Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1 de Agosto tenta na Tunsia a conquista do oitavo ttulo

Melo Clemente - 12 de Dezembro, 2013

Equipas angolanas esto entre as favoritas conquista do anel continental que hoje d pontap de sada na cidade de Sousse

Fotografia: Jornal dos Desportos

Aformação do 1º de Agosto começa hoje, em Sousse, Tunísia, palco da vigésima oitava edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos da “bola ao cesto”, a sua caminhada rumo à conquista do seu oitavo anel continental.Com sete troféus arrebatados, a equipa militar é apontada pelos especialistas da modalidade como principal favorita à conquista da Taça dos Clubes Campeões Africanos cuja fase preliminar começa a ser jogada hoje.Sem o extremo-poste Reggie Moore, a contas com uma lesão (sofreu fractura nas mãos), o Clube Central das Forças Armadas Angolanas procura esta noite a sua primeira vitória, numa prova em que tem a forte concorrência do Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul, equipa que disputa pela terceira vez uma fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos.

A equipa militar lidera o ranking africano (sete títulos), sendo por isso o clube mais titulado, seguindo-se a formação do AS Forces Armées do Senegal, com três anéis continentais. Hit Trèsor da República Centro Africana, Asec Mimosa da Costa do Marfim e Gezire SC do Egipto têm dois troféus conquistados cada. Paulo Macedo, técnico militar procura o seu segundo título africano a nível de clubes, depois de ter vencido a vigésima sétima edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos, em 2012.

Apesar do “desfalque” (lesão de Moore) a equipa militar mantém o objectivo que passa pela revalidação do ceptro africano.Quem também parte para a sua primeira aparição no contexto africano é a formação do Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul, agremiação que conseguiu a maior contratação da época (Carlos Morais).Depois de duas participações com classificações modestas (sétimo e quinto lugares), os libolenses estão apostados na conquista do título.Eis as equipas que disputam a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos: Etoile Sportive du Sahel (Tunísia), Club Sportif Constantinois (Argélia), Al Alhy (Líbia), Kano Pillars (Nigéria), LPRC Oilers (Libéria), Malabo Kings (Guiné Equatorial), Tally BB (Gabão), Urunani (Burundi), Libolo e 1º de Agosto (Angola), Ferroviário da Beira (Moçambique) e Sporting Club de Alexandria (Egipto).

Taça de Angola
Militares continuam invencíveis na prova


A equipa sénior feminina de basquetebol do 1º de Agosto contínua imbatível na vigésima oitava edição da Taça de Angola que faz disputar a fase regular no sistema de todos contra todos a uma volta.Quatro formações participam do certame, nomeadamente 1º de Agosto, Grupo Desportivo Interclube, Grupo Desportivo O Maculusso e Grupo Desportivo Juventude de Viana.

Na passada terça-feira, para a primeira jornada, a equipa militar venceu a formação da Polícia e ontem obteve o segundo triunfo diante do Juventude de Viana, estando por isso a liderar a fase regular da Taça de Angola, com quatro pontos, contra três do Interclube.Hoje, a competição faz disputar a última jornada da fase regular, com o 1º de Agosto a defrontar o Grupo Desportivo O Maculusso, no Pavilhão Victorino Cunha, a partir das 18h00, enquanto a turma da Polícia recebe as vianenses, no mesmo recinto, às 16h00.

Com maior ou menor dificuldade, o 1º de Agosto vai assegurar a sua terceira vitória consecutiva na competição, já que tem pela frente um adversário que é de longe inferior ao seu plantel.Depois da disputa da fase regular a competição entra para a fase final marcada para os dias 14 e 16 do mês em curso, obedecendo a hierarquização da classificação (primeiro com o quarto e o segundo com o terceiro classificado), para a decisão das meias-finaise final que é jogada no sistema de eliminatórias a duas mãos. A final está prevista para os dias 17 e 19 do mês em curso. MC

Palmarés

A equipa sénior masculina do 1º de Agosto lidera o ranking da Taça dos Clubes Campeões Africanos, com sete troféus conquistados, seguida do clube As Forces Armées do Senegal, com três títulos.

1966 -------------(anulada)
1972-----------------Red Star de Bangui (RCA
1973-----------------Hit Trésor de Bangui (RCA)
1975-----------------AS Forces Armées (Senegal)
1976-----------------Hit Tresor de Bangui (RCA)
1979-----------------AS Forces Armées (Senegal)
1981-----------------AS Forces Armées (Senegal)
1983-----------------AS Police (Senegal)
1985-----------------Maxaquene (Moçambique)
1987-----------------Alexandria (Egipto)
1989-----------------Asec Mimosa (C.  Marfim)
1991-----------------Jeanne D'Arc (Senegal)
1992-----------------Zamalek (Egipto)
1994-----------------Gezira SC (Egipto)
1996-----------------Gezira SC (Egipto)
1998-----------------Mas de Fez (Marrocos)
2000-----------------Asec Mimosa (C. Marfim)
2002-----------------1º de Agosto (Angola)
2003-----------------1º de Agosto (Angola)
2004-----------------1º de Agosto (Angola)
2005-----------------ABC (Costa do Marfim)
2006-----------------Petro de Luanda (Angola)
2008-----------------1º de Agosto (Angola)
2009-----------------1º de Agosto (Angola)
2010-----------------1º de Agosto (Angola)
2011-----------------Etoile Sahal (Tunísia)
2012-----------------1º de Agosto
2013-----------------?

Pacers derrota Miami Heat

Os Indiana Pacers continuam intocáveis em casa. Desta feita, nem mesmo os Miami Heat, bicampeões em título, foram capazes de inverter o registo perfeito dos Pacers em Indiana (dez vitórias em dez partidas) e sucumbiram diante do jogo colectivo liderado por Roy Hibbert (100-94).Num confronto que opôs as equipas que ocupam os dois primeiros lugares da Conferência Este, os Pacers mantiveram-se firmes na 1.ª posição (19 vitórias e três derrotas), muito por culpa dos 24 pontos de Hibbert, bem secundado por Paul George e David West, ambos responsáveis pela anotação de 17 pontos. Um triunfo que chega na reedição da final da Conferência Este durante os play-offs da temporada passada, em que os Heat triunfaram por 4-3.

No lado dos Heat, LeBron James foi quase sempre bem defendido por Paul George e acabou com 17 pontos, abaixo da sua média habitual, embora tenha complementado a exibição com 14 ressaltos e seis assistências. Dwyane Wade também terminou os 48 minutos com 17 pontos marcados.Noutros jogos da noite, os 30 pontos de Kevin Durant ajudaram os Oklahoma City Thunder a triunfar em Atlanta diante dos Hawks (101-92), e os LA Lakers sucumbiram em casa contra os Phoenix Suns (108-114), mesmo com Kobe Bryant a marcar 20 pontos no segundo jogo após o regresso da grave lesão que sofreu há oito meses.