Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola chega hoje ao Egipto

Melo Clemente - 27 de Junho, 2018

Pedro Bastos (ao centro) est entre as novidades dos doze eleitos para operao Cairo

Fotografia: AFP

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos chega hoje, quarta-feira, ao Cairo, capital egípcia, onde, de sexta-feira até domingo, vai competir na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo de 2019, prova a decorrer na República Popular da China.
A comitiva angolana chefiada por Benjamim Romano, vice-presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), deixou ontem a capital do país, Luanda,  com destino ao Cairo, palco do Grupo C, onde deve desembarcar nas primeiras horas da manhã de hoje.
Ontem, na derradeira sessão de treinos realizada no Pavilhão Arena do Kilamba, e que contou apenas com os doze embaixadores eleitos para “Operação Cairo\" (ver peça a parte), ficou marcada, sem sombras de duvidas, com a presença de Carlos Almeida, antigo capitão dos hendecacampeões africanos, hoje nas vestes de Secretário de Estado para o Desporto.
Sob liderança do técnico norte-americano, John Bryant, coadjuvado pelos angolanos, José Carlos Guimarães e Walter Costa, o combinado nacional trabalhou mais os aspectos de ordem defensiva, numa sessão que durou pouco menos de uma hora.
Olímpio Cipriano, extremo base, de 36 anos de idade, um metro e 93 centímetros de altura, um dos eleitos para o torneio do Cairo, não fez parte da última sessão de treinos, devido ao falecimento  da sua avó.
Apesar deste acontecimento, o internacional angolano seguiu viagem com o resto do grupo para o palco da competição.
Entretanto, John Bryant, aproveitou no único jogo de controlo que efectuou, frente ao Grupo Desportivo Marinha de Guerra, a quem venceu por 103-66, para limar as últimas arestas, tendo em vista uma participação exitosa na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo, que passa pela manutenção do primeiro lugar do Grupo C.
Apesar dos constrangimentos, que marcaram a preparação dos hendecacampeões africanos, que buscam a oitava presença numa fase final de um mundial, depois da estreia em 1986, em Espanha, a convite da Fiba-Mundo, seguindo-se as presenças em 1990, na Argentina, 1994, Toronto, Canadá, 2002, Indianápolis, Estado Unidos da América, 2006, Japão, 2010, Turquia, e em 2014, em Espanha, o técnico norte-americano mostrou-se confiante numa boa campanha do cinco nacional.
“Sem dúvidas que o jogo de controlo, que efectuamos com a Marinha de Guerra, foi extremamente importante, porque serviu para tirarmos algumas ilações. Penso que o grupo está preparado e acredito que iremos fazer uma boa figura na terceira janela de qualificação”, augurou John Bryant, um dos adjuntos de Will Voigt, técnico que, segundo apuramos, está já a caminho do Cairo, Egipto.
ANGOLA lidera o Grupo C, com seis pontos, seguido do Egipto, país que acolhe a terceira janela, com cinco pontos. Marrocos, adversário de estreia do combinado nacional, na sexta-feira, dia 29, ocupa o terceiro posto, com quatro, ao passo que a República Democrática do Congo, de Bismark Byombo, atleta que milita na formação do Orlando Magic (Estados Unidos da América), está na cauda da tabela classificativa, com três pontos.
Quatro capitais africanas vão acolher a terceira janela de qualificação para a Copa do Mundo. Tunis, capital tunisina, vai albergar o Grupo A, em Lagos,  Nigéria, disputa-se o Grupo B, ao passo que Cairo, Egipto e Dakar, Senegal, vão receber os grupos C e D, respetivamente.
Nigéria comanda o Grupo B, com seis pontos, seguido do Uganda, Mali e Rwanda, todos com quatro pontos cada. A Tunísia, lidera o Grupo A, com seis pontos, secundado pelos Camarões, com cinco. Chad e Guiné estão nas posições imediatas, quatro e três pontos, respetivamente.
Moçambique e Senegal partilham a liderança do Grupo D, com cinco pontos, seguidos da República Centro Africana e Costa do Marfim, com quatro pontos cada.
Para a segunda fase, qualificam-se as três primeiras de cada grupo, perfazendo um total de doze selecções, que serão repartidas em dois grupos de seis equipas cada. 

Terceira janela
Santos e Ndoniema regressam à Selecção

A integração do extremo base do Sport Libolo e Benfica, Pedro Bastos, bem como os regressos de Hermenegildo Santos, base, e Edson Ndoniema, extremo base, ambos da formação do 1º de Agosto, constituem as principais novidades do lote dos doze jogadores eleitos por “Will Voigt”, visando a terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo de 2019, prova a decorrer na República Popular da China, de 31 de Agosto a 15 de Setembro.
Pedro Bastos, atleta que esteve muito aquém do seu rendimento no recém terminado Campeonato Nacional, vulgo Unitel Basket, poderá fazer as suas três primeiras internacionalizações com os hendecacampeões africanos.
Depois de ter sido afastado por diversas vezes da Pré-Selecção Nacional, Bastos consegue, desta vez, integrar os doze eleitos para a \"Operação Cairo\"...
Por seu lado, Hermenegildo Santos, campeão africano em 2013, regressa à Selecção, depois de ter falhado o Afrobasket de 2017, por opção técnica, ao passo que, durante a disputa da primeira janela, o base do Clube Central das Forças Armadas Angolanas encontrava-se lesionado.
Entre os atletas que foram excluídos da lista final, destaque ainda para o extremo base, Islando Manuel, campeão africano em 2013. Papa N’gulo, como é carinhosamente tratado nas lides da “bola ao cesto” pelo segundo ano consecutivo, falha quatro compromissos dos hendecacampeões africanos, nomeadamente, o zonal de apuramento para o Afrobasket 2017, fase final da aludida competição, primeira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo, prova disputada em Luanda e agora a terceira janela.
Ficaram ainda de fora, Júlio Afonso, atleta que milita em Espanha, Benvindo Quimbamba, extremo base do Sport Libolo e Benfica, Jone Pedro, extremo poste do 1º de Agosto, para além do jovem Ngombo Rogério, extremo poste do Grupo Desportivo Interclube. Eís os atletas que seguiram ontem viagem:  Hermenegildo Santos, Gerson Domingos, Leandro Conceição, Edson Nacional, Olímpio Cipriano, Pedro Bastos, Leonel Paulo, Reggie Moore, Yanick Moreira, Eduardo Mingas, Gerson Gonçalves “Lukeny” e Hermenegildo M’bunga.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos chega hoje, quarta-feira, ao Cairo, capital egípcia, onde, de sexta-feira até domingo, vai competir na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo de 2019, prova a decorrer na República Popular da China.
A comitiva angolana chefiada por Benjamim Romano, vice-presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), deixou ontem a capital do país, Luanda,  com destino ao Cairo, palco do Grupo C, onde deve desembarcar nas primeiras horas da manhã de hoje.
Ontem, na derradeira sessão de treinos realizada no Pavilhão Arena do Kilamba, e que contou apenas com os doze embaixadores eleitos para “Operação Cairo\" (ver peça a parte), ficou marcada, sem sombras de duvidas, com a presença de Carlos Almeida, antigo capitão dos hendecacampeões africanos, hoje nas vestes de Secretário de Estado para o Desporto.
Sob liderança do técnico norte-americano, John Bryant, coadjuvado pelos angolanos, José Carlos Guimarães e Walter Costa, o combinado nacional trabalhou mais os aspectos de ordem defensiva, numa sessão que durou pouco menos de uma hora.
Olímpio Cipriano, extremo base, de 36 anos de idade, um metro e 93 centímetros de altura, um dos eleitos para o torneio do Cairo, não fez parte da última sessão de treinos, devido ao falecimento  da sua avó.
Apesar deste acontecimento, o internacional angolano seguiu viagem com o resto do grupo para o palco da competição.
Entretanto, John Bryant, aproveitou no único jogo de controlo que efectuou, frente ao Grupo Desportivo Marinha de Guerra, a quem venceu por 103-66, para limar as últimas arestas, tendo em vista uma participação exitosa na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo, que passa pela manutenção do primeiro lugar do Grupo C.
Apesar dos constrangimentos, que marcaram a preparação dos hendecacampeões africanos, que buscam a oitava presença numa fase final de um mundial, depois da estreia em 1986, em Espanha, a convite da Fiba-Mundo, seguindo-se as presenças em 1990, na Argentina, 1994, Toronto, Canadá, 2002, Indianápolis, Estado Unidos da América, 2006, Japão, 2010, Turquia, e em 2014, em Espanha, o técnico norte-americano mostrou-se confiante numa boa campanha do cinco nacional.
“Sem dúvidas que o jogo de controlo, que efectuamos com a Marinha de Guerra, foi extremamente importante, porque serviu para tirarmos algumas ilações. Penso que o grupo está preparado e acredito que iremos fazer uma boa figura na terceira janela de qualificação”, augurou John Bryant, um dos adjuntos de Will Voigt, técnico que, segundo apuramos, está já a caminho do Cairo, Egipto.
ANGOLA lidera o Grupo C, com seis pontos, seguido do Egipto, país que acolhe a terceira janela, com cinco pontos. Marrocos, adversário de estreia do combinado nacional, na sexta-feira, dia 29, ocupa o terceiro posto, com quatro, ao passo que a República Democrática do Congo, de Bismark Byombo, atleta que milita na formação do Orlando Magic (Estados Unidos da América), está na cauda da tabela classificativa, com três pontos.
Quatro capitais africanas vão acolher a terceira janela de qualificação para a Copa do Mundo. Tunis, capital tunisina, vai albergar o Grupo A, em Lagos,  Nigéria, disputa-se o Grupo B, ao passo que Cairo, Egipto e Dakar, Senegal, vão receber os grupos C e D, respetivamente.
Nigéria comanda o Grupo B, com seis pontos, seguido do Uganda, Mali e Rwanda, todos com quatro pontos cada. A Tunísia, lidera o Grupo A, com seis pontos, secundado pelos Camarões, com cinco. Chad e Guiné estão nas posições imediatas, quatro e três pontos, respetivamente.
Moçambique e Senegal partilham a liderança do Grupo D, com cinco pontos, seguidos da República Centro Africana e Costa do Marfim, com quatro pontos cada.
Para a segunda fase, qualificam-se as três primeiras de cada grupo, perfazendo um total de doze selecções, que serão repartidas em dois grupos de seis equipas cada. 

Terceira janela
Santos e Ndoniema regressam à Selecção


A integração do extremo base do Sport Libolo e Benfica, Pedro Bastos, bem como os regressos de Hermenegildo Santos, base, e Edson Ndoniema, extremo base, ambos da formação do 1º de Agosto, constituem as principais novidades do lote dos doze jogadores eleitos por “Will Voigt”, visando a terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo de 2019, prova a decorrer na República Popular da China, de 31 de Agosto a 15 de Setembro.
Pedro Bastos, atleta que esteve muito aquém do seu rendimento no recém terminado Campeonato Nacional, vulgo Unitel Basket, poderá fazer as suas três primeiras internacionalizações com os hendecacampeões africanos.
Depois de ter sido afastado por diversas vezes da Pré-Selecção Nacional, Bastos consegue, desta vez, integrar os doze eleitos para a \"Operação Cairo\"...
Por seu lado, Hermenegildo Santos, campeão africano em 2013, regressa à Selecção, depois de ter falhado o Afrobasket de 2017, por opção técnica, ao passo que, durante a disputa da primeira janela, o base do Clube Central das Forças Armadas Angolanas encontrava-se lesionado.
Entre os atletas que foram excluídos da lista final, destaque ainda para o extremo base, Islando Manuel, campeão africano em 2013. Papa N’gulo, como é carinhosamente tratado nas lides da “bola ao cesto” pelo segundo ano consecutivo, falha quatro compromissos dos hendecacampeões africanos, nomeadamente, o zonal de apuramento para o Afrobasket 2017, fase final da aludida competição, primeira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo, prova disputada em Luanda e agora a terceira janela.
Ficaram ainda de fora, Júlio Afonso, atleta que milita em Espanha, Benvindo Quimbamba, extremo base do Sport Libolo e Benfica, Jone Pedro, extremo poste do 1º de Agosto, para além do jovem Ngombo Rogério, extremo poste do Grupo Desportivo Interclube. Eís os atletas que seguiram ontem viagem:  Hermenegildo Santos, Gerson Domingos, Leandro Conceição, Edson Nacional, Olímpio Cipriano, Pedro Bastos, Leonel Paulo, Reggie Moore, Yanick Moreira, Eduardo Mingas, Gerson Gonçalves “Lukeny” e Hermenegildo M’bunga.