Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Deogracio rescinde contrato

Juscelino da Silva - 21 de Setembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

O extremo António Deogracio rescindiu o vínculo contratual com o Petro de Luanda, oito meses depois de desembarcar no eixo-viário. As duas partes colocaram o ponto final na relação jurídica a pedido do atleta. O contrato terminaria no final da próxima época desportiva.António Deogracio havia sido dispensado da equipa sénior masculina de basquetebol e o empréstimo era a saída encontrada. À última hora, a direcção de Tomás Faria recuou da proposta apresentada, com alegação de que não pode pagar a um jogador que jogue noutro clube por empréstimo.Uma segunda opção seria manter-se vinculado ao Petro de Luanda sem participar de jogos oficiais.

De 27 anos de idade, António Deogracio prefere manter-se livre, para dar sequência aos planos pessoais. Em conversa telefónica, o extremo confirmou a rescisão contratual e agradece à direcção do Petro de Luanda pelo tempo ligado ao eixo-viário."Já não tenho nenhuma ligação com o Petro de Luanda. Chegámos a acordo e vou receber os salários correspondente a metade do tempo de contrato ainda em vigor", confirmou.

Deogracio esclareceu que tinha duas opções à mesa: "ficar sem jogar na equipa sénior ou treinar com a equipa júnior até o final do contrato, sem participar de jogos oficiais"."Conversei com a minha família e decidi rescindir o contrato, para dar continuidade à carreira", justificou.Até o momento, António Deogracio desconhece o seu futuro. O extremo afirmou que manteve contactos para jogar fora do país, mas nada está acertado.

No Petro de Luanda, o atleta foi pouco utilizado pelo treinador Lazare Adingono. No final da época, avisou à direcção que não contaria com o extremo para a presente época.António Deográcio saiu da extinta equipa do Sport Libolo e Benfica, com o qual conquistou vários troféus. No Petro de Luanda conquistou um campeonato nacional.