Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Corte de energia estraga vitria dos aviadores

Jucelino da Silva - 05 de Fevereiro, 2018

Equipa de Carlos Dinis ofuscava a de Paulo Macedo

Fotografia: Joao Gomes

Um corte de energia eléctrica a 10minutos e 18 segundos do fim do jogo estragou a vitória do Atlético Sport Aviação sobre o 1º de Agosto no jogo da oitava jornada do Unitel Basket 2017-2018, no último sábado, no pavilhão Victorino Cunha, casa dos militares. Os aviadores venciam por 82-79 com domínio total.
Uma avaria do disjuntor do quadro geral é apontada como a causa do corte de energia. No seio do ASA, a justificação não foi bem acolhida. Há suspeita de \"sabotagem para evitar a humilhação dos militares em casa\".
À luz dos regulamentos da competição, a partida deve ser repetida no dia seguinte ou em data a indicar pela FAB com os mesmos 12 atletas escalonados. As duas equipas acordaram realizar o jogo numa data a definir \"por causa dos desgaste físico dos atletas\".
\"Chegámos a acordo com o 1º de Agosto para repetirmos o jogo numa data a indicar\", disse Carlos Dinis, treinador do ASA.
O ASA entrou bem no jogo. O destaque na quadra era o norte-americano Donald Singleton, um poste de 2,13 metros de altura. O reforço dos aviadores era dono e senhor debaixo das tabelas. Sem solução para contrariar a avalanche dos pupilos de Carlos Dinis, Paulo Macedo \"queixava-se\" das dores de cabeça provocada por Donald Singleton.
Noutras partidas, o Petro de Luanda enfrentou algumas dificuldades para derrotar o Vila Clotilde, no Arena do Kilamba por 82-63. A equipa de Lazare Adingono entrou mal no jogo. Estava apática nos minutos iniciais e permitiu o Vila Clotilde passar à frente do marcador várias vezes. O treinador da equipa do bairro Maculusso, Osvaldo Fernandes, deu um espectáculo à parte e levantou aplausos do público na hora de motivar os atletas. Delírio total!
O show de Osvaldo Fernandes mereceu aplausos de um público reduzido. No espaço de 12mil espectadores, apenas 25 pessoas ovacionaram o treinador.
No final do jogo, Mário Oliveira, do Vila Clotilde foi o cestinha do jogo com 15 pontos e José António foi o melhor marcador dos tricolores. Com 14 ressaltos, cinco defensivos e nove ofensivos, Sekouba Conde foi o rei das tabelas.
No jogo entre Interclube e Academia Helmarc, os polícias não tiveram dificuldades e superaram os adversários, que se apresentaram apenas com oito jogadores, no Arena do Kilamba, por 95-65. O desfalque no banco adversário facilitou à equipa de Manuel \"Necas\".
O Jornal dos Desportos apurou de Sílvio Canga, capitão de Helmarc, que alguns atletas se manifestaram descontentes por falta de pagamento de salários há  mais de cinco meses.
\"Se a situação (pagamento de salários) não for resolvida nos próximos dias, vamos ser obrigados a paralisar os nossos trabalhos. Estamos a caminho de seis meses sem receber os nossos ordenados\", prometeu.
Depois de vencer o Crisgunza no primeiro jogo por 103-67, o Sport Libolo e Benfica voltou a derrotar os anfitriões no pavilhão Acácias Rubras, em Benguela, por 95-77. A equipa de Raul Duarte teve o melhor plantel do jogo.
Na tabela de classificação geral, o 1º de Agosto lidera com 35 pontos, seguido de Libolo (32) e Petro de Luanda (29).