Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Eduardo Mingas elogia amistosos

Melo Clemente - 29 de Agosto, 2014

Fotografia: Jornal dos Desportos

O poste  da Selecção Nacional, Eduardo Mingas, elogiou o número (15) de jogos de controlo realizados na projecção ao Campeonato do Mundo da “bola ao cesto”,que amanhã arranca em terras espanholas.

Aos 35 anos de idade, o sub-capitão do combinado nacional afirmou que os 15 jogos foram mais do que suficientes para a Selecção Nacional estar em grande plano durante à fase final do Campeonato do Mundo de Espanha, prova a disputar-se de 30 do mês em curso a 14 de Setembro.

Com três presenças em fase finais, Indianápolis/2002, Japão/2006 e Turquia/2010, Eduardo Mingas revelou que a Selecção Nacional efectuou a melhor preparação dos últimos tempos.

“Quem me dera que a preparação dos últimos três Campeonatos do Mundo em que participei tivessem a qualidade e a quantidade de jogos que fizemos para o mundial de Espanha”, começou por desabafar o internacional angolano.

Para Eduardo Mingas as 15 partidas deram ao grupo outro ritmo competitivo, razão pela qual acredita numa campanha exitosa da Selecção.

“Foram 15 jogos bem conseguidos. Das 15 partidas ganhamos dez e perdemos apenas cinco, mas como estávamos a nos preparar para o Campeonato do Mundo não estavam em causa os resultados dos jogos, mas a forma desportiva do grupo. Penso que a Selecção Nacional ganhou muito com estes jogos e creia que isto vai  reflectir-se  pela positiva como é evidente na nossa prestação na prova”.

Apesar do rejuvenescimento que o “cinco” nacional adquiriu para o Campeonato Africano das Nações da Tunísia de 2015, o poste do Recreativo do Libolo afirmou que a Selecção Nacional pode superar inclusive a classificação do Campeonato do Mundo de 2006 disputado no Japão, onde os Campeões Africanos ocuparam o honroso nono lugar.

“Temos um grupo forte, apesar de terem entrado jogadores sem qualquer experiência em fases finais de campeonatos do mundo, creio que podemos fazer uma  boa figura superar inclusive o nono lugar do Japão”, asseverou  o internacional angolano.

A finalizar Eduardo Mingas pediu humildade aos mais jovens, factor que pode ser determinante na campanha do “cinco”.

 A Selecção Nacional está inserida no Grupo D, com sede em Las Palmas, Gran Canária, ao lado das selecções da Lituânia, Eslovénia, Coreia do Sul, adversário de estreia, no dia 30, a partir das 12h30, México e Austrália.

A Espanha país anfitrião do Campeonato do Mundo faz parte do Grupo A, juntamente com o Egipto, outro representante do continente africano, Irão, Sérvia, França e Brasil. As selecções da Argentina, Senegal, medalha de bronze do Afrobasket de 2013, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia estão inseridas no Grupo B, ao passo que Estados Unidos, Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia estão no grupo C. Os Estados Unidos são os actuais campeões do mundo.


HISTORIAL V (FIM)
EUA derrota Rússia

O Campeonato do Mundo do Canadá em 1994 foi como nenhum outro. A prova foi disputada no monumental Skydome de Toronto, geralmente a casa de beisebol, com uma capacidade para 70.000 pessoas.

 Diferente também foi a presença da selecção dos EUA que com os astros da NBA como Alonzo Mourning, Dominique Wilkins, Dan Majerle, Reggie Miller, Mark Price e Shaquille O'Neal,   merecem o título de “Dream Team II”, justificou ao conquistar o título mundial. Individualmente com Bazarevich (Rússia), Miller e Kemp (EUA), Radja (Croácia) e o MVP Shaquille O'Neal fazia-se os “cinco” do “All Stars”.

Em 1998 os melhores jogadores norte-americanos na altura recusaram-se a fazer parte do Campeonato do Mundo disputado na Grécia. Nessa prova os norte-americanos não foram para além do terceiro lugar, prova que foi vencida pela Jugoslávia, seguida da Rússia.

O Campeonato Mundial FIBA 2002 vai entrar para a história como o primeiro a ter lugar na terra natal do basquetebol.  Antes do início da competição, a maioria dos especialistas apontavam os Estados Unidos como favoritos. Contra todas às expectativas a Argentina derrotou a selecção caseira nos oitavos-de-final, por 80-87. Pela primeira vez na história os Estados Unidos ficavam fora do pódio.

A Jugoslávia, a  Argentina e  a Alemanha ocuparam os três primeiros lugares. Dirk Nowitzki da Alemanha foi eleito MVP do campeonato, com Manu Ginobili (ARG), Yao Ming (CHN), Pero Cameron (NZL) e Dejan Bodiroga (YUG)  juntarem-se para o All Star Five.

Entretanto, a Espanha reinou no Campeonato do Mundo do Japão. A organização decidiu aumentar de 16 para 24 selecções participantes.

O torneio demonstrou o enorme equilíbrio no jogo, com a Espanha a conquistar o seu primeiro título mundial sobre uma equipa grega.

O Campeonato do Mundo de 2010 FIBA na Turquia vai ser lembrado por jogos emocionantes e da incrível paixão dos adeptos da casa. O apoio para a Turquia foi non-stop e ensurdecedor. Os fãs fizeram a diferença em relação a Turquia que sob o comando do veterano treinador Bogdan Tanjevic chegou à final, antes de cair para os Estados Unidos, 81-64. Equipa dos EUA conquistou o título mundial pela primeira vez desde 1994.

 Houve confrontos memoráveis na fase preliminar em Ancara, Kayseri, Izmir e Istambul, incluindo o dia de abertura. A Lituânia  beneficiou de um Wild Card (convite) conquistou a medalha de bronze.


Contrariedade
Adversário de Angola perde base principal


O base titular da Lituânia que é  adversária de Angola na primeira fase do Campeonato do Mundo de basquetebol em sénior masculino, Mantas Kalnietis vai falhar a prova por lesão, após sofrer uma fractura na clavícula terça-feira durante o jogo amistoso frente a Croácia, em que perderam por 80-94.

O jogador de 27 anos de idade sentiu dores depois de um choque com o extremo Ante Tomic, ainda na primeira parte do encontro. O atleta vai ser substituído por Adas Juskevicius.

A lesão de Kalnietis pode afectar o desempenho dos lituanos, já que se trata de um dos jogadores mais importantes. No último Eurobasket, onde a Lituânia chegou à final, o base terminou com uma média de 12, 1 pontos por jogo, 4,7 ressaltos e cinco assistências.

A Lituânia faz parte do grupo D, o mesmo que Angola e estreia-se dia 30 diante do México.

Da parte angolana, estão afastados por lesão  Carlos Morais (MVP de África) e Felizardo Ambrósio.