Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Anbal Moreira contesta regra da FIBA-AFRIQUE

JUSCELINO DA SILVA - 17 de Julho, 2018

Anbal Moreira continua a trabalha com as atletas

Fotografia: Jose Cola| Edies Novembro

O seleccionador nacional Aníbal Moreira lamentou ontem, no final do treino da Selecção Nacional feminina de basquetebol em Sub-18, que vai participar a partir do dia 10 de Agosto no Campeonato Africano, em Maputo, Moçambique, o impasse que a FIBA impõe às atletas nascidas no ano 2002.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, no final de jogo-treino com a Selecção feminina de Sub-17, no anexo número dois da Cidadela Desportiva, Aníbal Moreira esclareceu que \"há duas competições em curso”.
“A nossa começa a 10 de Agosto e as jogadoras influentes estão com a selecção de Sub-17, que amanhã segue viagem à Bielorrússia. Recebemos a informação da FIBA que as jogadoras nascidas em 2002 não podem jogar na nossa competição. Isso aumenta a nossa preocupação\", disse.
Diante da nova situação, o seleccionador nacional de Sub-18 prometeu esclarecer, nas próximas horas, a definição das jogadoras que vão participar do Campeonato Africano. Até lá, o grupo repartido vai continuar a preparação em Luanda, em que se destacam os aspectos técnicos, tácticos, lançamentos de curta e longa distância, sem descurar a transição defesa-ataque e pressão \'homem a homem\' a todo campo.
O Jornal dos Desportos apurou que o técnico está à espera das atletas mais influentes da selecção de Sub-17, a partir do dia 29 do corrente.
\"Só ontem, dois meses depois da convocatória, trabalhámos com 12 atletas pela primeira vez. As atletas dispensadas pela treinadora Elisa Pires, que escolheu as representantes do país no Mundial de Minsk, reforçaram o nosso grupo de trabalho\", disse.
Desde o arranque da preparação, apenas seis atletas estavam disponíveis. Com mais seis que se juntaram ao grupo, Aníbal Moreira está satisfeito. A maior satisfação é a boa nova recebida da Federação.
\"Alexia Dizeco e Rafaela Henriques são jogadoras com muita qualidade que fazem a diferença dentro da quadra de jogo e no balneário. Por isso, estou satisfeito por receber a garantia de que as duas atletas do Sion da Suíça e do Benfica de Montijo vão reforçar a nossa selecção\", disse.
Aníbal Moreira lamenta a falta de estágio fora do país. A preparação além-fronteira \"faz bem às equipas\". Consciente das razões, \"somos obrigados a jogar com equipas locais, o que não é a mesma coisa\".