Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Carlos Hendrick destaca evolução

09 de Dezembro, 2015

Por outro lado, reiterou a aposta na formação, tendo em vista o reforço desta categoria nos próximo tempos.

Fotografia: Dombele Bernardo

O presidente de direcção do 1º de Agosto, Carlos Hendrick, revelou que a ansiedade demonstrada pelas atletas da equipa militar ao longo da competição indiciava a vitória sobre o Interclube na final da Taça de Clubes Campeões Africanos, disputado no Pavilhão Multiusos de Luanda.

O dirigente assegurou que as jogadoras evoluíram muito o nível de exibição, conseguiram anular uma das jogadoras mais influente do Interclube (Italee Lucas) e a firmeza na finalização facilitou-lhes materializar o triunfo.

O jogo colectivo aliado ao respeito pelo adversário constaram da base que ditou a conquista do segundo triunfo na competição continental, depois de ter erguido o troféu em 2006, na cidade gabonesa de Libreville. Por outro lado, reiterou a aposta na formação, tendo em vista o reforço desta categoria nos próximo tempos.

ORGULHO
Proeza da equipa
encanta Madeira


O presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Paulo Madeira, considerou de grande “orgulho” para o país a conquista pelo 1º de Agosto da 21ª edição da Taça de Clubes Campeões Africanos feminino, disputado no pavilhão Multiuso do Kilamba. Em declarações à imprensa, o dirigente desportivo adiantou que o feito se reveste a todos os níveis positivo, na medida em que evidencia a supremacia e o domínio da prova pelos representantes do país.   
         
“A prova em todos os níveis foi positivo, principalmente, por termos posto três equipas a jogar. Foi o reeditar de uma final angolana, que corresponde aos objectivos e comprometimento da FAB em trazer a taça para o nosso país. Por isso, Angola mantém a sua supremacia a nível de clubes no basquetebol feminino em África, que representa um grande orgulho”, disse.      
      
Acrescentou que a proeza se deveu, entre outros, pelo empenho que começou com a preparação da época desportiva, por parte dos clubes do país.     O Interclube continua a ser a recordista de títulos no continente, com quatro.