Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Arqui-rivais preparam final da Taça de Angola

Melo Clemente - 14 de Abril, 2014

Militares e petrolíferos da capital lutam amanhã no Pavilhão Victorino Cunha pelo segundo troféu da temporada desportiva 2013-2014

Fotografia: Jornal dos Desportos

As formações do 1º de Agosto e do Atlético Petróleos de Luanda realizam hoje nos seus campos a sessão derradeira de treino antes do embate de amanhã referente à primeira-mão da final da 30ª edição da Taça de Angola de basquetebol em seniores masculinos.Depois de ter terminado de forma invicta a segunda volta da fase de grupos, somando 15 pontos, fruto de sete triunfos e uma derrota, a equipa militar liderada pelo técnico Paulo Macedo ensaia está manhã no Pavilhão Victorino Cunha, palco do desafio de amanhã, as estratégias para suplantar o seu arqui-rival.O internacional Carlos Almeida, extremo base, e Cedrick Ison, extremo base, são as grandes atracções da sessão matinal de hoje.

Carlos Almeida, heptacampeão africano pela Selecção Nacional, prepara a sua despedida que vai acontecer logo após a disputa da final da edição número 30 da segunda maior competição do país, a nível da "bola ao cesto", ao passo que o MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do BAI Basket reintegra o grupo às ordens de Paulo Macedo, depois de ter assistido ao nascimento do seu filho.Já o poste Joaquim Gomes "Kikas" continua sob cuidados médicos e provavelmente pode falhar o embate de amanhã, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto do Clube Central das Forças Armadas Angolanas.Transições rápidas defesa ataque, circulação da bola em todas as áreas de jogo, lançamentos a curta e longa distância, assim como defesa um contra dois e dois contra um, vão seguramente dominar a sessão de treinos desta manhã.

 A vitória sobre o Grupo Desportivo Interclube, por 81-77, na derradeira jornada da segunda volta do Grupo A, elevou ainda mais a auto-estima dos pupilos de Paulo Macedo.Entretanto, quem também vai preparar os argumentos para surpreende a equipa militares é a formação do Eixo-viário.O técnico ao serviço do Atlético Petróleos de Luanda já vai poder contar com os préstimos do base Paulo Santana, atleta que cumpria castigo federativo.Apesar de não ter conseguido o terceiro lugar do Grupo A, Lazare Adingono vai preparar uma equipa que seja capaz de neutralizar a avalancha ofensiva da equipa rubro-negra.Os aspectos defensivos continuam a preocupar o técnico petrolífero que tenciona alcançar um resultado satisfatório na primeira-mão da final da Taça de Angola.

BAI Basket
Federação reúne hoje com os técnicos


A direcção técnica da Federação Angolana de Basquetebol reúne-se hoje, a partir das 16h00, com os dirigentes e treinadores das equipas que disputam a 36.ª edição do BAI Basket.A organização da fase final, a conhecida "Final Four", do Campeonato Nacional vai dominar o conclave desta tarde.Para além dos treinadores das dez agremiações que participam na 36.ª edição do BAI Basket, cuja "Final Four" começa a 22 do mês em curso, foram igualmente notificados os dirigentes das respectivas equipas a fim de tomarem parte da reunião.Nuno Teixeira, na qualidade de director do gabinete técnico e de formação da FAB, vai presidir a reunião.

O dirigente federativo vai prestar esclarecimentos sobre a ponta final do Campeonato Nacional.A fase final do BAI Basket vai ser disputada pelas oito equipas mais bem classificadas que disputaram a fase de grupos e vão ser subdivididas em duas séries, A e B, disputando estas entre si no sistema de todos contra todos nas respectivas séries.A série A vai ser composta pelas quatro equipas mais bem classificadas do Grupo A, que entre si disputarão no sistema de todos contra todos a quatro voltas o título do BAI Basket.Já na série B vão estar quatro equipas, designadamente, as três primeiras classificadas mais o quinto classificado do Grupo A, que se defrontam entre si, no sistema de todos contra todos a quatro voltas, para as classificativas do quinto ao oitavo lugar, respectivamente. O quarto e o quinto classificado do Grupo B baixam de divisão.À semelhança da época transacta o vencedor do Grupo A entra para a "Final Four" sem qualquer ponto de bonificação. A decisão da retirada do ponto de bonificação partiu dos clubes que disputam a prova.
M.C