Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao de Basquetebol procura novos parceiros

Melo Clemente - 24 de Junho, 2014

Paulo Alexandre Madeira (ao centro) quer empresas privadas a apoiarem as actividades das diversas Seleces Nacionais

Fotografia: Jos Soares

A direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) está  a trabalhar  no sentido de encontrar novos parceiros, que possam ajudar o órgão reitor da modalidade no país a executar todo um programa de actividades ligadas às distintas selecções nacionais sem quaisquer constrangimentos.

A revelação foi feita recentemente ao Jornal dos Desportos, pelo presidente de direcção da FAB, Paulo Madeira, quando abordava o plano de preparação das selecções nacionais, que este ano  vão estar envolvidas em fases finais de Campeonatos do Mundo.

A Selecção Nacional sénior masculina vai marcar a  sétima presença numa fase final de um Campeonato do Mundo, depois da estreia em 1986, em Espanha, curiosamente, o país que vai acolher este ano o evento, ao passo que a Selecção sénior feminina e a de sub-17 vão participar pela primeira vez numa competição do género.

De acordo com Paulo Madeira é imperioso que a instituição que dirige consiga encontrar parceiros que possam patrocinar quase que sistematicamente as actividades das selecções nacionais, facto que contribui para o "desafogamento" do Executivo, que até aqui, é o principal parceiro da Federação Angolana de Basquetebol.

"Estamos permanentemente na rua à procura de novos parceiros, à procura de novas empresas que estejam interessadas em apoiar as actividades das selecções nacionais, da federação, porque como sabe a federação não se engaja só nas selecções nacionais, tem também outras responsabilidades a nível da competição interna, como a realização dos campeonatos nacionais de sub-12, sub-14, sub-16, sub-18 até ao seniores, em ambas as classes, e naturalmente, que isto acarreta muitos custos".

 Madeira revelou por outro lado, que grande parte das empresas que apoiam actualmente a direcção da Federação Angolana de Basquetebol são públicas, logo pertencem ao Estado, daí, que estão a trabalhar para encontrarem parceiros privados.

"Em grande parte os nossos recursos provêem dos nossos patrocinadores, mas aqui também é importante dizer, porque as pessoas às vezes esquecessem disso, muitos destes patrocinadores acabam piores do que serem empresas públicas, ou seja, do Estado, no fundo este esforço continua a ser feito pelo Executivo, daí, o nosso reconhecimento permanente,  porque de facto poucas têm sido empresas estritamente privadas que apoiam o basquetebol".

Neste particular, Paulo  Madeira, destacou a empresa privada que nos últimos anos é um verdadeiro parceiro da direcção da Federação, que no entanto, prefere estar no anonimato.

"Ainda assim, gostava de agradecer este nosso parceiro que prefere estar no anonimato, mas ao lerem o Jornal dos Desportos, os seus responsáveis ficaram a saber que é  deles a que nos estamos a referir". Entre as empresas do Estado, Paulo Madeira destacou o contributo que a Sonangol dá ao basquetebol.

A finalizar, o número um da FAB alertou a todas as empresas privadas que estejam interessadas em comprar produtos ligados a marca do basquetebol angolano, que podem contar a área de Relações Internacionais e Marketing da Federação Angolana de Basquetebol, encabeçado pleo antigo secretário-geral, Tony Sofrimento.

Recorde-se que, a Selecção Nacional sénior masculina vai competir no mundial de Espanha, as senhoras vão disputar o mundial da Turquia, ao passo que os sub-17 estarão no Dubai.

TORNEIO INDEPENDÊNCIA
Angola e Moçambique em novo confronto


As selecções de Angola e Moçambique voltam a  defrontar-se  hoje, no Pavilhão do Maxaquene, em Maputo, a partir das 18h00, desta para a segunda jornada do Torneio Internacional de basquetebol em seniores femininos, prova que visa saudar os 39 anos de independência daquele país irmão do Índico, que se assinala  amanhã, dia 25.

O torneio Internacional  ficou reduzido a duas selecções (Moçambique e Angola), em virtude da desistência do seleccionado de Cuba,à semelhança  da selecção universitária dos Estados Unidos da América. Com uma Selecção Nacional totalmente rejuvenescida, o combinado nacional que projecta à fase final do Campeonato do Mundo da Turquia, foi copiosamente batido no último domingo, pela  de Moçambique por 37-70, em partida referente à primeira jornada do Torneio Internacional.

Sem Sónia Guadalupe que ficou em Luanda, para resolver problemas pessoais, a Selecção Nacional não teve argumentos para travar a formação moçambicana que prepara igualmente  o Campeonato do Mundo da Turquia.

Hoje as comandadas de Aníbal Moreira, vão procurar dificultar ao máximo os intentos da selecção anfitriã que está  no máximo da sua força.

A selecção de Moçambique é seguramente favorita à conquista do triunfo, já que  tem pela frente um grupo muito inexperiente. O seleccionador nacional acredita na melhoria das suas pupilas que domingo estiveram muito apáticas.

As duas selecções voltam a  defrontarem-se  amanhã, na cidade de Chimoio, na província de Manica, desta para a terceira e última jornada do Torneio Internacional.

Depois do Torneio Internacional de Moçambique, o combinado nacional embarca para Espanha,  na segunda quinzena de Julho a fim de cumpri um estágio pré-competitivo, antes de rumar viagem para a Turquia mais concretamente em Istambul.

Angola está inserida no Grupo D, juntamente com as selecções dos  Estados Unidos da América, China e Sérvia.  Por seu lado, Moçambique, outra representante africano vai disputar a fase preliminar do mundial no Grupo B, ao lado da França,  Turquia e Canadá. Espanha, República Checa, Brasil e Japão fazem parte do Grupo A, ao passo que Austrália, Bielorrússia, Cuba e Coreia do Sul.              M.C

EM ALEXANDRIA
Selecção Nacional
defronta  o Kuwait

A Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol defronta hoje, a partir das 17h00, a similar do Kuwait, em partida a contar para a terceira jornada do Torneio Internacional de Alexandria- Egipto, prova enquadrada no âmbito da sua preparação para a fase final do Campeonato do Mundo de Espanha.

Depois de ter vencido na estreia, o seleccionado da Tunísia no domingo, por 62-56, alcançada a tão almejada desforra, dado que o "cinco" nacional perdeu na final do Campeonato Africano das Nações de 2011, em Antananarivo, capital de Madagáscar, frente aos tunisinos, por 56-67, os angolanos conseguiram ontem, o segundo triunfo na competição, mercê da vitória diante da Jordânia, por 75-67. Valdelício Joaquim e Reggie Moore foram os melhores marcadores, com 28 e 21 pontos respectivamente. Sem grandes tradições a nível da "bola ao cesto", a Selecção Nacional vai seguramente procurar no final desta tarde,  princípio da noite, alcançar a sua terceira vitória consecitiva na prova que conta com a participação de cinco selecções, designadamente, Angola, Egipto, Tunísia, Jordânia e Kuwait para além da formação do Ettehad do Egipto.

A Jordânia que ontem defrontou o "cinco" nacional vai medir forças com a Tunísia, a partir das 19h00. O poste Valdelício Joaquim, melhor marcador da Selecção Nacional no desafio frente a Tunísia, com 14 pontos, voltou a estar em destaque à semelhaança do Edson Ndoniema. Apesar de estar desfalcado das suas principais unidades, designadamente,Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Armando Costa e Eduardo Mingas, o cinco nacional tem estado em bom plano.

Entretanto, a Selecção Nacional defronta amanhã, a formação do Ettehad do Egipto, encerrando a sua participação na prova quinta-feira, diante do Egipto, vice campeão africano. O Torneio Internacional de Alexandria enquadra-se no âmbito da preparação do "cinco" nacional que projecta à fase final do Campeonato do Mundo de Espanha, prova a decorrer de 30 de Agosto a 14 de Setembro. A Selecção Nacional vai ainda disputar os torneios do Brasil e da Sérvia, para além dos jogos amigáveis agendados com as selecções do Canadá e das Filipinas, já no palco da competição.

O combinado nacional vai disputar a fase preliminar do Campeonato do Mundo no Grupo D, com sede em Las Palmas, ao lado da Lituânia, Coreia do Sul, México, Eslovénia e Austrália. Estados Unidos da América, campeão em título, figura no Grupo C, juntamente com as selecções da Finlândia, Nova Zelândia, Ucrânia, República Dominicana e Turquia. Espanha, Egipto, Irão, França, Sérvia e Brasil fazem parte do Grupo A, ao passo que no Grupo B estão as selecções da Argentina, Senegal, Filipinas, Croácia, Porto Rico e Grécia.      
 M.C

Carmelo sai dos Knicks
Carmelo Anthony renunciou ao último ano de contrato com os New York Knicks, fica assim livre para negociar com outras equipas da NBA. Conforme a imprensa norte-americana, o extremo de 30 anos, ficou de comunicar a decisão ainda ontem, segunda-feira, à direcção do emblema de Nova Iorque, presidida por Phil Jackson.