Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

DAgosto mantm ciclo vitorioso

Melo Clemente - 08 de Maio, 2013

Americanos voltaram a fazer a diferena no triunfo do conjunto militar

Fotografia: Jornal dos Desportos

Aequipa do 1º de Agosto manteve o ciclo de vitórias, ao derrotar ontem, no Pavilhão do CODENM, o Recreativo do Libolo, campeão nacional em título,por 84-80, em partida a contar para a última jornada da segunda volta, sexta na geral, da "Final Four" da XXXV edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo BAI Basket.

Apesar do triunfo, a equipa militar viu-se e desejou-se para conquistar os dois pontos, mantendo deste modo, o ciclo de três vitórias consecutivas na segunda volta da etapa derradeira do BAI Basket, somando nesta altura onze pontos na liderança da série A, contra nove do Recreativo do Libolo, na segunda posição.Pressionados com o topo da tabela classificativa, as duas agremiações entraram para a quadra de jogo algo apáticas, em virtude de terem acusadoem demasia a responsabilidade do desafio. Ainda assim, foram os actuais campeões nacionais que entraram melhor na partida, onde nos primeiros três minutos conseguiram um parcial de 0-4, fruto da apatia da equipa rubro-negra, que só começou a reagir a partir do minuto quatro do primeiroperíodo.

Com as duas equipas a produzirem um espectáculo muito abaixo da media, a formação caseira saiu a vencer por uma margem mínima de um ponto (16-15). Fruto da apatia apresentada pela equipa do 1º de Agosto, que se mostrava incapaz para neutralizar as acções ofensivas do Recreativo do Libolo, os campeões acabaram por marcar 26 pontos, contra 16 do 1º de Agosto, o que perfez (32-41) ao cabo dos primeiros 24 minutos.Com o norte-americano Reggie Moore a comandar as acções ofensivas e, bem auxiliado pelo jovem Edmir Lucas, que digase, tem sido pouco utilizado nos últimos tempos pelo técnico Paulo Macedo, o 1º de Agosto conseguiu recuperar uma desvantagem de nove pontos, tendo igualado o placard em (50- 50).

Os militares conseguiram uma margem de dois pontos ao fim do terceiro quarto (58-56). A partir daí, viu-se um 1º de Agosto transformado, fruto da agressividade defensiva aliado a eficiência no ataque. No quarto derradeira, os militares voltam a superiorizar-se, ante um Libolo que perdia sistematicamente as posses de bola.Com um lançamento à longa distância do internacional angolano, Carlos Almeida, a 25 segundos do apito final, a equipa rubro-negra confirmou o terceiro triunfo consecutivo na segunda volta da "Final Four", quando as equipas estavam separadas por apenas um ponto (79-78).

O veterano jogador selou a contagem com mais dois pontos, depois de ter sofrido uma falta quando este se dirigia para "atacar" a cesta. Reggie Moore e Cedrick Ison, ambos americanos, marcaram 23 e 22 pontos respectivamente. Cedrick teve 24 de valorização, ao passo que o seu compatriota teve 16.Olímpio Cipriano destacouse no Libolo, com 21 pontos. Felizardo Ambrósio foi o rei dos ressaltos, com oito (4-4).

A actuação do trio de arbitragemconstituído por Carlos Júlio, Osvaldo Neto e Isaías Luamba passou despercebida.FABConselho de Disciplina pune atletasO brasileiro Sidnei de Santana Lima, poste do Recreativo do Libolo, e o angolano Miguel Sebastião Kiala, poste do Petro de Luanda, foram castigados pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol (FAB).

De acordo com um comunicado da FAB, Lima foi suspenso por quatro partidas, tendo-lhe sido ainda aplicada uma multa no valor equivalente a 240 dólares. Kiala vai cumprir dois jogos de suspensão e pagar uma multa equivalente a 120 dólares.Os atletas acima referenciados falharam ontem a última jornada da segunda volta, sexta na geral, da “Final Four” do Campeonato Nacional de Basquetebol, prova que continua ao rubro.

De acordo com os regulamentos do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol, os atletas prevaricadores são obrigados a cumprir apenas um jogo de suspensão, ao passo que os demais castigos podem ser “anulados” mediante o pagamento de uma multa.Em face da influência que os dois atletas exercem nos respectivos plantéis, as direcções do Petro de Luanda e do Recreativo do Libolo devem pagar as respectivas multas para poderem contar com os préstimos dos jogadores nas próximas jornadas do Campeonato Nacional.

Lima é o jogador mais alto e mais pesado do “Nacional” de basquetebol, com 2,15 m e 120kg. MCBAI BASKETPetro de Luanda complica as contasA formação do Petro de Luanda complicou as suas contas na "Final Four" da XXXV edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, ao consentir ontem, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela, a quarta derrota na série A, frente ao Interclube, com quem perdeu por 90-93, após prolongamento, desafio que marcou o encerramento da segunda volta do BAI Basket.

A partida entre petrolíferos da capital e polícias ficou marcada pelo signo de equilíbrio. Aliás, a partida foi decidida após prolongamento,quando no período regulamentar as equipas se encontravam igualadas a 81 pontos.No tempo extra, os pupilos de Aberto de Carvalho "Ginguba" acabaram por ser mais eficazes, ao contrário do Petro de Luanda, que se apresentou apático nos últimos três minutos do prolongamento. Os petrolíferos da capital somaram deste modo a sua terceira derrota consecutiva, quarta na geral, na "Final Four".

Com este resultado, a equipa do Eixo-viário fica cada vez mais distanciado do título nacional. Milton Barros, base do Interclube, foi o cestinha da partida, com 30 pontos. M.CNBABulls vergam Miami HeatOs Chicago Bulls alcançaram uma surpreendente vitória, na madrugada de ontem, na deslocação ao terreno dos Miami Heat, por 93- 86, colocando-se dessa forma em vantagem por 1-0 nas meias-finais da Conferência Este do Play-off.

O base Nate Robinson liderou os Bulls rumo ao triunfo, ao anotar 27 pontos, nove assistências e três ressaltos, ele que foi auxiliado pela não menos brilhante prestação de Jimmy Butler, com 21 pontos, 14 ressaltos e três assistências. Do lado dos Heat, LeBron James não passou da barreira dos 24 pontos, aos quais juntou oito ressaltos e sete assistências, numa partida em que recebeu a distinção de MVP da temporada.

O segundo jogo desta eliminatória volta a ser disputado em Miami, já na madrugada de amanhã. No outro jogo da noite, os San Antonio Spurs colocaram-se em vantagem por 1-0 no duelo com os Golden State Warriors, depois de um triunfo suado em casa, por 129-127, com a partida a ser decidida após dois prolongamentos.


BAI BASKET
Petro de Luanda complica as contas


A formação do Petro de Luanda complicou as suas contas na "Final Four" da XXXV edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, ao consentir ontem, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela, a quarta derrota na série A, frente ao Interclube, com quem perdeu por 90-93, após prolongamento, desafio que marcou o encerramento da segunda volta do BAI Basket.

A partida entre petrolíferos da capital e polícias ficou marcada pelo signo de equilíbrio. Aliás, a partida foi decidida após prolongamento, quando no período regulamentar as equipas se encontravam igualadas a 81 pontos. No tempo extra, os pupilos de Aberto de Carvalho "Ginguba" acabaram por ser mais eficazes, ao contrário do Petro de Luanda, que se apresentou apático nos últimos três minutos do prolongamento.

Os petrolíferos da capital somaram deste modo a sua terceira derrota consecutiva, quarta na geral, na "Final Four". Com este resultado, a equipa do Eixo-viário fica cada vez mais distanciado do título nacional. Milton Barros, base do Interclube, foi o cestinha da partida, com 30 pontos. M.C


FAB
Conselho de Disciplina pune atletas


O brasileiro Sidnei de Santana Lima, poste do Recreativo do Libolo, e o angolano Miguel Sebastião Kiala, poste do Petro de Luanda, foram castigados pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol (FAB). De acordo com um comunicado da FAB, Lima foi suspenso por quatro partidas, tendo-lhe sido ainda aplicada uma multa no valor equivalente a 240 dólares. Kiala vai cumprir dois jogos de suspensão e pagar uma multa equivalente a 120 dólares.

Os atletas acima referenciados falharam ontem a última jornada da segunda volta, sexta na geral, da “Final Four” do Campeonato Nacional de Basquetebol, prova que continua ao rubro. De acordo com os regulamentos do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol, os atletas prevaricadores são obrigados a cumprir apenas um jogo de suspensão, ao passo que os demais castigos podem ser “anulados” mediante o pagamento de uma multa.

Em face da influência que os dois atletas exercem nos respectivos plantéis, as direcções do Petro de Luanda e do Recreativo do Libolo devem pagar as respectivas multas para poderem contar com os préstimos dos jogadores nas próximas jornadas do Campeonato Nacional. Lima é o jogador mais alto e mais pesado do “Nacional” de basquetebol, com 2,15 m e 120kg. MC


NBA
Bulls vergam Miami Heat


Os Chicago Bulls alcançaram uma surpreendente vitória, na madrugada de ontem, na deslocação ao terreno dos Miami Heat, por 93-86, colocando-se dessa forma em vantagem por 1-0 nas meias-finais da Conferência Este do Play-off. O base Nate Robinson liderou os Bulls rumo ao triunfo, ao anotar 27 pontos, nove assistências e três ressaltos, ele que foi auxiliado pela não menos brilhante prestação de Jimmy Butler, com 21 pontos,14 ressaltos e três assistências.

Do lado dos Heat, LeBron James não passou da barreira dos 24 pontos, aos quais juntou oito ressaltos e sete assistências, numa partida em que recebeu a distinção de MVP da temporada. O segundo jogo desta eliminatória volta a ser disputado em Miami, já na madrugada de amanhã. No outro jogo da noite, os San Antonio Spurs colocaram-se em vantagem por 1-0 no duelo com os Golden State Warriors, depois de um triunfo suado em casa, por 129-127, com a partida a ser decidida após dois prolongamentos.