Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Estrelas da NBA jogam em Angola em Outubro prximo

Melo Clemente - 14 de Julho, 2016

Angolanos e norte-americanos juntos na causa solidria em Outubro

Fotografia: Joo Gomes

O Pavilhão Arena do Kilamba vai acolher em Outubro do ano em curso uma partida de basquetebol, envolvendo lendas angolanas e norte-americanas, para angariação de fundos para ajudar a população carenciada da província do Cunene que padece com o problema da seca.

O facto foi dado a conhecer ontem, em conferência de imprensa, realizada no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, por Cláudio Dikani, um dos responsáveis máximos do Grupo C-Deodik, LDA, empresa de direito angolano encarregue de organizar o evento.

O projecto "lendas vivas" foi criado pela empresa Grupo C - Deodik, em 2011, com a finalidade de realizar actividades filantrópicas de dois em dois anos, envolvendo todas as figuras desportivas que foram campeões africanos e não só nas mais distintas modalidades.

Foi com este propósito que o Grupo C - Deodik, LDA, decidiu juntar antigas estrelas do basquetebol angolano e norte-americano para a realização do jogo de beneficência no Pavilhão Arena do Kilamba, infra-estrutura construída no âmbito da realização de Angola, em 2013, do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins.

A iniciativa do Grupo C - Deodik conta nesta altura com a colaboração dos ex-internacionais angolanos, nomeadamente, Joaquim Brandão Gomes "Kikas", Miguel Pontes Lutonda, Aníbal Moreira e Benjamin Avô.

Dos Estados Unidos da América virão nomes sonantes da modalidade, com realce para Kobe Bryant, antigo jogador da selecção norte-americana e dos Los Angeles Lakers, atleta que encerrou a sua carreira em 2016, Shequille O´Nel, ex-Los Angeles Lakers, Reggie Miller, antigo triplista dos Indiana Percers, Paul Pierce, actualmente ao serviço dos Los Angeles Clippers, para além do extremo base Aller Iverson, ex-jogador dos Philadelphia 76ers.

Entretanto, uma delegação chefiada por Cláudio Dikani e que integra igualmente Joaquim Brandão Gomes "Kikas" para além de um responsável máximo da direcção da Federação Angolana de Basquetebol, deverá seguir viagem nos próximos dias para os Estados Unidos da América, para junto das lendas norte-americanas colocar-se "preto no branco" relativamente à sua vinda ao país.

A estas estrelas vão juntar-se os técnicos Mário Palma, Luís Magalhães e Larry Joe Bird que vão ministrar uma palestra sobre a modalidade.

"Pretendemos com a realização desta primeira edição apostar na modalidade de basquetebol, porque constam vários campeões de gerações  diferentes que muito de nós nunca ouvimos falar. Enquanto vivos pretendemos homenageá-los. Queremos angariar o maior número de doações e apoios para levarmos à província do Cunene, onde a seca e a febre amarela continuam a fazer vítima", o responsável da organização.

Na ocasião, Cláudio Dikani apelou à sociedade civil, empresas e, sobretudo, à classe empresarial no sentido de se juntarem à causa, para que a vinda das lendas norte-americanas seja um facto

À margem do jogo de beneficência será organizada igualmente uma gala para homenagear antigos campeões africanos a nível da "bala ao cesto".

"AFRICANO" DE KIGALI
Selecção defronta Misto do BIC Basket


A Selecção Nacional de basquetebol masculino de sub-18 defronta hoje o Misto do BIC Basket, a partir das 15h00, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela, partida enquadrada na preparação do combinado nacional que projecta à sua participação no Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova a decorrer de 22 a 31 do mês em curso, em Kigali, capital do Ruanda.

Depois dos jogadores terem sido dispensados ontem para os respectivos clubes, o seleccionador nacional, Manuel Silva "Gi" volta a reunir hoje o grupo de trabalho para a realização do sétimo jogo de controlo.

Privado de realizar um estágio pré-competitivo no exterior do país, devido à falta de verbas, resultante da queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional, Manuel Silva "Gi", técnico campeão africano de sub-16, em 2013, prova disputada em Antananarivo, capital do Madagáscar, viu-se "obrigado" a projectar o "Africano" de Kigali em solo pátio.

Dois seis jogos que disputou até aqui, a selecção nacional conseguiu quatro vitórias, tendo averbado duas derrotas.
Mais do que os resultados, o seleccionador nacional pretende dotar o grupo de maior rodagem competitiva, visando a disputa do Africano, onde o objectivo passa pela melhoria do quarto lugar alcançado na edição passada.

1º DE AGOSTO E INTER
CONFIRMAM PASSAGEM


As formações do 1º de Agosto e do Interclube confirmaram ontem à passagem para a final da 31ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores feminina, ao derrotarem no Pavilhão Victorino Cunha, o Maculusso e Inter de Benguela, por, 60-44 e 65-43 respectivamente.

Na primeira partida, o 1º de Agosto havia vencido o Maculusso, por 78-39, ao passo que o Interclube bateu o representente de Benguela, por 55-48.
Militares e polícias começam a disputar o play-off da final a partir das 18h00 de domingo, no Pavilhão 28 de Fevereiro, a melhor de cinco jogos. Inter de Benguela e Maculusso lutam pelo terceiro lugae.

RECONHECIMENTO
Kikas e Lutonda   
louvam iniciativa


Joaquim Brandão Gomes "Kikas" e Miguel Timóteo Pontes Lutonda, ambos ex-internacionais angolanos, enalteceram ontem a iniciativa do Grupo C - Deodik, LDA, que vai realizar no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda, em Outubro do ano em curso, um jogo de beneficência para angariação de fundo para acudir as populações do Cunene, vítimas da seca.
"Kikas" Gomes, que recentemente sagrou-se mais uma vez campeão nacional ao serviço do 1º de Agosto, mostrou-se reconfortado para fazer parte do referido projecto que pretende juntar em Luanda antigas lendas angolanas e norte-americanas.

"É uma mais valia acima de tudo para o desporto nacional, em particular o basquetebol, porque tal como eu disse, nós já ganhamos imensas vezes, fomos várias vezes campeões africanos, somos considerados o "dream time" de África e não me lembro termos tido aqui um jogador da NBA a fazer um jogo. Já tivemos um ou dois jogadores a passarem por cá, como Luol Deng e Pau Gasol  mas, foram em situações em que não conseguiram fazer muita coisa. Vieram apenas para um dois dias para uma actividade filantrópica com o Unicef.

E realização deste jogo será uma mais-valia sobretudo para as crianças que estão a começar agora a praticar o basquetebol que vão poder partilhar alguns momentos com jogadores como Kobe Braynt, Rggie Miller e Schaquille O´Neal, jogadores várias vezes considerados MVP´s com vários títulos a nível da NBA e não só".
O poste do 1º de Agosto aproveitou a ocasião para apelar à classe empresarial no sentido de se juntar à causa solidária.

"O que nos trouxe até aqui foi exactamente para isso. Queremos divulgar este projecto de forma ampla, temos mantido diversos encontros com várias instituições do país e espero muito sinceramente que os mesmos abracem esta iniciativa, porque não é só a realização do jogo de basquetebol e a vinda de jogadores norte-americanos mas também tudo aquilo que nós conseguirmo angariar durante o jogo com a venda dos ingressos, para alem das doações, antes ou depois do jogo, será levado para a província do Cunene para ajudarmos os nossos irmãos mais carenciados".

O mesmo pensamento foi partilha por Miguel Timóteo Pontos, atleta que fez parte da celebre selecção que em 2006, no Campeonato do Mundo Japão, ocupou o honroso nono lugar.
"É uma iniciativa a todos os títulos louvável. Por isso, gostaria de agradecer o convite que me foi feito. E é com grande satisfação que estou aqui apara ajudar com pouco que tenho os mais necessitados. Estou feliz porque como sabe eu joguei contra a selecção norte-americana num campeonato dos mundo e será um prazer voltar a ver estas grandes figuras do basquetebol norte-americano".
M.C