Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Alta tensão nos "Quartos"

Melo Clemente - 16 de Dezembro, 2015

Jorge Taty tem justificado a sua contratação pelo 1º de Agosto com boas exibições na Taça de Clubes Campeões Africanos

Fotografia: José Cola

O 1º de Agosto decide hoje a passagem para as meias-finais, quando defrontar a partir das 18h00 no Pavilhão Multiusos do Kilamba, o Kano Pillars da Nigéria, na partida  para os quartos-de-final da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculino.Depois de ter terminado de forma invicta, a fase preliminar do Grupo A com oito pontos, fruto de quatro vitórias, em igual número de partidas, a equipa militar tenciona manter-se na senda das vitórias, rumo à conquista do nono título africano.

Ao que tudo indica, a equipa rubro - negra pode ter encontrado  o caminho das boas exibições e mais logo, diante dos nigerianos do Kano Pillars apresentar-se como favorita à passagem para as meias-finais da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos da "bola ao cesto".Aliás, os resultados das duas agremiações durante à fase preliminar da competição, indicam  supremacia do Clube Central das Forças ArmadasAngolanas, que em quatro partidas obteve o mesmo número de vitórias, ao passo que os nigerianos alcançaram  uma vitória.

Apesar do favoritismo, o técnico ao serviço do 1º de Agosto alertou sobre uma provável imprevisibilidade do Kano Pillars, pelo que solicitou à rapaziada abordar o desafio desta tarde com maior determinação."Cumprimos com o nosso objectivo que era à conquista do primeiro lugar do grupo. Agora entramos na fase de mata -mata, onde as equipas estão proibidas de cometerem erros, sob pena de serem afastadas. As equipas que estão apuradas para os quartos-de-final entram todas como favoritas, daí estarmos atentos para não seremos surpreendidos pelo Kano Pillars", alertou Richard Casas, técnico contratado pela direcção do 1º de Agosto para resgatar os títulos perdidos nos últimos dois anos.

Entretanto, o extremo Jorge Taty contratado esta época para reforçar a equipa rubro- negra, tem estado bem na competição, ganhando inclusive a simpatia dos sempre exigentes adeptos da formação militar. O jogador Cidrick Ison, extremo base, é outra unidade que está em grande plano, à semelhança do Armando Costa, base, Felizardo Ambrósio "Miller", poste,  Francisco Sousa, base, Tariq Kirksay, extremo poste, Johne Pedro, poste, Edson Ndoniema, extremo base, Edmir Lucas e Mohamed Cissé, estes últimos extremos.

Por seu lado, o técnico principal do Kano Pillars da Nigéria, Sani Ahmed, quer surpreender os militares, apesar de reconhecer o potencial do adversário fortemente apostado na conquista do título da XXX edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos, competição que caminha para o fim."Sabemos do potencial do 1º de Agosto, aliás, não é por acaso que é a equipa mais titulada do continente africano. Creio que amanhã (hoje) vamos tentar dificultar ao máximo as pretensões do nosso opositor", revelou ontem, em conferência de imprensa, após vitória folgada sobre o Ascut do Madagáscar.

QUARTOS-DE-FINAL
Libolo defronta hoje Bairro de Cabo Verde


A formação do Recreativo do Libolo defronta hoje, a partir das 13h30, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a similar da Associação Desportivo Bairro de Cabo Verde, na segunda partida dos quartos-de-final  da XXX edição da Taça de Clubes Campeões Africanos da "bola ao cesto".Depois de ter feito o pleno na fase preliminar da competição, que encerrou ontem, com a disputa da quinta e última jornada, o Recreativo do Libolo apresenta-se sem margens de dúvidas como favorito à passagem para as meias-finais da competição.

Moralizados com o triunfo de ontem, sobre a forte equipa do Gezira do Egipto, assim como a vitória diante do Etoile Sportive de Radés da Tunísia, na ronda inaugural da fase preliminar, os libolenses têm tudo para ultrapassar sem qualquer dificuldades frente aos irmãos do arquipélago de Cabo Verde.Apesar das fragilidades do seu adversário, Norberto Alves, português ao serviço do Recreativo do Libolo, alertou sobre a necessidade de se entrar para o desafio desta tarde com alguma determinação.

"Amanhã (hoje), temos de entrar como a mesma disposição para não sermos surpreendidos pelo nosso adversário que está motivado por atingir os quartos-de-final e naturalmente tudo vai fazer para alcançar as meias-finais", alertou Norberto Alves.     O técnico principal do Recreativo do Libolo não escondeu o desejo de conquistar pela segunda vez consecutiva, anel continental. Entretanto,  Mario Correia, extremo base, pode desfalcar a Associação Desportivo Bairro de Cabo verde, em virtude de ter contraído uma lesão no joelho esquerdo. Caso não recupera para a partida de mais logo, os cabo-verdianos vão seguramente ressentir-se da ausência do experiente jogador que já brilhou com as cores do 1º de Agosto.

Com maior ou menor dificuldade, o Recreativo do Libolo vai assegurar a presença nas meias-finais da XXX edição da Taça de Clubes Campeões Africanos da "bola ao cesto".Entretanto, o Petro Atlético de Luanda que ontem perdeu com o Asfar Rabat de Marrocos, por 67-70, em partida referente a última jornada do Grupo A, defronta hoje a forte equipa do Etoile Sportive de Rades da Tunísia, para os quartos-de-final, ao passo que o Asfar de Rabat mede forças com o Gezira do Egipto. Os militares que ontem bateram o Interclub do Congo Brazzaville, por 68-51, jogam diante do Kano Pillars da Nigéria.

QUINTA RONDA
Libolenses batem
Gezira do Egipto


Numa partida marcada pelo signo de equilíbrio, a equipa do Recreativo do Libolo, actual campeão africano, acabou por ser mais feliz, ao derrotar ontem, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a congénere do Gezira do Egipto, por 55-71, em partida referente à quinta e última jornada do Grupo B da fase preliminar da XXX edição da Taça de Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculino. Com esta vitória, os actuais campeões africanos desalojaram do primeiro lugar o Etoile Sportive de Radés da Tunísia, que folgou por imperativo de calendário.

Depois de ter terminado em vantagem no quarto inicial (16-11), os libolenses sentiram imensas dificuldades no segundo período, fruto da maior pressão defensiva exercida pelos egípcios, o que obrigou oslibolenses a optarem sem sucesso nos lançamentos a longo distância.Nesta etapa, os egípcios do Gezira conseguiram um parcial de 17-9, o que perfez 25-28, a favor da equipa forasteira.

Nos quartos subsequentes, o equilíbrio prevaleceu, apesar dos campeões africanos terem se superiorizado nos últimos cinco minutos do derradeiro período. Até então, Olímpio Cipriano e Carlos Morais estavam a passar ao lado do jogo. Quando os jogadores acima referenciados "acordaram", os egípcios do Gezira sentiram imensas dificuldades para suster a avalanche ofensiva dos campeões africanos, que fizeram um parcial de 25-10 no último quarto, fixando o resultado final em 71-55.

O norte-americano, Marcus Lewis, do Libolo, foi o cestinha da partida, com 16 pontos, seguido por Jonathan Walace, também americano, com 13 pontos, os mesmos de Eduardo Mingas. Mildon Ambres, do Gezira, terminou com 14 pontos.Ainda ontem, para a quinta e última jornada do Grupo B, o Kano Pillars da Nigéria alcançou a sua primeira vitória, ao derrotar a similar do Ascut do Madagáscar, por expressivos 79-55.

Com este triunfo, os nigerianos do Kano Pillars confirmaram o quarto lugar do Grupo B, com cinco pontos, fruto de três derrotas e uma vitória.O Kano Pillars não concedeu qualquer facilidade ao adversário, que é de longe inferior à equipa nigeriana, que hoje defronta o 1º de Agosto, na primeira partida dos quartos-de-final da edição 30 da Taça de Clubes Campeões Africanos.

Os nigerianos acabaram por dominar o prélio do primeiro ao último minuto. No quarto inicial, o Kano Pillars da Nigéria vencia já por 15-11. No segundo período, os nigerianos conseguiram uma parcial de 14-9, perfazendo 29-20, ao cabo dos primeiros 20 minutos. Para não variar, a equipa do Kano Pillars voltou a dominar os quartos subsequentes, tendo fixado o resultado final 79-55.Romule Razafimahasahy, do Ascut, com 24 pontos, foi o cestinha da partida, seguido do seu companheiro de equipa, Vallery Botou, com 13 pontos. No Kano Pillars da Nigéria, Abdulwahad Yakubu e Adeolu Ojo estiveram em destaque, com 13 e 12 pontos.