Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

1 de Agosto vence ASA no arranque dos Play-offs

Melo Clemente - 17 de Maio, 2018

Presena do seleccionador nacional Will Voigt pode aumentar os nveis de confiana dos jogadores das duas agremiaes

Fotografia: JOO GOMES | Edies Novembro

Com os olhos postos no passe da grande final, as formações do Atlético Petróleos de Luanda e do Sport Libolo e Benfica defrontam-se hoje, a partir das 18h00, no Pavilhão Arena do Kilamba, na primeira partida das meias-finais da 40ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo Unitel Basket, a ser jogada no sistema de play-off, a melhor de cinco jogos.
Já com a presença do seleccionador nacional dos hendecacampeões africanos, Will Voigt, técnico que regressou ao país seis meses depois de ter “abandonado” o solo angolano, os jogadores das duas colectividades vão procurar exibir-se ao mais alto nível, a fim de começarem a merecer a confiança do norte-americano, que a partir do dia 25 de Junho próximo, começa a disputar a terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo, com palco na República Popular da China, em 2019.
Com as duas primeiras partidas a serem disputadas no Pavilhão Arena do Kilamba, quartel-general dos petrolíferos da capital, os pupilos do técnico camaronês, Lazare Adingono, vão procurar aproveitar o factor casa a fim de conseguirem os dois triunfos caseiros, por formas a se deslocarem ao Pavilhão do Dream Space, isto no sábado, com menos pressão.
Sem grandes estrelas no seu conjunto, Lazare Adingono tem aproveitado a determinação da sua juventude, aliado a experiência de alguns dos seus atletas consagrados, casos de Leonel Ditutala Paulo, Domingos Bonifácio, Gerson Gonçalves “Lukeny”, todos internacionais angolanos, para além do cabo-verdiano Sekouba Conde, para desfeitear os seus concorrentes.
Childe Dundão, base que tem realizado uma temporada espectacular, a par do seu companheiro de equipa, Joaquim Pedro “Quinzinho”, será mais uma vez chamado a conduzir o jogo ofensivo dos petrolíferos da capital que nos quartos-de-final eliminaram a modesta formação do Clube Desportivo Universidade Lusíada.
Clinicamente o grupo respira saúde, facto que deixa tranquilo o treinador tricolor, que desta forma vai poder contar com todas as suas unidades.Entretanto, a formação do Sport Libolo e Benfica, finalista vencido da Taça de Angola, tem como meta alcançar a grande final e,  consequentemente, conquistar o título da 40ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos.
Aliás, depois de ter perdido a Supertaça Wlademiro Romero e a Taça de Angola, o técnico angolano, Raul Duarte, vê-se na obrigação de lutar pelo passe da grande final, a julgar pelo plantel que ostenta, que é de longe superior aos dos tricolores, sob pena de fracassar na temporada 2017/2018.
Apesar de jogar fora do seu habitat, os pupilos de Raul Duarte vão procurar contrariar ao máximo a equipa visitada no desafio de mais logo, onde o signo de equilíbrio poderá prevalecer em algumas etapas de jogo, a julgar pelo potencial dos dois contendores.
Olímpio Cipriano, Milton Barros, Roberto Fortes, Hermenegildo Santos, Pedro Bastos, Benvindo Quimbamba, Francisco Sousa entre outros, serão as unidades que terão a missão de travar o jogo ofensivo dos petrolíferos da capital.
O Sport Libolo e Benfica para atingir as meias-finais tiveram que recorrer ao terceiro jogo, para deixar pelo caminho o Clube Desportivo Marinha de Guerra (3-1).
A segunda partida entre petrolíferos e águias acontece no sábado, dia 19, novamente no Pavilhão Arena do Kilamba.
As meias-finais da 40ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo Unitel Basket, está a ser jogado no sistema de play-off, a melhor de cinco partidas.

Surpresa
Militares vencem aviadores após prolongamento


A formação do 1º de Agosto recebeu e venceu ontem, no Pavilhão Victorino Cunha, similar do Atlético Sport Aviação (ASA), após prolongamento, por 84-79, na primeira partida das meias-finais da 40ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo Unitel Basket, a melhor cinco partidas. Ao cabo dos 48 minutos regulamentares as duas equipas encontravam-se igualadas a 72 pontos. Tal como se previa, as duas colectividades entraram determinadas para a quadra, tendo os primeiros nove minutos sido jogados sob signo de equilíbrio.
A menos de três minutos, os aviadores que eliminaram nos quartos-de-final o Grupo Desportivo Interclube, venciam por uma margem mínima de um ponto (10-11).
Os militares apoiados pela sua claque ruidosa conseguiram marcar dez pontos, contra cinco do seu opositor, o que perfez 20-16, ao fim do primeiro quarto.
A equipa visitada “despida” de qualquer receio voltou a equilibrar o rumo dos acontecimentos no segundo período.
Nesta fase, os pupilos de Carlos Dinis com um basquetebol personalizado, onde era privilegiado a circulação da bola em todas as áreas de jogo, venceu no parcial por 20-18, perfazendo 38-36, ao cabo dos primeiros 24 minutos.
As nove igualdades registadas nos primeiros 24 minutos (2-2, 4-4, 7-7, 11-11, 22-22, 24-24, 28-28, 30-30 e 32-32), atestam perfeitamente o equilíbrio que se registou, com particular realce para a equipa visitada que conseguiu “congelar” o melhor ataque da 40ª edição do Unitel Basket.
Com uma média de 103, 7 pontos por cada desafio, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas teve imensas dificuldades de “violar” a cesta contrária, fruto do maior rigor defensivo evidenciado pela turma do Aeroporto.
Contra todas as expectativas, a formação do aeroporto voltou a superiorizar-se no terceiro período, tendo vencido no parcial por 22-20, impondo um rigoroso empate a 58 pontos.
Elmer Félix, antigo base do Recreativo do Libolo do Cuanza Sul, estava entre os mais destacados.
Um lançamento a longa distância protagonizado por Elmer Félix, a oito minutos e 14 segundos para o termo do desafio, obrigou o técnico Paulo Macedo a solicitar um desconto de tempo, quando perdia já por 58-66.
Com os aviadores a dominarem a marcha do marcador, permitiram os militares empatarem  o placar a 72 pontos. O poste Zola Paulo, numa atitude infantil acabou por empurrar o internacional angolano, Eduardo Mingas, poste de 38 anos de idade, falta prontamente assinalado pelo árbitro António Samuel. Mingas, não se fez rogado e converteu os dois pontos, levando a partida para o prolongamento.
No tempo extra, os militares foram mais eficazes e fixaram o resultado final do em 84-79. Elmer Félix, base aviador foi o cestinha da partida, com 19 pontos, seguido de Eduardo Mingas, com 17, poste que mostrou serviço, ante o olhar do seleccionador nacional dos hendecacampeões africanos, Will Voigt. As duas equipas voltam a jogar amanhã, novamente no Pavilhão Victorino Cunha.M.C

NBA/Draft
Suns fazem
primeira escolha


Detentor da pior campanha da última temporada regular, o Phoenix Suns tem ao menos, um motivo para comemorar. A equipa venceu a lotaria do Draft 2018 da NBA, sorteio que define a ordem em que as equipas seleccionam os atletas universitários que vão ingressar na liga, a partir da próxima temporada,  têm direito à primeira escolha do evento.
No sorteio, quanto pior foi a campanha da equipa na temporada regular, maior é a chance de obter as primeiras escolhas do Draft. São sorteadas as três primeiras posições. O resto, segue a ordem das campanhas das equipas, da pior para a melhor. No caso, a regra fez efeito. Com  21 vitórias e 61 derrotas na primeira parte da temporada, os Suns tinham 25 por cento de chances de ficar com o primeiro posto, o que se confirmou na terça-feira.
 O Memphis Griezzlies, por outro lado, detentor da segunda pior campanha, tinha 19,9 por cento de chances de ficar com a primeira escolha. No entanto, não contou com a sorte e ficou  na quarta posição. O segundo a escolher o calouro vai ser o Sacramento Kings, que teve  a sétima pior campanha e tem motivos de sobra para comemorar o posto.
Como aponta a imprensa norte-americana, o favorito a ser seleccionado pela equipa de Phoenix, na primeira escolha do Draft 2018 da NBA, é o esloveno Luka Doncic que actua pelo Real Madrid. Para a Euroleague 2017/18, o base acumulou médias de 16,1 pontos, 4,8 ressaltos e 4,1 assistências.
Um factor que conta a favor da opção por Doncic, é a recente contratação de Igor Kokoskov, como técnico dos Suns. O treinador foi campeão europeu com a Eslovénia em 2017,  trabalhou como auxiliar do Utah Jazz, nesta temporada.
O Draft vai realizar-se no dia 21 de Junho, no Barclays Center, em Nova York. Veja a ordem de selecção do Draft, 2018: 1- Phoenix Suns, 2- Sacramento Kings, 3 -Atlanta Hawks, 4- Memphis Grizzlies, 5- Dallas Mavericks, 6- Orlando Magic, 7- Chicago Bulls, 8- Cleveland Cavaliers (recebida em troca com o Brooklyn Nets, via Boston Celtics), 9 – New York Knicks, 10 – Philadelphia 76ers (recebida em troca com o Los Angeles Lakers), 11 – Charlotte Hornets, 12 – LA Clippers (recebida em troca com o Detroit Pistons), 13 – LA Clippers, 14 – Denver Nuggets.