Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1º de Agosto e Petro ajustam contas

13 de Fevereiro, 2015

1.º de Agosto e Petro de Luanda defrontam-se hoje no Pavilhão Victorino Cunha

Fotografia: Jornal dos Desportos

O 1.º de Agosto e o Atlético Petróleos de Luanda disputam hoje, no Pavilhão Victorino Cunha, em Luanda, o clássico da bola ao cesto,  para a sétima jornada da segunda volta da fase regular da 37.ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos.

Com olhos na manutenção da liderança do BIC Basket, o 1.º de Agosto ensaiou diferentes sistemas tácticos para contornar a equipa rival. Paulo Macedo privilegia o ataque rápido. A confiança do sucesso está entregue a Roderick Nealy, extremo-base norte-americano, que volta a jogar, depois de um longo período de ausência.

Com 31 pontos e no topo da tabela de classificação, o 1.º de Agosto tem motivos para voltar a vencer. Diante do seu público e a jogar em casa, Paulo Macedo tem a responsabilidade de terminar em "glória" o clássico. A tenacidade dos atletas dá confiança aos adeptos e à equipa técnica.

A partida volta a ajustar contas. A derrota por 102-74 na primeira volta ainda dói no seio da agremiação do Petro de Luanda, que espreita de perto a liderança da competição nacional. A equipa de Lazaré Adingono vai procurar redimir-se para inverter a história do BIC Basket 2015. Com um leque de jovens atletas, a equipa petrolífera está reforçada e vai procurar suplantar a "velha guarda" experiente do Rio Seco, que impôs duas derrotas.

Noutras partidas, o Dream Space, em Viana, acolhe também um grande jogo. O Recreativo do Libolo, campeão nacional e africano, vai receber o Interclube. A irregularidade da equipa de Norberto Alves na prova coloca-a em pé de igualdade com a equipa de Alberto Babo. O Libolo perdeu o fio desde que regressou de Sfax, Tunísia, e colecciona derrotas até com equipas pequenas. O Interclube, moldado com jovens rostos do basquetebol nacional, tem apresentado bom nível competitivo.

A Universidade Lusíada, que cilindrou os campeões africanos, vai defrontar o Progresso Sambizanga. O desfecho da partida é favorável aos estudantes.

O Atlético Sport Aviação, orientado por Carlos Dinis, tem a vida facilitada na sétima jornada. A equipa do aeroporto defronta a estreante Marinha de Guerra, que procura orientar-se no mundo basquetebolístico.

O Futebol Clube Vila Clotilde vai ter de se aplicar a fundo para vencer o Sporting de Benguela, orientado  por Manuel Trovoada. A equipa das acácias rubras (Sporting) apresenta um bom nível técnico e competitivo. Que o diga o ASA de Carlos Dinis.