Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola falha acesso directo a Tquio 2020

Melo Clemente - 09 de Setembro, 2019

O antigo jogador dos Dallas Mavericks terminou o desafio, com 18 pontos, oito ressaltos, trs assistncias e um roubo de bola.

Fotografia: DR

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos falhou o apuramento directo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020, mercê da derrota de ontem, diante da similar da Tunísia, por 84-86, em partida que marcou o encerramento das duas selecções africanas na 18ª edição da Copa do Mundo, competição que termina a 15 do mês em curso, com a disputa da grande final.
Numa partida em que estavam proibidos de falhar, os hendecacampeões africanos não foram capazes de manter a serenidade na ponta final, somando a sua quarta derrota na competição, falhando deste modo, o apuramento directo aos Jogos de Tóquio.
Apesar de ter conseguido a sua melhor exibição, fundamentalmente, nos últimos dois quartos, em que a Selecção Nacional conseguiu um parcial de 10-0, depois de estar a perder nos primeiros 20 minutos por 13 pontos de diferença (52-37), os pupilos do técnico norte-americano, Will Voigt, não tiveram a calma necessária para bater a selecção da Tunísia, actual campeã africana.
Com Leandro da Conceição a comandar as acções ofensivas,  o cinco nacional pecava nas acções defensivas, onde se mostrava bastante permissiva, situação muito bem aproveitada pela selecção da Tunísia que marcou no quarto inicial 31 pontos, contra 20 da Selecção Nacional que augurava a qualificação directa para os Jogos Olímpicos de Tóquio.
A falta de sob marcação das linhas de passes, aliadas as perdas sistemáticas de bola, permitiu a selecção da Tunísia jogar a seu belo prazer, principalmente, no primeiro período.Já com a presença do base do Grupo Desportivo Interclube, Gerson Domingos, Angola melhor significativamente  com realce para as acções defensivas, apesar de ter perdido no parcial, por 21-17, perfazendo 52-37, ao cabo dos primeiros 20 minutos a favor dos tunisinos, que asseguram o passe de acesso ao Pré-Olímpico.
Contra todas às expectativas, os angolanos transfiguraram-se no terceiro período, fruto da defesa agressiva que evidenciaram, obrigando os actuais campeões africanos a cometeram inúmeros erros.Nesta etapa, a Selecção Nacional arrancou a sua melhor exibição, tendo vencido no parcial por 28-15, perfazendo 65-67, na entrada do derradeiro período, à favor da selecção forasteira.
A circulação da bola em todas as zonas da quadra, onde era privilegiado o jogo interior com Yanick Moreira e Valdelício Joaquim a assumirem as despesas da partida, Angola colocou em sentido a Tunísia, que perdeu a liderança do marcador (74-71) a seis minutos do fim do desafio, obrigando o técnico luso -guineense, Mário Palma, a solicitar um desconto de tempo.O extremo  base do Atlético Petróleos de Luanda, Gerson Gonçalves, por três ocasiões e com dois \"armários\" à sua frente, tentou sem sucesso violar a cesta contrária, situação que galvanizou os tunisinos, tomando novamente a liderança do marcador até ao apito final, para o desalento do combinado nacional que almejava a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Desempenho
Moreira fecha em grande o Mundial 

Com 21 pontos marcados, nove  ressaltos ganhos, uma assistência e dois roubos de bola, o internacional angolano, Yanick Moreira, voltou a brilhar ontem, na derrota do cinco nacional diante a similar da Tunísia, por 84-86, em partida a contar para as classificativas do 17º ao 32º lugar, da 18ª edição da Copa do Mundo Grupo N.
Depois de passar ao lado, na partida frente ao Irão, em que a Selecção Nacional perdeu por 62-71, tendo o poste anotado quatro pontos, em 23 minutos e 51 segundos, ontem, Yanick Moreira arrancou uma exibição de encher os olhos, com 21 pontos anotados, números que foram insuficientes para impedir a vitória dos tunisinos que estão apurados para o Torneio Pré-Olímpico.
Curiosamente, o seu colega de profissão, Michael Roll, norte-americano naturalizado tunisino, terminou o desafio, igualmente, com 21 pontos marcados.
Entretanto, Salah Mejri, dois metros e dezoito centímetros de altura, 107 kg, e Yanick Moreira, dois metros e onze centímetros de altura, travaram um duelo interessante debaixo das tabelas.
O antigo jogador dos Dallas Mavericks terminou o desafio, com 18 pontos, oito ressaltos, três assistências e um roubo de bola.    
                                   

Jogadores utilizados
de 1986 a 2019

Eduardo Mingas (5)
Joaquim Gomes “Kikas” (4)
Victor Carvalho (4)
Olímpio Cipriano (4)
Jean J. da Conceição (3)
Aníbal Moreira (3)
David Dias (3)
Paulo Macedo (3)
Ângelo Victoriano (3)
Carlos Almeida (3)
Miguel Lutonda (3)
Armando Costa (3)
Carlos Morais                          (3)
Manuel Sousa “Necas” (2)
José C. Guimarães (2)
Herlander Coimbra (2)
Milton Barros (2)
Roberto Fortes (2)
Ivo Alfredo (2)
Leonel Paulo (2)
Reggie Moore (2)
Yanick Moreira (2)
Hermenegildo Mbunga (2)
Josué Campos (1)
Artur Barros (1)
José Assis (1)
Francisco Cungulo (1)
Adriano Baião (1)
Gustavo da Conceição (1)
Ademar Barros (1)
Nelson Sardinha (1)
Garcia Domingos (1)
Honorato Troso (1)
Benjamin Romano (1)
Victor Muzadi (1)
Benjamin Avô (1)
Walter Costa (1)
Gerson Monteiro (1)
Edmar V. “Baduna” (1)
Mário Belarmino (1)
Afonso Silva “Fõ” (1)
Luís Costa (1)
Emanuel Neto (1)
Abdel Moussa Boukar (1)
Domingos B. “Deny” (1)
Vladimir Ricardino (1)
Felizardo A. “Miller” (1)
Islando Manuel (1)
Hermenegildo “Gildo” (1)
Edson Ndoniema (1)
Valdelício J. “Vander” (1)
Gerson Domingos (1)
Leandro Conceição (1)
José António (1)
Gerson  “Lukeny” (1)

FICHA TÉCNICA 
Pavilhão: Wukesong Sport Center


Arbitragem: Yener Yilmaz (Turquia), Boris Krejic (Eslovénia) e Harja Jaladri (Indonésia). 

Comissária: Zulfikar Karim (Tanzânia). 

 ANGOLA: 
Gerson Domingos (19), Yanick Moreira (21),  Gerson  Gonçalves \"Lukeny\"  (4), Olímpio Cipriano (0), Carlos Morais (10), Leonel Paulo (7), José António (4), Eduardo Mingas (0), Hermenegildo Mbunga (0), Reggie Moore (3), Valdelício Joaquim (16), Leandro Conceição (0)

Treinador: 
William Bryant Voigt


TUNÍSIA: 
Omar Abada (9), Ziyed Chennoufi (2), Mourad El Mabrouk (13), Omar Mouhli (0), Mohamed Hadidane (3), Mokhtar Ghyaza (0), Makram Ben Romdhane (20), Mohamed Abbassi (0),Michael Roll (21), Radhouane Slimane (0), Salah Mejri (18), Nizar Knioua (0)

Treinador: 
Mário Palma

Resultados parciais: 
20-31, 17-21, 15-28 e 19-19

Resultado ao intervalo: 
37-52
Resultado final:
 84-86