Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Decampees aprimoram a condio fsico - atltica

Melo Clemente - 25 de Junho, 2013

Equipa nacional segue para Espanha na primeira quinzena do ms de Julho onde realiza de oito a dez jogos de controlo

Fotografia: Jornal dos Desportos

O aprimoramento da condição física continua a ocupar a pré-selecção nacional masculina de basquetebol, que na cidade de Benguela projecta a sua participação na fase final da 27º edição do Campeonato Africano das Nações, a decorrer de 20 a 31 de Agosto próximo, na Costa do Marfim, competição selectiva ao Campeonato do Mundo de 2014, em Espanha.

Já com a integração de Carlos Almeida e Armando Costa, atletas que se juntaram ao grupo no último sábado, ainda na província do Bié, local que acolheu a primeira semana de preparação dos decacampeões africanos, equipa liderada pelo técnico angolano Paulo Macedo continua a cuidar da vertente física, sem descurar os aspectos tácticos.

O seleccionador nacional considerou proveitoso o estágio efectuado na cidade do Cuito, capital do Bié, onde a pré-selecção trabalhou durante uma semana. “Felizmente tivemos uma semana na cidade do Cuito, que foi bastante proveitosa. Trabalhámos essencialmente a componente física do grupo e com a integração do Carlos Almeida e Armando Costa estamos praticamente completos para o desafio a que nos propusemos alcançar”, disse o seleccionador nacional.

De acordo com Paulo Macedo, a pré-selecção nacional vai continuar a privilegiar a componente física por considerar fundamental para o grande desafio que passa pela conquista da edição número 27 do Afrobasket, prova que apura os três representantes africanos ao Campeonato do Mundo de 2014, a disputar-se em Espanha.

Hoje, a equipa nacional volta a trabalhar no Pavilhão Acácias Rubras, em sessão única, no período matinal. No final do dia, os decacampeões voltam a fazer trabalho no ginásio. A pré-selecção nacional trabalha na cidade de Benguela até ao dia 30 do mês em curso, altura em que o “cinco” nacional regressa à capital do país.  De acordo com o vice-presidente para as selecções nacionais, Eurico Araújo “Boneco”, a pré-selecção nacional segue viagem para Espanha, entre os dias seis ou sete, a fim de realizar um estágio pré-competitivo, antes de rumar para Abidjan, capital da Costa do Marfim, a 17 de Agosto próximo.

Em terras espanholas, o “cinco” nacional tem já assegurado dois jogos de controlo, com as selecções da Eslovénia e Croácia, ao passo que o embate diante da Macedónia poderá ser confirmado também nos próximos dias. Estão igualmente previstos jogos com equipas da Liga ACB de Espanha.
Paulo Macedo vai fazer a primeira filtragem no grupo assim que regressar da província de Benguela. Dos 19 atletas, apenas 15 devem seguir para a Espanha. Yanick Moreira e Valdelício Joaquim, ambos a militarem nas universidades dos Estados Unidos da América, devem em princípio falhar o Afrobasket da Costa do Marfim.


AFROASKET <<<
Angolanos chegam a Antananarivo


A comitiva angolana que vai participar de 27 do mês em curso a sete de Julho próximo, na quarta edição do Campeonato Africanos das Nações, vulgo Afrobasket, na categoria de Sub-16, chega às primeiras horas da tarde de hoje à cidade de Antananarivo, capital do Madagáscar, palco da prova selectiva ao Campeonato do Mundo da modalidade de Sub-17, em 2014.

A delegação chefiada por David Dias, antigo internacional angolano, hoje nas vestes de vice-presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), deixou ontem a capital angolana, por volta das 14h00, com destino à cidade de Joanesburgo, África do Sul, onde pernoitou. Hoje, ao fim da manhã, a Selecção Nacional parte com destino a Antananarivo, onde, a partir do dia 27, começa a disputar a 4ª edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol.

Ontem, antes de deixar a cidade capital, a comitiva angolana recebeu no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, palavras de encorajamento de Paulo Madeira, presidente de direcção da FAB, que chegou recentemente de Genebra, Suíça, onde testemunhou a homenagem de que foi alvo o antigo internacional angolano, Jean-Jacques da Conceição, por parte da FIBA-Mundo que o eternizou no Hall da Fama.  “Vocês têm a missão de representar e bem as cores da bandeira nacional. Mais do que vencer jogos é preciso que, cada dia que passa, vocês consigam melhorar as vossas qualidades e superar as eventuais debilidades”, disse o número um do órgão dirigente da modalidade.

Paulo Madeira exortou a dupla técnica constituída por Manuel Silva “Gi” e Miguel Lutonda a trabalhar no sentido de melhorar os fundamentos técnicos, para se formar uma forte selecção de Sub-18 que consiga arrebatar mais um troféu africano. Amanhã, acontece a reunião técnica para o sorteio da quarta edição do Afrobasket em Sub-16, que terá a participação de doze selecções, repartidas em dois grupos de seis cada.

Os angolanos vão procurar melhorar o quarto lugar alcançado em 2011. Eis os eleitos para a “operação” Antananarivo: Avelino Dó, Alexandre Jungo, Aires Goubel, Bruno Fernandes, Éric António, Cley Cabanga, Cristiano Xavier, Daniel Manuel, Milton Valente, Sílvio Sousa, Edmilson Miranda e Teodoro Hilário. De fora, ficaram Moisés César, Alberto Costa, Edilson Bernardo, Bruno Santos. Osvaldo Neto é o árbitro acompanhante.
M.C


BREVEMENTE
FAB reúne com APBL


A direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) vai reunir nos próximos dias, com a Associação Provincial de Basquetebol de Luanda (APBL) para analisar o actual calendário de competições a nível dos seniores femininos, apurou o Jornal dos Desportos de fonte federativa. De acordo com a nossa fonte, o actual calendário de competições a nível das senhoras acaba por prejudicar o desempenho da Selecção Nacional, em virtude do tempo em que as atletas ficam sem competir até ao início do Campeonato Africano das Nações.

“As nossas atletas terminam a época desportiva em Janeiro e, normalmente, o Afrobasket é disputado no mês de Setembro. Portanto, as nossas atletas ficam sem competir durante vários meses e, parecendo que não, acaba sempre por ter alguma influência no desempenho do grupo”, afirmou a nossa fonte. É com este pensamento que o elenco encabeçado por Paulo Madeira vai propor em reunião com a sua filial de Luanda a alteração do calendário de competições. “Espero muito sinceramente que sejamos muito bem sucedidos, porque quem sairá a ganhar é a nossa selecção sénior feminina”, garantiu.
MC


ESPANHA
Marcus Slaugher
detido no aeroporto


Depois de, na última quarta-feira, ter festejado a conquista do campeonato ACB da liga espanhola, frente ao Barcelona, Marcus Slaughter preparava-se para gozar uns dias de férias em Ibiza. Mas, antes, ficou detido no aeroporto de Barajas, em Madrid, durante algumas horas. O incidente aconteceu na sexta-feira. O basquetebolista americano, de 28 anos, foi detido sob a acusação de ter empurrado um elemento de segurança de um dos postos de controlo do aeroporto. No entanto, a versão apresentada por Marcus Slaughter à juíza é um pouco diferente.

O poste do Real Madrid, que estaria acompanhado pelo também basquetebolista e colega Dontaye Draper, garante que foi tratado com desprezo e que um dos elementos da Guardia Civil o chamou de “puto negro”, quando lhe foi pedido para abrir a mala, devido a produtos de higiene que transportava, no caso um creme para as mãos. Após ouvir a versão do americano, que pediu para ver as imagens registadas pela segurança do aeroporto para provar a sua inocência, a juíza decretou a sua liberdade imediata, o que aconteceu na madrugada de ontem.

Marcus Slaughter, que em 2007 integrou a equipa dos Miami Heat, parece querer esquecer rapidamente este episódio, mostrando ainda que sabe separar as atitudes das pessoas e o que são as instituições. “Obrigado a todos pelo apoio demonstrado, mas não podemos julgar a Guardia Civil pelo erro de um dos seus elementos. Sempre fui bem tratado por eles”, escreveu o basquetebolista americano ontem nas redes sociais.