Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Campeões retemperam energia

Melo Clemente, em Las Palmas - 01 de Setembro, 2014

No período da tarde de hoje o seleccionador nacional pode fornecer algumas horas de repouso ao grupo para posteriormente observar o vídeo da selecção azteca designação oficial do México

Fotografia: José Cola

A Selecção Nacional de basquetebol realiza hoje, no Pavilhão Arena de Gran Canária, a sessão derradeira de treino, a partir das 9h30 minutos, visando o desafio de amanhã, frente à similar do México, partida marcada para as 12h30, a contar para a terceira jornada do grupo D da fase preliminar da 17ª edição do Campeonato do Mundo.

Hoje, o grupo D, com sede na cidade de Las Palmas, regista o seu primeiro dia de folga, pausa que o seleccionador nacional vai aproveitar para retemperar as energias dos seus pupilos que ontem consentiram o primeiro desaire na competição, frente à forte selecção da Lituânia, medalha de bronze da última edição do Campeonato do Mundo, realizado na Turquia, em 2010.

As fragilidades defensivas continuam a preocupar o técnico Paulo Macedo, daí que a sessão de treino desta manhã está virada fundamentalmente para a correcção dos diagramas defensivos, sem colocar de parte as acções ofensivas.

Outro aspecto que continua a preocupar o antigo internacional angolano, hoje nas vestes de seleccionador nacional, tem a ver com as transições rápidas defesa/ataque, arma que no entender do técnico pode ser útil contra adversários mais poderosos.

Sem qualquer caso clínico, Paulo Macedo vai ensaiar esta manhã as estratégias para suplantar a selecção do México, que diga-se, assustou na primeira jornada a Lituânia, no encerramento da primeira jornada do grupo D.

Para atingir os oitavos-de-final do Campeonato, que disputa a fase preliminar em quatro cidades espanholas, nomeadamente, Granada, A, Sevilha, grupo B, Bilbao, C, e Gran Canária, D, os Campeões Africanos, que assinalam a sua sétima presença numa fase final do mundial, precisam de mais um triunfo para assegurar o “visto” para a outra fase.

Para os oitavos-de-final transitam as quatro primeiras classificadas de cada grupo que no sistema cruzado (A com B e C com D) vão discutir a passagem para os quartos-de-final.

No período da tarde, o seleccionador nacional pode fornecer algumas horas de repouso ao grupo, para posteriormente observar o vídeo da selecção azteca, designação oficial do México. Tal com a Selecção Nacional, os demais adversários também vão aproveitar a pausa de hoje para alinhavarem os próximos desafios da fase preliminar.

Após o treino do combinado nacional, México, Austrália, Lituânia e Coreia do Sul vão igualmente utilizar o Pavilhão Arena de Gran Canária para montar as estratégias para os confrontos de amanhã.


IMPRENSA
Jornais espanhóis destacam vitória de Angola


A vitória da Selecção Nacional na jornada inaugural do grupo D, com palco na cidade de Las Palmas, sobre a Coreia do Sul, por 80-69, mereceu destaque nos jornais espanhóis.

Depois da primeira jornada, o generalista “La Provincia”, jornal editado em Las Palmas, com 88 páginas, dedicou exclusivamente a página 61 para falar da vitória dos Campeões Africanos da “bola ao cesto”.

O periódico realça a frescura física do combinado nacional, além das qualidades técnicas dos jogadores angolanos. Com o título “Angola faz valer a sua força física ante uma Coreia impotente”, o articulista faz rasgados elogios às exibições de Eduardo Mingas, Yanick Moreira, Olímpio Cipriano, Armando Costa e Valdelício Joaquim. “O combinado africano mostrou-se superior sempre que acelerava”, é desta forma que termina a crónica do jornalista José Mendoza.

O jornal “Marca”, outro prestigiado jornal de Espanha, que se dedica inteiramente ao fenómeno desportivo, também fez referência à vitória do cinco nacional.
Na edição de ontem, o jornal “Marca” dedicou seis páginas para se debruçar sobre o Campeonato do Mundo de basquetebol que encerra a 14 do mês em curso.                                   
M.C.


RECORDES
Americanos aplicam
primeira chapa cem


Das 24 selecções que disputam a fase preliminar do Campeonato do Mundo de basquetebol, subdivididas em quatro grupos de seis cada, a selecção dos Estados Unidos, actual campeã mundial, à entrada da segunda jornada foi o único conjunto que conseguiu estabelecer a chapa cem.

Sem duas das suas principais unidades, Kevin Durant, MVP (Jogador Mais Valioso) da última edição do Campeonato do Mundo, prova disputada em 2010 na Turquia, para além de LeBron James, só para citar estes, a armada norte-americana está em Espanha com o único propósito de reconquistar o anel mundial.

Liderada por James Harden, dos Houton Rockets, e Derrick Rose, do Chicago Bulls, a selecção dos Estados Unidos cilindraram na primeira jornada do grupo C, com sede em Bilbao, a Finlândia, a quem venceram por expressivos 114-55.

A Argentina de Luis Scola esteve próximo de atingir a chapa cem. Os argentinos vergaram na ronda inaugural do grupo B, com palco em Sevilha, os porto-riquenhos, por 75-98.

Das 17 edições dos mundiais disputadas até aqui, o Brasil é nesta altura a selecção que atingiu a maior pontuação numa partida, na vitória sobre a China, por 154-97, no Campeonato do Mundo de 1978. A partida com menos pontos teve lugar na primeira edição, em 1950, quando o Brasil venceu o Egipto, por 38-19.


IDADE
Selecção da Austrália
entre as mais jovens


Das seis selecções que disputam a fase preliminar do Campeonato do Mundo de basquetebol, no grupo D, com sede na cidade de Las Palmas, a selecção da Austrália é a mais jovem, com uma média de idade de 25,6 anos.

David Andersen, com 2,13 metros, é o único atleta que está na faixa dos 30 anos (34).
A Eslovénia está em segundo lugar, com uma média de 26. Jure Balazic, 2,04 metros, e Uroos Slokar, 2,1 metros, com 33 e 31 anos de idade, respectivamente, são os veteranos do grupo, ao passo que Aleksej Nikolic é o mais jovem, com apenas 19 anos.

A Coreia do Sul é a mais velha do grupo D, com uma média de 28,8, seguida dos Campeões Africanos que estão com uma média de 28,3. A Selecção Nacional que se prepara para atacar o 12º título do Campeonato Africanos das Nações de 2015, prova a ser disputada na Tunísia, fez uma renovação na ordem dos 50 por cento do seu grupo.

México e Lituânia estão com uma média de idades de 27 e 27,9, respectivamente. Em termos de altura, a Lituânia é a mais alta, com 2,02 metros, seguida pela Austrália e Eslovénia, com 2,01 e 2,00 metros. Os angolanos estão em quinto lugar, com uma média de 1,98, ao passo que a Coreia do Sul é a mais baixa, com 1,94.          
M.C.