Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Dvidas condicionam sada da convocatria

Melo Clemente - 31 de Outubro, 2019

Apolinrio Paquete aguarda notificao do elenco de Hlder Cruz Maneda

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

Os pendentes que a direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) tem para com a equipa técnica, estão a condicionar o anúncio da convocatória da Pré-Selecção Nacional de basquetebol seniores feminino, que na primeira quinzena de Novembro próximo, vai disputar em Maputo, capital moçambicana, o Torneio de Pré-qualificação zona africana, prova de acesso ao Torneio Pré-olímpico, com vista aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020.
Apesar da equipa técnica nacional liderada pelo categorizado treinador angolano, Apolinário Paquete, não ter abordado ainda a direcção do órgão reitor da modalidade no país, encabeçada por Hélder Martins da Cruz “Maneda”, com relação às dívidas do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, de Dakar, Senegal, o elenco da FAB está de alguma forma condicionado para fazer arrancar os trabalhos de preparação do combinado nacional, segundo fez saber a nossa fonte.
Depois de ter entregue o relatório à direcção da FAB, relativamente  à participação do cinco nacional na fase final do Afrobasket de Dakar,  competição em que as bi -campeãs africanas quedaram-se em quinto lugar,  tendo assegurado o passe de acesso ao Torneio de Pré-qualificação zona africana, Apolinário Paquete ainda não foi chamado, quer pelo director técnico, Nuno Teixeira, quer pelo vice-presidente para as Selecções Nacionais, Benjamin Romano, segundo apurou o Jornal dos Desportos, junto da equipa técnica nacional.
À sensivelmente duas semanas para o arranque do torneio de Maputo, Moçambique, os amantes da modalidade continuam expectantes, quanto à saída da convocatória das bi -campeãs africanas.
Outro senão, tem que ver com a falta de verbas com que à direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) se debate, para criar as condições logísticas da Pré-Selecção Nacional sénior feminina e proporcionar o arranque dos trabalhos de preparação.
Com o tempo a correr em desfavor do cinco nacional, à participação de Angola no evento poderá estar muito aquém do esperado, a julgar pelo pouco tempo de preparação que as pupilas de Apolinário Paquete terão.
 “Em situação normal, a pré-selecção nacional já devia estar a trabalhar, por que em rigor faltam pouco menos de duas semanas para o arranque da competição, que será extremamente difícil, a julgar pela qualidade das selecções que vão disputar a aludida competição. A federação está neste momento sem recursos financeiros”, desabafou a nossa fonte.
Angola vai disputar a Torneio de Pré-qualificação zona africana inserida no Grupo B, ao lado das similares do Mali e Senegal, respectivamente. As senegalesas são as actuais vice -campeãs africanas.
A Nigéria, actual campeã africana, Moçambique, país anfitrião, e a República Democrática do Congo figuram no Grupo A, do Torneio de Pré-qualificação para o Torneio Pré-olímpico de Fevereiro de 2020.
Entretanto, o Jornal dos Desportos procurou ouvir, ontem, o vice-presidente para as selecções nacionais, Benjamin Romano, relativamente ao “impasse” que se regista na não divulgação da convocatória do cinco nacional,  mais uma vez fomos mal sucedidos.
Para a fase final do Afrobasket de Dakar, Senegal, Seleccionador Nacional levou as seguintes atletas: Rosemira Daniel, Italee Lucas, Felizarda Jorge, Luísa Macuto, Elizabeth Mateus, Ngiendula Filipe, Finesa Eusébio, Alexia Dizeco, Avelina Peso, Cristina Matiquite, Nadir Manuel e Regina Pequeno.