Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1 de Agosto e Petro aquecem Victorino Cunha

Juscelino da silva - 16 de Novembro, 2019

Militares e petrolferos disputam esta noite no Pavilho Victorino Cunha mais um trofu do torneio com mesmo nome

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

A partida entre os dois rivais terá lugar às 18h00 no pavilhão que tem o nome do homenageado. Os militares para atingirem a final derrotaram na abertura do torneio os aviadores, orientados por Carlos Dinis e a quem venceram por 120-84, enquanto os petrolíferos da capital “bateram”  o Interclube de Raul Duarte  por 72-62.
A partida de hoje pode ser considerada por parte do militares como um ajuste de contas, uma vez que o Petro de Luanda vergou a turma do “Rio Seco” na Supertaça Wladimiro Romero, que marcou a abertura da época desportiva de basquetebol 2019/2020.
Paulo Macedo tem a sua armada “militar” pronta, para o grande embate de logo mais diante do seu eterno arqui-rival. Vencer o jogo e conquistar o torneio é o objectivo do grupo. O poste Jamar Samuels deve ser a grande novidade na turma militar.
O jovem atleta está ansioso para jogar o seu primeiro clássico dos clássicos, devendo entrar no cinco inicial. Macedo garantiu ontem, no final da partida diante dos aviadores, que a moral do grupo é alta a julgar pela responsabilidade do jogo de hoje. O \'timoneiro\' do 1º de Agosto deve entrar com um cinco virado para o ataque e que não deverá fugir deste: base Armando Costa, extremos Malick Cisse e Islando Manuel, extremo poste Jamar Samuels e o poste Eduardo Mingas.
De outro lado está um Petro de Luanda, que vai a procura do seu segundo troféu na presente época desportiva, depois de vencer a Supertaça diante do 1ºde Agosto. Adingono não tem  o grupo completo, já que o base Gerson Gonçalves “Lukeny” e o poste Jone Pedro vão falhar o embate de mais logo. Apesar de ter teoricamente o melhor  plantel, o treinador camaronês terá que mostrar isso na prática logo mais diante da sua massa associativa. Lazare Adingono deve sair com este cinco: base Childe Dundão, extremo-base Carlos Morais, extremo José António, extremo poste Leonel Paulo e poste Valdelício Joaquim.
A prova é promovida pela direcção do 1º de Agosto com o suporte da associação provincial de basquetebol de Luanda, e visa homenagear o ex-treinador do clube militar pelos seus feitos ao serviço da equipa e da Selecção Nacional, onde obteve entre outros troféus, sete títulos nacionais e três continentais.
Por outro lado, Atlético Sport Aviação (ASA) e Interclube defrontam-se para o terceiro lugar. O 1º de Agosto é o papão da prova com seis troféus, conquistados em  2009, 2011, 2012, 2014, 2017 e 2018. O Petro de Luanda venceu a edição de 2010, ao passo que em 2013, 2015 e 2016, a façanha do mérito coube ao Recreativo do Libolo.


PLANTEL AGOSTINO
Emanuel Quezada chega em Janeiro

O base Emmanuel Quezada, vai se juntar aos companheiros do 1º de Agosto apenas em Janeiro de 2020. A informação foi avançada ao nosso jornal pelo treinador principal dos vice-campeões nacionais, Paulo Macedo.
O timoneiro da turma militar assegurou, que não fazia sentido o influente base vir agora para se juntar aos seus companheiros, uma vez que aproxima-se a quadra festiva e o campeonato nacional sénior masculino de basquetebol continua sem data prevista para o seu arranque. Quezada vai cumprir o seu último ano de contrato com 1º de Agosto.
O base continua no Estados Unidos da América, onde tem trabalhado arduamente com vista a nova época desportiva.
A direcção do 1ºde Agosto, liderada por Carlos Hendrick, encontrava dificuldades na transferência de divisas para pagar os ordenados do atleta, situação que condicionava o regresso ao país do basquetebolista americano de origem dominicana.
Paulo Macedo garantiu, que continua a contar com os préstimos do base, que tem sido influente na manobra organizativa do cinco “agostino”. De 34 anos de idade, Manny Quezada foi campeão nacional em 2018 pelos rubro-negros, onde esta desde 2016.
Antes, o base actuou no Petro de Luanda, ao serviço do qual conquistou em 2015 o campeonato nacional e a Taça de África dos Clubes Campeões, tendo sido considerado jogador mais valioso (MVP) da competição continental.
Lembre-se que Paulo Macedo tem disponíveis os seguintes jogadores: Pedro Bastos, Carlos Cabral “Ketson”, Mohamed Malick Cissé, Edson Ndoniema “Lappa”, Armando Costa, Felizardo Ambrósio “Miller”, Mutau Fonseca, Eduardo Mingas, Tarcio Domingos, Hermenegildo “Gildo” Santos, Islando Manuel “Papa Ngulo”, Jamal Samuels e Milton Valente, respectivamente.