Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ajay precisa de tempo para carburar

JUSCELINO DA SILVA - 24 de Fevereiro, 2018

Fotografia: kindala Manuel|Edies Novembro

O poste nigeriano Olalekan Ajay, o último reforço do Petro de Luanda, precisa de mais tempo para se adaptar à filosofia de Lazare Adingono no Unitel Basket 2017-2018. Do lote de atletas escolhidos na abertura da janela de transferências é o único com apenas um mês de prestação no seio da colectividade dos tricolores. A afirmação é do técnico camaronês, responsável pela contratação do atleta.
Olalekan Ajay juntou-se a José António e Sekouba Conde, ambos provenientes da extinta equipa do Progresso Sambizanga, e André Miguel, contratado do Interclube.
Lazaré Adingono sustentou que Olalekan Ajay, \"à semelhança de todos os outros jogadores do Petro de Luanda, tem qualidade e foi contratado para fazer um trabalho específico\". A equipa técnica trabalha com o atleta para que ganhe o ritmo.
\"O papel de Olalekan Ajay é jogar debaixo da tabela e ganhar os ressaltos; reforça uma posição que apresentou fraqueza\", disse o treinador, acrescentando que \"é preciso paciência para que se possa ter uma equipa mais compacta\".
Lazare Adingono solicitou aos adeptos e amantes do basquetebol a não criticarem a direcção do Petro de Luanda pela contratação do poste nigeriano.
\"Indiquei o Olalekan Ajay porque o conheço há algum tempo\", justificou.
O treinador sustenta que estão \"tranquilo a trabalhar com seriedade\".
\"A direcção faz o seu papel e dá o apoio indispensável. A equipa técnica e os jogadores têm de trabalhar arduamente para alcançar os objectivos definidos, devolver a alegria aos adeptos para que mantenham o apoio nos maus e bons momentos\", disse.
O técnico camaronês afirmou que os reforços trouxeram mais competitividade e a equipa apresenta um basquetebol mais apurado. Após a disputa de duas voltas, o Petro de Luanda colecciona apenas uma derrota diante do 1º de Agosto. A posição da equipa tricolor na tabela de classificação do Unitel Basket 2017-2018 espelha \"o trabalho positivo do grupo\".
\"A segunda volta foi positiva. Só perdemos um jogo com o 1º de Agosto, uma equipa difícil. Cometemos muitos erros\", avaliou a prestação.
O Petro de Luanda já conta com a reintegração de Edmir Lucas e Childe Dundão. Os dois atletas estavam lesionados e reforçam o grupo para o jogo com o ASA, no dia 3 de Março, às 15h00, no pavilhão dos Bombeiros, casa do Interclube. O jogo vai ser transferido por indisponibilidade do Arena do Kilamba.
Trabalham às ordem de Lazare Andigono, Edmir Lucas, Childe Dundão,  Sekouba Conde, Gerson Gonçalves (Lukeny), Aboubacar Gakou, José António e Leonel Paulo, e Gelson Varanda. Joaquim Pedro, Domingos Bonifacio, Olalekan Ajay, Andre Miguel.

CONTRATAÇÃO
Petro recusa  Reggie Moore


A direcção do Petro de Luanda recusou ontem qualquer intenção de contratar o internacional angolano Reginal Dennis Benjamim Moore. O extremo poste de 37 anos, 2.03 metros de altura e 107 quilogramas de peso pode rescindir o contrato nos próximos dias com a direcção de Rui Campos, no Sport Libolo e Benfica.
\"O Petro de Luanda não tem interesse de contratar o jogador do Sport Libolo e Benfica, Reggie Moore. Não é ético buscar um jogador que ainda tem vínculo com outro clube\", disse uma fonte ligada à direcção do eixo viário.
Reggi Moore representou a formação do Petro de Luanda nas duas últimas épocas e conquistou uma Liga dos Campeões Africanos. No início da presente época, transferiu-se  para o Sport  Libolo e Benfica.
O poste angolano  está ausente dos trabalhos do clube do Cuanza Sul há mais de um mês. Reggie Moore reclama os pagamentos de salários correspondentes a três meses de trabalho. A situação pode levar a rescindir o contrato por justa causa.

MINI-BASKET
Vila e Interclube decidem liderança do \"Mário Octávio\"


A sexta edição do Torneio Mário Octávio em Mini Basket faz disputar hoje a segunda jornada nos escalões de  Sub-12. O Vila Clotilde recebe na sua sede, às 8h40, o Interclube. Às 10h00, o 1º de Agosto joga com o Ferroviário de Luanda e a fechar a jornada, às 11h20, o Sport Libolo e Benfica defronta o Desportivo da Banca.
Na primeira jornada, o Vila Clotilde despachou sem piedade o 1º de Agosto por 33-8 e o Libolo venceu o Interclube por 19-15.  O Ferroviário humilhou a Banca por 20- 0.
Na tabela de classificação, três equipas ocupam os lugares cimeiros com dois pontos cada. Trata-se do  Vila Clotilde, Sport Libolo e Benfica e Ferroviário de Luanda. O 1º de Agosto ainda não pontuou.

SUB-10
No escalão de Sub-10, o Vila Clotilde enfrenta hoje na segunda jornada o Ferroviário de Luanda. O Interclube defronta o Desportivo da Banca. A jornada encerra às 10h40 com o Sport Libolo e Benfica a  defrontar o 1º de Agosto.
Na primeira jornada, da categoria de Sub-10, o Vila Clotilde derrotou o 1º de Agosto por 20-18 e Interclube ganhou apertado o Sport Libolo e Benfica por 18-16. A partida entre o Ferroviário e a Banca não se disputou por falta de comparência da equipa do Bungo.
Na classificação, o Vila Clotilde comanda com dois pontos, seguido do Interclube com os mesmos pontos. Ferroviário e Desportivo da Banca não jogaram por falta de comparência do miúdos do Bungo.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o coordenador do torneio, Fernando Sousa, mostrou-se animado com a desenvoltura do evento. \"O torneio corre de forma animada. As equipas apareceram na primeira volta com a excepção do Ferroviário de Luanda. A forte chuva, que se abateu em Luanda, esteve na origem da ausência da equipa\", justificou.