Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Base Bonifcio sob avaliao

Melo Clemente - 22 de Julho, 2015

Base do Petro pode falhar Campeonato Africano das Naes da Tunsia

Fotografia: Jornal dos Desportos

Domingos Bonifácio, um dos bases da Selecção Nacional de basquetebol sénior masculino, vai ser reavaliado nos próximos dias pela a equipa médica, para se aferir o grau de recuperação ou nao, da lesão que contraiu no maxilar, após um choque com um dos companheiros da equipa, durante uma sessão de treinos, na projecção ao Afrobasket da Tunísia, prova a decorrer de 19 a 30 de Agosto.

O base do Atlético Petróleos de Luanda foi submetido a uma cirurgia na zona do maxilar, na última semana, estando temporariamente afastado do grupo de trabalho que projecta em Espanha, a sua  participação na fase final da 28ª edição do Campeonato Africano da Tunísia, prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

De acordo com a nossa fonte, apesar do atleta estar a recuperar satisfatoriamente da mazela que o apoquenta, o próximo exame vai acabar por ser determinante, relativamente à continuidade do internacional angolano, campeão africano em 2009, competição realizada na Líbia.Entretanto, as possibilidades do atleta integrar o lote dos doze, que vão representar as cores do Bandeira Nacional no Campeonato Africano das Nações da Tunísia, são praticamente remotas, conforme a nossa fonte.

“O Domingos Bonifácio deve ser reavaliado nos próximos dias, mas tudo faz pensar que deverá ainda estar por um período prolongado sem actividade física, o que faz que neste momento as suas possibilidades de entrar no grupo de 12 sejam muito limitadas”, asseverou o nossa fonte.

Por sua vez, o capitão, Eduardo Mingas, que tinha falhado o terceiro amistoso, frente à similar de Espanha em sub-18, com a vitória a sorrir para o lado angolano, por 84-80, reintegrou o grupo sem qualquer limitação.O “Cavalo de força”, como é conhecido nas lides da “bola ao cesto”, teve um leve alongamento no bíceps femoral, facto que obrigou o técnico Moncho López, a afastá-lo do terceiro jogo de controlo.

O quarto jogo amistoso dos hendecacampeões africanos acontece no sábado, dia 25, frente a Venezuela, com quem a Selecção Nacional perdeu por expressivos 54-84.Hoje, o combinado nacional volta a aprimorar os aspectos técnicos e tácticos, com principal realce para a componente física.

O seleccionador nacional aguarda a todo momento, a chegada do poste Yanick Moreira, atleta que está em Luanda, desde sábado.
O internacional angolano que foi convidado a fazer a pré-temporada com a formação dos Los Angeles Clippers, depois de ter representado o grémio na Summer League (Jogos de Verão), deve seguir para a Espanha nos próximos dias.

 A Selecção Nacional disputa a fase preliminar da 28ª edição do Afrobasket, inserida no Grupo B, ao lado das selecções do Senegal, Marrocos e Moçambique. A Tunísia, país anfitrião, encabeça o Grupo A, do qual fazem parte o Uganda, Nigéria e a República Centro Africana. O Egipto, Gabão, Mali e Camarões estão no Grupo C, ao passo que  a Costa do Marfim, Cabo Verde, Argélia e Zimbabwe completam o Grupo D.

Selecção projecta
provas europeias


Mário Palma recebeu ontem de manhã, os 14 jogadores, com quem vai trabalhar durante os próximos dois meses. Acompanhado do seu adjunto, André Martins, o seleccionador português não só deu as boas-vindas aos eleitos para esta concentração, que se iniciou em Sangalhos, como orientou, a partir das 18 horas no pavilhão municipal, o primeiro treino da selecção de um estágio cuja primeira parte vai prolongar-se até ao dia 1 de Agosto.

No entanto, para um começo uma contrariedade. O extremo do Benfica, João Soares, surgiu lesionado num dedo da mão direita, o que motivou o atleta fazer exames médicos para saber a extensão da lesão.“Não é grave, mas é impeditiva de treinar.

O jogador fez uma ressonância magnética e agora vamos esperar o resultado”, explicou-nos ontem, no final do treino, o seleccionador Mário Palma.Os restantes 13 jogadores fizeram um treino normal, incidiu preferencialmente nos aspectos tácticos, conforme nos adiantou o técnico português. “Trabalhámos a parte defensiva e ofensiva. É um aspecto muito importante que teremos de ter em conta”, frisou Mário Palma.