Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Campeões Africanos testam com a Espanha

Melo Clemente - 10 de Agosto, 2014

Pupilos de Paulo Macedo efectuam hoje o terceiro jogo de controlo de preparação para o mundial de Espanha

Fotografia: Kindala Manuel

Depois de ter chegado a território espanhol, às primeiras horas da tarde de ontem, o grupo liderado pelo Paulo Macedo, antigo internacional angolano hoje seleccionador nacional, realiza esta manhã o segundo treino, antes do embate diante da forte selecção da Espanha, dos irmãos Gasol.

Com duas das suas principais unidades ainda a recuperarem a forma física, designadamente, Carlos Morais e Olímpio Cipriano, a Selecção Nacional vai procurar esta noite efectuar um bom jogo frente à Espanha, selecção que já assumiu a luta pela coroa mundial, que se encontra na posse dos Estados Unidos.

Morais, MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato Africano das Nações de 2013, prova disputada na Costa do Marfim, esteve a recuperar da sua lesão no joelho esquerdo, ao passo que Olímpio Cipriano teve de “abandonar” o grupo por problemas pessoais.

Com dois amigáveis realizados até aqui, o técnico do cinco nacional, que vai disputar pela sétima vez uma fase final de um Campeonato do Mundo, tenciona montar uma equipa que seja capaz de travar as acções ofensivas dos espanhóis.

No Torneio Internacional do Brasil, Angola perdeu para o país anfitrião, Brasil, por 98-60, na primeira jornada, tendo consentido novo desaire frente à Argentina, com a qual perdeu por 86-77. 

Hoje, os hencacampeões africanos voltam a testar o colosso do basquetebol europeu e mundial.

Os espanhóis vão seguramente aproveitar o desafio de logo para testar novos valores. O último confronto entre as duas selecções (Angola e Espanha), data de 23 de Agosto de 2006, para o  Campeonato do Mundo do Japão, em que o “cinco” nacional perdeu por dez pontos de diferença (83-93).

No dia 12 de Agosto, em  Sevilha, os comandados de Paulo Macedo vão defrontar a selecção do Canadá, seguindo posteriormente para a Sérvia, onde vai participar num torneio internacional. O cinco nacional regressa ao país no dia 22 deste mês, para disputar o Torneio Internacional Arquitecto da Paz, prova a decorrer de 24 a 26 no Pavilhão Arena do Kilamba.

Angola figura no Grupo D, com sede na cidade de Las Palmas, nas Canárias, ao lado das selecções da Lituânia, Eslovénia, Coreia do Sul, México e Austrália.

A Espanha, país anfitrião do Campeonato do Mundo, faz parte do Grupo A, juntamente com Egipto, Irão, Sérvia, França e Brasil. As selecções da Argentina, Senegal, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia estão inseridas no Grupo B, ao passo que Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia no grupo C. os Estados Unidos são o actual campeão do mundo.


Mundial do Dubai
Cadetes evitam chapa cem frente aos EUA


A Selecção Nacional de basquetebol masculina de Sub-17 evitou a chapa cem, ao perder ontem diante dos Estados Unidos, por 56-99, em partida referente à segunda jornada do Grupo A da fase preliminar do Campeonato do Mundo da categoria, prova que decorre no Dubai.

Tal como se esperava, os actuais campeões mundiais da categoria, não tiveram dificuldades em vergar a Selecção Nacional, que em alguns momentos da partida conseguiu estar em grande plano, fundamentalmente no capítulo ofensivo.

Depois de terem vencido na jornada inaugural da competição a selecção das Filipinas, por claros 82-72, os comandados de Manuel da Silva “Gi” não tiveram forças suficientes para suster o jogo ofensivo dos norte-americanos.

Fruto da maior pressão exercida pela selecção dos Estados Unidos, o combinado nacional conseguiu anotar apenas oito pontos contra 27 do seu opositor, no quarto inicial.

No segundo período, o cinco nacional melhorou o jogo, principalmente no capítulo defensivo, tendo os norte americanos anotado 23 pontos, contra 17 dos angolanos, o que perfez 50-25, ao cabo dos primeiros 20 minutos.

Os Estados Unidos voltaram a dominar os últimos dois períodos, mas a Selecção Nacional foi capaz de impedir a chapa cem.


O extremo do 1º de Agosto e da Selecção Nacional, Sílvio Sousa, com 17 pontos marcados, foi o cestinha do desafio. Bruno Fernandes e Alexandre Jungo também estiveram em grande plano, ao anotarem 13 pontos cada um.

Dos 29 lançamentos tentados a longa distância, o cinco nacional converteu apenas cinco, ao passo que nos lançamentos de dois pontos dos 42 tentados converteu 16.

Ainda ontem, para o Grupo B, a Austrália que tinha baqueado na ronda inaugural, frente ao Japão, com o qual perdeu por 84-97, conseguiu a sua primeira vitória, ao vencer a França, por 84-81.

Os Estados Unidos, com seis pontos, lideram o Grupo A, seguido de Angola e Grécia, ambos com três pontos cada. As Filipinas ocupam a cauda da tabela classificativa com dois pontos, fruto de duas derrotas.

Hoje, a competição regista pausa geral, reatando amanhã, à Selecção Nacional, defrontar a similar da Grécia para a última jornada da fase preliminar do Grupo A.  
M.C


Africano
Angola falha final


A Selecção Nacional de basquetebol masculina de Sub-18 falhou o apuramento à final do Campeonato Africano das Nações da categoria, ao perder ontem, nas meias-finais, no Palácio dos Desportos, em Antananarivo, capital do Madagáscar, frente a similar da Tunísia, por 57-61, quando ao cabo dos primeiros 20 minutos perdia já por 29-34.

Depois de ter entrado de forma determinada no quarto inicial, tendo vencido os tunisinos por 16-13, os angolanos não conseguiram manter o mesmo dinamismo no segundo período, onde perderam por 21-13, perfazendo 29-34, ao cabo dos primeiros 20 minutos.

A Selecção Nacional voltou a claudicar no terceiro período, tendo perdido por um parcial de 13-20.

No quarto derradeiro, os comandados de Carlos Dinis melhoraram significativamente o seu jogo, quer ofensivo, quer defensivo, e conseguiram venceram os tunisinos por expressivos 15-7, resultado que foi insuficiente para atingir à final do Campeonato Africano das Nações em Sub-18.

Gerson da Silva Domingos foi o melhor marcador da partida com 22 pontos marcados, seguido do seu companheiro de equipa Simão Lutonda com 11 pontos anotados.  O tunisino Gannouni, com 22 pontos, destacou-se entre os tunisinos.

Na outra meia final, a selecção do Egipto bateu o conjunto do Mali, por apenas um ponto de diferença (73-72). O equilíbrio foi a tónica do desafio. Aliás, o resultado final espelha perfeitamente o quão foi equilibrada a contenta.

Ainda ontem, para as classificativas do quinto ao oitavo lugares, a selecção da Costa do Marfim venceu a congénere do Benin, por 66-50, ao passo que o Madagáscar, país anfitrião, bateu a similar de Moçambique, por 79-54.

Hoje, às 16h00, o combinado nacional volta a entrar em cena, quando defrontar a selecção do Mali, para as classificativas do terceiro e quarto lugares respectivamente.
Egipto e Tunísia decidem igualmente hoje o título do Campeonato Africano das Nações da Categoria.  
M.C


Argentina bate
similar do Brasil


No último fim-de-semana, o Brasil venceu a Argentina no desafio de basquetebol, realizado no Maracanãzinho. A jogar em casa dos argentinos na sexta-feira, a história foi diferente. Os brasileiros levaram o troco e foram derrotados por 85-80, em duelo válido pelo Torneio das três Nações, que ainda conta com o México.

Os rivais sul-americanos começaram a partida com certo equilíbrio. No entanto, os argentinos tomaram de assalto o placar e terminaram o primeiro tempo com uma vantagem de sete pontos.

No segundo tempo, a selecção da casa apostou nas bolas de três e foi muito feliz na escolha: anotou mais de 30 pontos desta maneira no jogo todo. Enquanto isso, o Brasil cansava-se a errar lances livres: o aproveitamento foi inferior a 50 por cento.