Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Carlos Morais encesta em Angola

Juscelino da Silva - 23 de Julho, 2018

Extremo-base pode voltar a jogar numa das melhores equipas do pas

Fotografia: M.Machangongo | Edies Novembro

Dispensado do Sport Lisboa e Benfica, o extremo-base angolano Carlos Edilson Alcântara Morais pode representar uma das equipas do Unitel Basket na época que se avizinha. O jogador de 33 anos de idade está livre e pretende assinar com qualquer equipa de Luanda.
\"Carlos Morais é jogador livre e está aberto a propostas; a que melhor lhe interessar vai merecer uma atenção especial\" disse uma fonte ligada ao jogador.
Após duas épocas  ligado ao clube português, com o qual conquistou a Taça de Portugal, Campeonato Nacional, Supertaça e duas Taças Hugo dos Santos, Carlos Morais falhou a última convocatória da selecção nacional, que disputou a janela FIBA de apuramento ao Mundial a decorrer na China em 2019. O extremo-base está no país e vai disputar a quarta edição do torneio de basquetebol do Kilamba.
1º de Agosto ou Petro de Luanda deve ser o próximo destino do menino das Ingombotas. 

RESCISÃO DE CONTRATOS
Libolo sofre “sangria” 
 
Metade de jogadores influentes na manobra do jogo ofensivo pode abandonar o Sport Libolo e Benfica num momento em que se prepara para atacar a fase final da Liga de Clubes Campeões Africanos de basquetebol. António Deogracio, Manda João, os extremos-postes Divaldo Mbunga e Benvindo Quimbamba e o poste Teotónio Dó podem estar com um pé fora da agremiação do Cuanza Sul pelas mesmas razões que levaram Pedro Bastos, Reggi Moore, Jakel Foster e Andre Harris a rescindir o contrato por justa causa na segunda volta da última época. Todos os jogadores alegaram incumprimento contratual.
O técnico Raul Duarte também pode estar de saída da equipa encarnada, segundo uma fonte da agremiação de Cuanza Sul. A crise financeira instalada baixou o orçamento do clube e a direcção enfrenta dificuldades para satisfazer as propostas de contratos.
Os benfiquistas estão alheio às propostas chorudas e recorrem ao mercado compatível com a necessidade do clube. Assim, estão em sentido contrário dos \"fugitivos\", Sebastião Quincuambe e Adilson Ramos, ambos ex-1º de Agosto, e André Miguel, ex-Petro de Luanda. Os três atletas experientes juntam-se a outros atletas juniores, que ascenderam de categoria, no reforço dos encarnados para atacar a Liga de Campeões.
O Sport Libolo e Benfica tem um passivo de mais de 600 mil dólares em dívidas com atletas que já não fazem parte da estrutura do clube.