Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Elisa Pires define objectivo

Melo Clemente - 10 de Agosto, 2016

Seleccionadora nacional reconheceu a entrega das suas pupilas nas sessões de treino para o campeonato africano

Fotografia: José Cola

Melhorar o quinto lugar alcançado na edição passada constitui prioridade premente da Selecção Nacional feminina de basquetebol em sub-18, que projecta em Luanda a sua participação na fase final do Campeonato Africano das Nações da categoria, vulgo Afrobasket, competição a decorrer de 26 do mês em curso a 04 de Setembro próximo, na cidade do Cairo, capital do Egipto.

O facto foi revelado ontem ao Jornal dos Desportos, pela seleccionadora nacional, Elisa Pires, logo após a sessão matinal realizada no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva, local onde foi montado o quartel general do cinco nacional.

"A nossa meta para o campeonato africano das nações de basquetebol do Cairo passa pela melhoria do quinto lugar alcançado na edição passada. Temos consciência das dificuldades que vão encontrar na aludida competição mas, temos estado a trabalhar de forma árdua no sentido de materializarmos este objectivo", revelou a seleccionadora nacional.O combinado nacional tem trabalhado mais os aspectos técnicos e tácticos nas últimas semanas, com realce para a componente defensiva, sector onde se regista uma melhoria considerável.

Entretanto, a partir de sábado, a Selecção Nacional feminina de sub-18 entra na fase de jogos de controlo, para dotar a equipa de maior rodagem competitiva, antes de seguir viagem para o palco da competição.

"Nós vamos entrar agora para a fase de jogos de controlo. Portanto, nas últimas semanas temos estado a trabalhar mais o táctico, pré-táctico defensivo e ofensivo, no sentido de aprimorarmos cada vez mais estes dois aspectos para podermos fazer bons jogos e prepararmos a equipa para jogar de forma organizada. Em princípio no sábado vamos realizar o nosso primeiro jogo de controlo com um misto constituído maioritariamente pelas jogadores do Grupo Desportivo O Maculusso", asseverou Elisa Maria Baptista Pires que tem como coadjuvante João Manuel.

A Selecção Nacional vai realizar sete amistosos na capital do país, Luanda, números que a seleccionadora nacional considera suficiente para uma participação condigna no Campeonato Africano das Nações da "bola ao cesto", com palco na cidade do Cairo, capital do Egipto."Como disse, esta semana efectuaremos apenas um jogo amistoso. No total estão programados sete jogos de controlo, números que nós consideramos suficientes para realizarmos um bom Afrobasket".

Para dotar a equipa de maior rodagem competitiva, o combinado nacional vai igualmente disputar jogos de controlo com agremiações masculinas.
"Esta semana não será possível realizarmos mais jogos de controlo, porque a maior parte das atletas convocadas estão a finalizar os seus exames, razão pela qual, realizaremos apenas um jogo de controlo no sábado. Portanto, vamos procurar encaixar os outros jogos ao longo da próxima semana. Já temos jogos agendados com equipas masculinas do 1º de Agosto, Petro de Luanda e Futebol Clube Vila Clotilde".

GRUPO RESPIRA SAÚDE

A seleccionadora nacional, Elisa Pires, mostrou-se satisfeita com a recuperação da jovem Judá André, atleta que esteve sob cuidados médicos.
"Felizmente o único caso do fórum clínico  que tínhamos era com a Judá André que teve um problema no tornozelo mas, já está recuperada e trabalha sem qualquer limitação.

Creio que no período da tarde já poderá fazer trabalho com bola, fazendo lançamentos e bandejas, para que no sábado possa integrar o grupo sem qualquer limitação".Elisa Pires lamentou por outro lado, a falta de condições de trabalho, apesar de ter reconhecido o esforço que a direcção da federação fez para manter o grupo em actividade.

"Bem as condições não são as melhores. Poderiam ser melhores mas enfim, são as mínimas que nos permitem trabalhar. Estamos num período difícil da nossa económica e a direcção da federação teve que fazer um esforço muito grande para colocar as mínimas condições a este grupo de trabalho. Temos um reforço alimentar em finais de todas as sessões de treinos", revelou Elisa Pires.