Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1º de Agosto cilindra Interclube

Melo Clemente - 07 de Março, 2014

Equipa do Rio Seco vulgariza o seu opositor que não teve argumentos suficientes

Fotografia: Santos Pedro

Já com a integração do extremo base, Edmir Lucas, atleta que esteve sob cuidados médicos, a formação do 1º de Agosto recebeu e venceu ontem, no Pavilhão Victorino Cunha, a equipa do Grupo Desportivo Interclube, por 92-62, em partida referente a primeira mão dos quartos- de-final da 26 edição da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino.

Com uma defesa organizada e um ataque eficiente, a equipa militar conseguiu anular por completo as acções ofensivas do deu opositor, principalmente, no primeiro período. A 50 segundos do fim do quarto inicial, a equipa rubro e negra tinha anotado 31 pontos, contra 10 da turma da Polícia. 32-13, foi o resultado ao cabo dos primeiros 24 minutos.

Sob condução de Armando Costa, os militares conseguiram uma vantagem confortável de 20 pontos (46-36) a passagem do minuto seis do terceiro quarto, ante a passividade defensiva do Interclube, que esteve mal quer a defender, quer a atacar.

O domínio militar manteve-se no terceiro período. Nesta etapa, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas converteu 21 pontos, contra 16 da turma adstrita a Polícia Nacional.

Com uma vantagem de 26 pontos (77-51), a equipa militar limitou-se a gerir o resultado até ao apito final. Kikas, com 18 pontos, foi o cestinha do desafio. As duas agremiações voltam a jogar amanhã, no Pavilhão 28 de Fevereiro, a partir das 18h00.

Ainda ontem, no Pavilhão 28 de Fevereiro, a equipa do Recreativo do Libolo derrotou a Universidade Lusíada, por 91-65, em partida referente a primeira mão dos quartos-de-final.

Apesar da diferença pontual (26), o desafio ficou marcado por um certo equilíbrio, fundamentalmente, nos primeiros dois quartos, onde os universitários conseguiram colocar em sentido a forte equipa do Libolo, que continua desprovido do internacional angolano, Carlos Morais.

O extremo base da Selecção Nacional e do Recreativo do Libolo continua a recuperar de forma satisfatória da lesão que o afecta no no ombro direito.

Fruto do maior rigor defensivo evidenciado pela Universidade Lusíada, os libolenses converteram apenas 18 pontos, no primeiro período, com 16 dos universitários.

No segundo quarto, a Universidade Lusíada conseguiu uma parcial de 17-16, o que perfez 33-34, a favor da turma da vila de Calulo.

Nos quartos subsequentes, veio ao de cima a maior maturidade competitiva dos actuais vice-campeões nacionais, tendo fixado o placar em 91-65. O norte-americano Eric Coleman foi o cestinha do desafio, com 21 pontos, seguido do seu companheiro de equipa, o gambiano Moses Sonko, com 15. Na Lusíada destacou-se Helmer Félix, com 16 pontos.

Amanhã, o Libolo recebe a Lusíada no Complexo do Dream Space, em Viana, a partir das 18h00.


FICHA TÉCNICA


Pavilhão Victorino Cunha

Comissário: José Carlos
Arbitragem: Carlos Júlio, António Bernardo e Francisco Tandu.

1º de Agosto : Edson Ndoniema ( 13  ), Armando Costa ( 9 ), Adilson Baza (  0 ), Mário Correia (7   ), Reggie Moore (8 ), Joaquim Gomes "Kikas" (.18 ), Felizardo Ambrósio (4), Mutu Fonseca (2) Cedric Ison (11  ), Carlos Almeida (10  ), Edmir Lucas (6  ) e Islando Manuel (4 ).
Treinador: Paulo Macedo

Interclube: Francisco Horácio (4), Osvaldo Viera. (13), Elliah Clark (10), Francisco Destino (3), Paulo Barros (4), Jorge Taty (0), Muamba Ilunga (3), Elvis Évora (8), André Miguel (5), Milton Barros (6), Joaquim Xavier (3).
Treinador: Alberto Babo

Marcha do marcador:
32-13, 48-32, 69-48, 92-62


BAI Basket
Tabela classificativa
pode sofrer alterações


A tabela classificativa do Campeonato Nacional de basquetebol pode sofrer alterações, em face da má inscrição do poste congolês Lifetu Selengue, que foi suspenso por tempo indeterminado pela direcção técnica da Federação Angolana de Basquetebol, por falsificação de identidade.

A formação do Recreativo do Libolo terminou a fase regular do BAI Basket em primeiro lugar, com 35 pontos, mais um que a equipa do 1º de Agosto, na segunda posição, arrisca-se a perder todas as partidas nas quais utilizou o poste congolês.

Os actuais vice-campeões nacionais realizaram uma prova sensacional durante o primeiro turno da competição, no qual em 18 partidas disputadas, somaram apenas uma derrota, frente ao Atlético Petróleos de Luanda, por 83-102.

Lifetu Selengue foi inscrito pelo Recreativo do Libolo, tendo-lhe sido instaurado um processo disciplinar por falsificação de identidade.

O protesto foi apresentado pelo 1º de Agosto. No desafio em que o Libolo bateu o 1º de Agosto, no Pavilhão Victorino Cunha, por 83-75, Lifetu Selengue não foi utilizado, apesar de estar no banco dos suplentes.

Com o aproximar do arranque da segunda fase do BAI Basket, no dia 11, a direcção técnica da FAB vai procurar dar um veredicto ao caso Lifetu Selengue.

A equipa do Libolo tem inscritos dois atletas estrangeiros, Eric Colleman, norte-americano, e Moses Sonko, gambiano. Abdel Bouckar e Lefetu Selengue são naturalizados.

Os regulamentos estipulam que as formações que disputam o BAI Basket podem inscrever dois atletas estrangeiros e um naturalizado.MC


Hoje
Aviadores defrontam Sporting de Benguela


O ASA está em vantagem na eliminatória, fruto da vitória obtida no desafio da primeira mão, e recebe hoje, a partir das 16h00, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva, o Sporting de Benguela, em partida a contar para a segunda mão dos quartos-de-final da Taça de Angola em basquetebol.

Depois de ter vencido os verdes e brancos de Benguela, por 89-74, a turma do Aeroporto pode esta tarde confirmar a sua passagem para as meias-finais.

Apesar do favoritismo caseiro, Carlos Dinis preparou as estratégias para suplantar a equipa liderada pelo técnico Emanuel Trovoada.

Os aviadores tiveram um início de época brilhante que culminou com a conquista do campeonato provincial de Luanda, mas claudicaram na fase regular do Campeonato Nacional, daí que estão apostados em chegar o mais longe possível na Taça de Angola.

Carlos Dinis, técnico do ASA, mostrou-se confiante na passagem para as meias-finais, reconhecendo que as fases que se seguem são de elevado grau de dificuldade.

"Vamos procurar vencer esta eliminatória. Penso que o grau de dificuldades a partir das meias-finais é elevado mas o ASA está nesta competição para fazer o seu melhor", alertou Carlos Dinis.

O Sporting de Benguela pretende redimir-se da derrota caseira e forçar uma finalíssima, tarefa que Emanuel Trovoada considera difícil mas não impossível. O equilíbrio vai seguramente dominar algumas etapas do desafio.

Os petrolíferos da capital, que cilindraram ontem a formação do Sporting Petróleos do Bié na primeira mão dos quartos-de-final, por expressivos 151-69, garantiram a passagem para as meias-finais da Taça de Angola.MC


NBA
Dominique minimiza
actuações de Lebron


Actual MVP da NBA, LeBron James continua a surpreender em campo. Na última segunda-feira, comandou o Miami Heat na vitória sobre o Charlotte Bobcats e anotou incríveis 61 pontos. A melhor marca imposta pelo norte-americano não impressiona Dominique Wilkins, um dos principais jogadores da liga nos anos 80 e 90, que atribuiu a proesa a  fraca defesa adversária.

"Sem contestações na defesa, as dobras estavam atrasadas e as rotações foram lentas. Era muito fácil pontuar. Aos 54 anos, eu podia anotar 40 naquela defesa. LeBron é um atleta anormal, sim, sem dúvida. Posso dizer que no meu auge eu também era, mas anotando 30 contra os grandes como Bird, Michael Jordan e King", disse Wilinks no Twitter.

O jogo terminou com a vitória do Heat por 124-107. Contestado pelos fãs,  o ex-astro na NBA fez questão de ressaltar o talento de LeBron, mas pôs em dúvida se as recentes actuações podem dar a ele de novo o prémio de MVP.