Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Exames médicos sofrem adiamento

Melo Clemente - 04 de Junho, 2013

Pré-selecção nacional vai entrar em actividade de campo depois de superar os pendentes ligados aos atletas

Fotografia: Jornal dos Desportos

A tramitação de questões administrativas forçou  ontem o adiamento do arranque dos exames médicos da pré-selecção nacional, que projecta o Campeonato Africano das Nações de Basquetebol  em seniores masculino (Afrobasket), prova a decorrer de 20 a 31 de Agosto próximo, na Costa do Marfim, de acordo com Agostinho Matamba, médico do cinco nacional.

 Em declarações ao Jornal dos Desportos, o médico da Selecção Nacional assegurou que os indispensáveis exames médicos, que em princípio deviam começar ontem, vão arrancar tão logo sejam concluídas as tramitações administrativas.

“De facto não arrancamos hoje (ontem) com a bateria dos exames médicos, tal como estava previsto no programa, em virtude de algumas tramitações administrativas. Amanhã (hoje) vou   precisar-lhe  quando exactamente daremos início aos exames médicos”, asseverou Agostinho Matamba.

Depois da realização dos exames médicos, a pré-selecção nacional, agora sob batuta do técnico angolano, Paulo Macedo, segue viagem a 16 do mês em curso, para o Bié, onde dá início a sua preparação, com vista ao Afrobasket  da Costa do Marfim.

No Cuito, capital da província do Bié, os decacampeões africanos vão permanecer por  um período de uma semana, e  rumar  posteriormente para a província de Benguela. Na cidade mãe das cidades (Benguela), os pupilos de Paulo Macedo vão trabalhar igualmente por um período de uma semana.

O cinco nacional regressa à capital do país no dia 30 do mês em curso, para dias depois seguir viagem para o Reino de Espanha, palco do estágio pré-competitivo.

Entretanto, dos 21 atletas convocados para a “operação” Costa do Marfim, apenas 15 seguem para a Europa, onde estão previstos oito a dez jogos de controlo.

Estão já confirmados os amigáveis com as selecções da Croácia, Eslovénia e Venezuela, de acordo com Paulo Alexandre Madeira, presidente de direcção da Federação Angolana de Basquetebol.

De acordo com o programa de preparação dos decacampeões africanos estão igualmente previstos jogos com equipas da Liga ACB de Espanha.Angola figura no Grupo C da XXVII edição do Afrobasket, ao lado das selecções de Cabo Verde, Moçambique e República Centro Africana.

Afrobasket2013
Moreira pronto para primeiro africano


O poste angolano Yanick Moreira (2,11 metros), a jogar nos Estados Unidos, disse estar pronto para conquistar um lugar entre os 12 jogadores que vão representar o país no Campeonato Africano de Basquetebol sénior masculinos (Afrobasket2013), a ter lugar de 20 a 30 de Agosto, na Costa do Marfim.

A partir dos EUA, a falar a Angop sobre a sua presença na convocatória divulgada quinta-feira, o jogador mostrou-se satisfeito por merecer a confiança da equipa técnica e disse estar preparado para fazer parte dos escolhidos para a competição, apesar de reconhecer a concorrência na sua posição.

“Estou pronto para disputar o meu primeiro Afrobasket, peço apenas oportunidades”, frisou o basquetebolista que completa 22 anos em Julho deste ano.

Informou que deverá juntar-se ao grupo de trabalho em Luanda, sem especificar a data.Quanto à sua “aventura” na América, onde se encontra também a estudar, referiu que está a correr muito bem, tanto a nível académico como desportivo, com realce  o facto de ser treinado, na próxima temporada, por Larry Brown, técnico campeão da NBA pelos Detroit Pistons (2004) e que já treinou, entre outras “estrelas”, Jason Kid, Chauncey Billups e Allen Iverson.

O poste,  iniciou  a sua carreira no 1º de Agosto, foi vice-campeão africano de juniores e disputou o mundial da categoria na Nova Zelândia. Foi convocado para selecção principal na preparação para o torneio pré-olímpico, mas esteve indisponível por razões académicas.

Depois de dois anos na equipa de South Plains College (Junior College – NJCCA), Yanick Moreira, de 2,11 metros, vai representar esta temporada a formação do SMU Mustang's (Universidade Metodista).

Numa lista de 150 jogadores, o angolano terminou na primeira posição, sendo a primeira escolha da Southern Methodist University (Universidade Metodista do Sul), para próxima época, orientada pelo categorizado técnico norte-americano Larry Brown.

Reforço
Qualidades de Moore
impressionam Macedo


O seleccionador nacional dos decacampeões africanos, Paulo Macedo, considera o norte-americano, Reggie Moore, como mais-valia para Selecção Nacional que em Agosto do ano em curso, vai a busca do título perdido em 2011, no africano de Antananarivo, capital do Madagáscar.

Com o processo de naturalização em curso, Paulo Macedo quer contar com os préstimos do poste norte-americano, de 32 anos de idade, no Afrobasket da Costa do Marfim.

“O Reggie Moore é uma grande valia para a nossa selecção e pretendemos leva-lo a Costa do Marfim razão pela qual o convocamos, porque temos a garantia de que o  processo de naturalização está consumado antes do arranque do Campeonato Africano das Nações”, disse. M.C

Portugal
Dragon Force
é campeão português


O Dragon Force/FC Porto conquistou, sábado, no Pavilhão Império Bonança, na Luz, o título nacional de Sub-20 em masculinos. Depois de derrotado, nas duas primeiras jornadas da final-four, Algés (65-61) e Ovarense (92-85, após prolongamento), bateu no terceiro e decisivo jogo o Benfica, por 67-66.

Liderado pelo antigo jogador portista João Tiago, que estava acompanhado no banco pelo ex-treinador do FC Porto, Moncho López, a equipa do Dragon Force/FC Porto logrou alcançar a vitória nos derradeiros três segundos da partida.

Destaque, nos campeões nacionais, para Hugo Sotta (16 pontos e 7 ressaltos) e Pedro Bastos (19 pontos). Na formação da Luz, dirigida por Alexandre Almeida, Cândido Sá (19 pontos e 18 ressaltos), João Ribeiro (16 pontos) e Diogo Gameiro (14) foram os mais eficazes. O Algés acabou por se classificar na terceira posição, depois de bater a Ovarense, por 62-56.