Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

FAB despenaliza árbitros

Melo Clemente - 22 de Agosto, 2016

Direcção da Federação controla nesta altura 26 árbitros sendo sete de categoria internacional

Fotografia: M.Machangongo

A direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) levantou a suspensão imposta aos onze juízes, que haviam sido afastados de toda actividade desportiva por um período de 70 dias, alegadamente por terem colocado em risco a disputa de uma das jornada da 38ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, referente a época desportiva 2015/2016.

O facto foi revelado no último fim de semana ao Jornal dos Desportos, pelo homem forte do órgão reitor da modalidade no país, Paulo Alexandre Madeira.
"Os onze juízes que haviam sido castigados pela direcção da federação angolana da modalidade na ponta final da temporada transacta estão despenalizados", assegurou o presidente de direcção da FAB.

Deste modo, os juízes serão submetidos nos próximos dias a uma acção de refrescamento seguida de avaliação, sendo que, os que tiverem aproveitamento positivo estarão automaticamente habilitados a apitarem nas mais variadas provas, quer a nível doméstico, quer a nível do continente berço da humanidade, segundo fez saber Paulo Alexandre Madeira.

"Todos os árbitros incluindo os que estavam castigados serão submetidos a uma acção de refrescamento seguido de uma avaliação, sendo teste técnico 75%, teste de vídeo 75% e teste físico 100%. Os que tiverem em condições estarão imediatamente em condições de reiniciar a actividade", assegurou aquele responsável federativo.

 O castigo de 70 dias aplicado aos onze juízes, nomeadamente, António Bernardo, António Samuel, David Manuel, Fernando Seco, Fernando Pacheco "Baganha", Francisco Pacheco, Francisco Tandu, Mbunga Pedro, Osvaldo Neto, Paulo Luvati e Wilson Boaventura terminou no dia 11 do mês em curso.

Entretanto, dos árbitros acima referenciados, Fernando Pacheco "Baganha", juiz de categoria internacional, vai abandonar em definitivo o apito, em virtude de ter atingido a idade limite, 50 anos de idade.

SELECÇÃO DE SUB-18
ACERTA PORMENORES


Com o trabalho de campo praticamente concluído, a Selecção Nacional de basquetebol feminino de sub-18 que projecta a sua participação no Afrobasket da categoria, prova a decorrer de 26 do mês em curso a 04 de Setembro próximo, no Cairo, Egipto, vai aproveitar os dois dias que tem, antes da viagem, para limar as últimas arestas.

Depois de ter definido na última semana as doze embaixadoras angolanas para o Campeonato Africano das Nações da "bola ao cesto", prova selectiva ao Campeonato do Mundo de sub-19 de 2017, a seleccionadora nacional, Elisa Pires vai aproveitar o dia de hoje e de amanhã, para acertar detalhes, visando um participação exitosa, que passa pela melhoria do quinto lugar alcançado na edição passada.