Olímpio Cipriano (10), Joanathan Wallace (2), Carlos Morais (20), Roberto Fortes (14), Vladimir Pontos (0), Braúlio Morais (6), Roderick Nealy (11), Valdelício Joaquim (4), Zola Paulo (0), Eduardo Mingas (16), Milton Barros (0), Manda João (0).
Treinador: Norberto Alves
Treinador: Norberto Alves
Marcha do marcador: 24-19, 45-37, 63-60, 91-89

DECLARAÇÕES

Ricard Casas
(1º DE AGOSTO)
“Estamos de parabéns”

“Visivelmente emocionado com a conquista do título da 38ª edição do BIC Basket, Ricard Casas, técnico principal do 1º de Agosto, não conseguiu conter as lágrimas no final da partida.
“Foi uma prova extremamente difícil, mas, felizmente, conseguimos erguer-nos nesta ponta final do Campeonato Nacional e vencemos, acredito, com todo o mérito. Gostaria de dar os meus parabéns igualmente ao Recreativo do Libolo que foi um digno vencido”, disse Ricard Casas.
 
Norberto Alves
(LIBOLO)
“Estivemos mal””

Por seu lado, o técnico português ao serviço do Recreativo do Libolo, Norberto Alves, era um homem visivelmente conformado com mais um desaire na final do play-off.
“Nós entramos bem na partida, mas infelizmente o nossa adversário também conseguiu acertar o seu jogo, daí o facto, de termos assistido a uma boa partida. Queríamos tanto forçar o quinto jogo, mas o nosso adversário foi mais forte e acabou por ganhar o campeonato”, reconheceu Norberto Alves.