Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Clássico

10 de Janeiro, 2017

Petrolíferos e militares proporcionam sempre embates renhidos em competição

Fotografia: Kindala Manuel

O Petro de Luanda recebe esta noite, a partir das 18h00 no pavilhão da Cidadela Desportiva, o 1º de Agosto para a fase regular do BIC-Basket.

Os petrolíferos registaram uma derrota no jogo com o Libolo na sexta-feira, partida que teve dois prolongamentos, indo de encontro às expectativas gerais, porquanto pairava no ar a curiosidade de saber que Libolo ia apresentar-se no campeonato nacional, após a derrota na final da Taça dos Clubes Campeões para o All Alhy do Egipto.

Com uma equipa rejuvenescida, o técnico camaronês do Petro de Luanda, Lazare Adibngono, pode rever as estratégias e tirar lições dos erros que comprometeram a derrota na equipa contra os libolenses, concretamente, um número excessivo de perdas de bola e falhas de lances -livres
No jogo desta noite, o norte-americano de origem dominicana Emanuel Quezada fez a sua estreia pelo 1º de Agosto no Bic Basket ,na sexta-feira, depois de já se ter apresentado na Taça dos Clubes Campeões no Egipto, defronta pela primeira vez a sua antiga equipa.

O base oriundo do Petro de Luanda rubricou um contrato com o 1º de Agosto por duas épocas, estreou-se com 18 pontos na vitória sobre o Vila Clotilde, por 106-70,  jogo realizado no pavilhão Victorino Cunha.

O site oficial do clube rubro -negro, na internet, destaca o facto, e realça a estatística do norte-americano. O órgão de informação dos militares ilustra a nota com o jogador vestido com o número 12 no equipamento alternativo (branco com vivos vermelhos e pretos) com o braço esquerdo a dar uma instrução. A transferência do jogador, que detém o título de MVP do campeonato nacional e do Africano de clubes realizado em Luanda, esteve sob polémica que levou a vários encontros entre as partes envolvidas

O desafio entre os tricolores e os militares é referente à sexta jornada da fase regular do BIC Basket, Campeonato Nacional. Nos outros jogos marcados para hoje, o ASA recebe o Sporting de Benguela, o Progresso Sambizanga defronta o Recreativo do Libolo, o Interclube tem pela frente a Marinha de Guerra e o Vila Clotilde tem como adversário a Universidade Católica.

CATEGORIA SUB-16
Petrolíferos ascendem à segunda posição

O Petro Atlético de Luanda ascendeu ontem à segunda posição da série A com seis pontos ao cilindrar a Formação Desportiva do Kwanza de Luanda por 54-34, no desafio pontuável à quarta jornada da 29ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol nos escalões de Sub-16, em masculino, que decorre na cidade do Lubango.

Os rapazes do Catetão entraram na quadra determinados para vencerem o jogo. Com um sistema táctico apurado, criou inúmeras dificuldades aos adversários que não conseguiram inverter a desvantagem ao longo dos quatro períodos regulamentados.

O desempenho do Desportivo do Kwanza de Luanda esteve muito aquém do esperado. Entrou apática e falhou muitos lanches livres e as de bandejas. Em algumas ocasiões, contrariou as investidas ofensivas e defensivas dos petrolíferos que possui um plantel bem preparado e potencial candidato ao título. 

O técnico-adjunto do Petro de Luanda, Adelino Swingui, disse a equipa ainda não ganhou o ritmo competitivo que lhes é característico, apesar da vitória. “Nesse jogo, não estava em evidência o resultado, mas sim dar o ritmo à equipa. Os jogos difíceis virão. Então, estamos a trabalhar para que a equipa esteja bem para as partidas da fase final”, disse.  

Adelino Swingui assegurou que o objectivo do Petro de Luanda é o título da competição. “Viemos de Luanda para o Lubango com o objectivo de ganhar o campeonato. Este é o nosso e único objectivo. Os miúdos estão sensibilizados para o efeito”, sublinhou.

Adelino Swingui considerou o nível das equipas inseridas na série A aceitável e a organização do evento "é a melhor que a do ano anterior". Na sequência da jornada, o Clube Recreativo do Libolo derrotou para série A o Heja Sports Clube do Lubango por 70-47 e continua invicta na liderança com sete pontos.

Os polícias da capital, que descansaram ontem, ocupam a terceira posição com quatro pontos. O Kwanza de Luanda está na quarta posição, seguido pelo Heja Sports Clube do Lubango com apenas três pontos. Estão integrados na Série A as equipas Clube Recreativo do Libolo, Interclube d Luanda, Heja Sports Clube do Lubango, Petro de Luanda e o Kwanza de Luanda.

Para o grupo B, o Petro do Huambo perdeu diante do 1º de Maio de Benguela por 51-55, após o prolongamento.  A liderança desta série é do Sporting de Benguela com seis pontos, seguido pelo Progresso Sambizanga (5), 1º de Maio de Benguela (5) e Clube Desportivo da Huíla (2).

JOGOS DE HOJE

O Interclube de Luanda defronta hoje, às 10h00, no pavilhão do Benfica do Lubango, o Kwanza de Luanda, em partida referente à quinta jornada do grupo A, dos nacionais de basquetebol de Sub-16 masculino. Às 12h00, no mesmo recinto, o Heja Sports Clube do Lubango recebe o Petro de Luanda. Folga nesta série, a equipa do Clube Recreativo do Libolo.

Para a série B, o Clube Desportivo da Huíla defronta o Petro do Huambo, às 14h00, enquanto o Progresso Sambinzanga mede força com o 1º de Maio de Benguela, em jogo marcado para as 16h00, no pavilhão do Benfica do Lubango. Descansa por força de calendário, o Sporting de Benguela.
O Campeonato Nacional termina na sexta-feira.
GH

HOJE
Prova feminina
regista a pausa


As equipas participantes na 27ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol de Sub-16 feminino, que decorre na cidade do Lubango, província da Huíla até a próxima sexta-feira, registam hoje a pausa geral. Os técnicos aproveitam-na para corrigir os aspectos negativos e definir outras estratégias para os jogos restantes.

Com os jogos realizados ontem, o Interclube de Luanda continua na liderança com oito pontos, fruto da vitória diante do 1º de Agosto por 44-36. As Formigas do Cazenga venceram o Interclube de Benguela por 84-57. Com a vitória, a equipa do município do Cazenga soma sete pontos na segunda posição. 

O 1º de Agosto e Interclube de Benguela ocupam o terceiro e quarto lugares com seis pontos cada. Nos lugares seguintes, contentam-se as equipas do Sporting de Benguela e do Benfica do Lubango com três pontos cada. O técnico principal do 1º de Agosto, André Manuel, garantiu que está na prova com a finalidade de melhorar a classificação alcançada na época passada: finalista derrotado.

“O nosso objectivo é melhorarmos a nossa classificação da época passada, onde fomos vice-campeões. Este ano, treinamos e fizemos a nossa preparação para melhorar classificação, apesar de algumas meninas ascenderem ao escalão de cadetes”, assegurou. A "nova" equipa militar está a ser preparada para jogarem na equipa júnior dentro de três anos. O técnico pede paciência aos adeptos e aos dirigentes.

André Manuel admitiu que as equipas participantes fizeram "esforços tremendos" para se deslocar ao Lubango, depois da alteração do local da competição. O transtorno causado às equipas de formação tem consequência no futuro. "É preciso ter cuidado com os escalões de formação. Por isso, estamos reduzidos na competição feminina", disse.

André Manuel recusou-se a pronunciar-se sobre a ausência da equipa masculina do 1º de Agosto e limitou-se a dizer que não era a pessoa indicada para prestar informações. “Não sou a pessoa indicada para falar da ausência da nossa equipa masculina, mas estamos preparados para participar nos próximos campeonatos”, disse cauteloso.
GH | NO LUBANGO