Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola sofre primeira derrota

Melo Clemente - 25 de Agosto, 2015

Angolanos tropeçam em Radés

Fotografia: M.Machangongo

A Selecção Nacional de basquetebol sénior masculina despediu-se com derrota da fase preliminar, ao perder ontem, no Pavilhão de Radés, Tunísia, diante do Senegal, por 73-74, em partida que marcou o encerramento da terceira jornada do Grupo B da 28ª edição do Campeonato Africano dasNações, vulgo Afrobasket, prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, em 2016.

Com uma vantagem de quatro pontos a 58 segundos para o termo da partida, os angolanos permitiram a reviravolta dos senegaleses, que num lançamentos a longa distância reduziram para um ponto de diferença (73-72). A selecção não aproveitou a posse de bola, e o Senegal conseguiu converter os dois pontos que deu a vitória mesmo ao soar do apito.

Entretanto, ao contrário das duas primeiras partidas, em que Armando Costa foi chamado a liderar as acções ofensivas do cinco nacional, ontem, o seleccionador nacional atribuiu esta missão ao jovem Braúlio Morais, que diga-se, fê-lo com mestria, fundamentalmente, nos primeiros seis minutos do quarto inicial, altura os campeões africanos venciam por 8-3.

Coesos na defesa e eficientes no ataque, a Selecção Nacional mostrou grande atitude, ao contrário do seu adversário que se mostrou apático.Felizardo Ambrósio "Miller" conseguiu anular por completo o Gorgui Dieng, uma das estrelas do Senegal, que terminou o primeiro período com apenas dois pontos.O extremo base, Edson Ndoniema, que esteve em grande no prélio frente a Marrocos, também mereceu a confiança do seleccionador nacional, tendo feito parte do cinco inicial. Ndoniema também não comprometeu e terminou o quarto inicial com cinco pontos.

Os campeões africanos que estão apostados na reconquista do anel continental, terminaram com uma vantagem de quatro pontos (18-14).A Selecção Nacional entrou mal no segundo período, ao contrário do seu opositor que conseguiu em algumas etapas anular as acções ofensivas do combinado nacional.Mais eficientes nos lançamentos a longa distância, os penta campeões africanos conseguiram um parcial de 23-15, o que perfez 33-37, ao cabo dos primeiros vinte minutos, a favor da selecção senegalesa.

As substituições feitas no cinco inicial, constituído por Braúlio Morais, Edson Ndoniema, Carlos Morais, Felizardo Ambrósio "Miller" e Yanick Moreira, fez com que a selecão baixa-se a sua produtividade, fruto também do rigor defensivo evidenciado pelos senegaleses.Angola transfigurou-se completamente no terceiro período, quer a defender, quer a atacar, para o desalento dos senegaleses que nesta etapa marcaram apenas 13 pontos, contra 26 dos campeões africanos, o que perfez 59-50, a favor da Selecção Nacional.

Nesta etapa, o combinado nacional esteve em bom plano, nos lançamentos a longa distância, com Carlos Morais a ser a principal figura.
Os manos Morais estremeceram a estrutura do Senegal, conjunto superiormente liderado pelo Gorgui Dieng.Os últimos 58 segundos acabaram por ser fatais para o cinco nacional que terminou no segundo lugar do Grupo B, com cinco pontos, contra seis do Senegal, que ocupou o primeiro lugar.

OITAVOS-DE-FINAL
Angola recebe RCA esta tarde


A Selecção Nacional defronta hoje, a partir das 16h00, no Pavilhão de Radés, a República Centro Africana, em partida a contar para os oitavos-de-final da 28ª edição do Campeonato Africano das Nações, competição que vai apurar o representante africano aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.Refeito do desaire de ontem, diante da forte selecção do Senegal, com quem perdeu por escasso um ponto (73-74), a Selecção Nacional vai procurar esta tarde o passe de acesso aos quartos-de-final, frente aos centro-africanos, conjunto que ocupou o terceiro lugar do Grupo A da fase preliminar.

Depois da excelente exibição patenteada diante dos penta campeões africanos, os hendecacampões africanos vão procurar repetir a proeza esta tarde.Apesar da superioridade teórica, os angolanos vão entrar determinados do desafio, para não serem surpreendidos pelo centro-africanos que estão igualmente apostados no alcance do passe de acesso aos quartos-de-final da aludida competição. Entretanto, amanhã, acontece as últimas quatro partidas referentes aos oitavos-de-final da 28ª edição do Afrobasket.

O Senegal, carrasco de Angola, defronta a modesta selecção do Uganda, último classificado do Grupo A da fase preliminar, os Camarões, de Lazare Adingono, defrontam a Argélia, ao passo que a Nigéria terá pela frente a selecção de Moçambique. Por sua vez, a selecção de Cabo Verde, conjunto que passeou toda a sua classe na fase preliminar recebe a modesta selecção do Gabão.

Quatos-de-final
Tunísia e Egipto estão próximos


As selecções da Tunísia e do Egipto podem assegurar hoje, o passe para os quartos-de-final da 28ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, quando defrontarem ao princípio da tarde as congéneres de Marrocos e Zimbabwe respectivamente, partidas a contar para os oitavos-de-final da aludida competição.Tunísia, país anfitrião, fez o pleno no Grupo A da fase preliminar do Afrobasket, e defronta hoje, às 21h00, a similar de Marrocos.

 Apesar de ter ocupado o último lugar do Grupo B, os marroquinos vão seguramente tentar dificultar ao máximo os intentos dos tunisinos que estão galvanizados com o facto de terem terminado de forma invicta a fase preliminar.Entretanto, o Egipto  vai medir forças com o Zimbabwe, às 13h30 minutos, conjunto que ocupou a cauda da tabela classificativa do Grupo D, com três pontos.Com maior ou menor dificuldade, os penta campeões africanos vão garantir o passe de acesso aos quartos-de-final que começam a ser jogados a partir do dia 27. Ainda hoje, para os oitavos-de-final, o Mali terá pela frente a congénere da Costa do Marfim, às 18h30.