Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanos num grupo complicado

28 de Janeiro, 2016

Selecção Nacional vai tentar a qualificação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro depois de ter perdido o Afrobasket

Fotografia: j

As esperanças de Angola participar no torneio de basquetebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro'2016 ficaram reduzidas, após o sorteio realizado em Mies, Suíça. A Selecção Nacional está enquadrada no grupo A do torneio pré-olímpico que tem como a sede a cidade de Belgrado. Para além dos anfitriões, o terceiro inquilino do grupo é  Porto Rico.

De acordo com o calendário da competição, Angola folga no primeiro dia do evento a decorrer de 4 a 10 de Julho, repouso que vai facilitar a avaliação dos níveis competitivos dos adversários, no jogo Sérvia -Porto Rico. Angola entra em cena no dia seguinte, diante de Porto Rico, um grau de dificuldade inferior ao do último jogo. Os sul-americanos são menos cotados, no ranking mundial, que a Sérvia, condição que pode facilitar as contas dos hendecampeões africanos.

No dia 6 de Julho, os anfitriões recebem os angolanos, no pavilhão Kombank. A partida pode definir a liderança do grupo A e o acompanhante da Sérvia às meias-finais do torneio pré-olímpico. Outras selecções africanas tiveram mais sorte. O Senegal vai a Manila, capital das Filipinas, defrontar a Turquia e o Canadá. O destino da equipa africana nesse grupo é sobejamente conhecido: regresso a Dakar. A quarta classificada no Afrobasket'2015 não dispõe de forças para contrapor a toda poderosa Turquia e a rejuvenescida selecção do Canadá.

A Tunísia vai atravessar o Mediterrâneo, para desembarcar na cidade de Turim, na Itália. Inserido no grupo B do torneio pré-olímpico, os tunisinos vão defrontar a Croácia e a Itália. A passagem para a outra fase apresenta-se difícil. Para além de enfrentar os anfitriões, que jogam com apoio da claque local, a Tunísia vai deparar-se com a Croácia uma das mais fortes selecções do mundo.

Os vencedores de cada uma das cidades - sede vão beneficiar de vistos de acesso à cidade brasileira de flamingos, o Rio de Janeiro, para a disputa do torneio de basquetebol dos Jogos Olímpicos'2016. Em feminino, Camarões e a Nigéria vão confrontar-se na cidade de Nantes. As vice - campeãs estão inseridas no grupo B, ao lado da Turquia e da Argentina, enquanto as campeãs africanas, responsáveis pela eliminação de Angola no torneio, vão jogar no grupo C ao lado da Bielorrússia e da Coreia do Sul. Recorda-se que a Nigéria (masculino) e Senegal (feminino) qualificaram-se directamente para a competição a decorrer entre Julho e Agosto no Brasil.

PRÉ-OLÍMPICO
Angolanos entre os mais fortes do grupo

Angola ocupa o 15º lugar no ranking da Fiba -Mundo e é a segunda selecção mais bem posicionada do grupo A, depois da Sérvia, no torneio pré-olímpico de basquetebol masculino com sede em Belgrado, que se disputa entre 4 e 10 de Julho.

Os anfitriões ocupam a sexta posição do ranking da Fiba -Mundo e são vice-campeões  mundiais, enquanto Porto Rico está na 16ª posição, um lugar abaixo de Angola. Das seis séries baseadas em três cidades, o grupo de Angola é o mais forte. As selecções constam entre as 20 melhores do mundo e a diferença no ranking não vai além de dez pontos.

Com base no ranking, a Sérvia é a potencial vencedora do grupo. Angola e Porto Rico vão disputar o passe para a segunda fase, perante 25 mil espectadores, no pavilhão Kombank de Belgrado. A motivação dos atletas e do corpo técnico vai ser determinante para levar de vencida os porto-riquenhos e equilibrar o último jogo com a Sérvia.

As duas primeiras classificadas disputam as meias-finais, com as do grupo formado por países abaixo dos 30 melhores, do ranking mundial. A Letónia ocupa a 35ª posição, República Checa, 42ª e Japão está no 48º lugar. Esses números dão vantagem teórica ao grupo de Angola e prevê-se uma final entre a Sérvia e Angola.

A possibilidade de qualificação de Angola para Rio'2016 é remota. Os sérvios fazem-se acompanhar do histórico basquetebolístico da antiga Jugoslávia. Três presenças nos Jogos Olímpicos, uma medalha de prata em Atlanta'1996, finalistas vencidos no Mundial de Espanha'2014 e campeã do mundo de 1998 e 2002 são números que assustam qualquer adversário.

As credenciais dos angolanos apresentam uma folha de 11 títulos africanos, cinco presenças em Jogos Olímpicos e sete campeonatos mundiais. Em Espanha'2014, Angola terminou em 17º lugar, dois lugares acima do adversário sul-americano. No Japão'2006,ficou em nono lugar. O Porto Rico tem um histórico de nove presenças nos Jogos Olímpicos, 13 participações em campeonatos do mundo e três títulos de campeão das Américas. 

A França vai dominar a série de Manila. É a quinta do ranking mundial e vai cruzar com a Nova Zelândia (21ª) e os anfitriões, Filipinas (28ª). No cruzamento dessa série, a Turquia (8º), Canadá (26º) e Senegal (31º) são potenciais finalistas.

Em Turim, a Grécia é a mais bem posicionada. Os gregos ocupam a décima posição e vão passar com facilidade pelo Irão (17º) e México (19º). Nas meias finais, o cruzamento coloca a Croácia (12º), Tunísia (23º) e Itália (35º). Em Caracas, Venezuela'2012, Angola disputou a segunda fase, mas foi eliminada pela Rússia nos quartos de finais.