Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federação liberta Armando Costa

16 de Abril, 2015

Internacional angolano é o princial destaque na condução de jogo ofensivo da equipa afecta às Forças Armadas Angolanas

Fotografia: Jornal dos Desportos

O base do 1º de Agosto, Armando Costa, está apto a disputar a final da 27ª edição da Taça de Angola de basquetebol, em seniores masculino, prova aprazada para sábado no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva a partir das 19h00 frente ao Libolo, depois de ter cumprido castigo federativo, em virtude de ter sido expulso no jogo da primeira mão das meias-finais da aludida competição.

Em face da expulsão, o Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol  castigou o internacional angolano com dois jogos de suspensão e uma multa no valor de 12 mil kwanzas.Depois de ter ficado de fora no desafio da segunda mão, onde o Clube Central das Forças Armadas Angolanas afastou de forma convincente o arqui-rival Atlético Petróleos de Luanda das meias-finais da segunda maior competição a nível da “bola ao cesto”, o tetra campeão africano vai poder disputar a final aprazada para sábado, no Pavilhão Principal da Cidadela, a partir das 19h00, em virtude da direcção da equipa rubro e negra ter pago uma quantia monetária para a liberação do seu base, de acordo com o comunicado da FAB a que o Jornal dos Desportos teve acesso.

Com esse regresso, o técnico Paulo Macedo vê aumentado o seu leque de opções na posição um (base), onde conta ainda com os préstimos do jovem Hermenegildo Santos, campeão africano, para além de Francisco Sousa, este último que se transferiu esta época do Recreativo do Libolo para a equipa militar.Armando Costa é nesta altura o principal base do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, depois da saída de Miguel Pontos Lutonda, que decidiu há sensivelmente três anos e meio pôr fim à sua longa carreira desportiva.

Entretanto, com a conquista do primeiro lugar na fase de grupos, os militares estão agora focalizados para a final da 27ª edição da Taça de Angola, em que vão ter pela frente a formação do Recreativo do Libolo, equipa que nos últimos tempos está a dar finais de recuperação, depois de ter sido assolada pela crise de maus resultados, em consequência da onda de lesões que afectaram o grupo, com particular realce para Carlos Morais e Olímpio Cipriano, ambos internacionais.

Hoje, os pupilos de Paulo Macedo voltam a trabalhar no Pavilhão Victorino Cunha, onde ensaiam as estratégias para superar os campeões nacionais na final da Taça de Angola. Moralizados com últimos resultados no Campeonato Nacional, agora designado BIC Basket, em que relegaram o Atlético Petróleos de Luanda para a terceira posição da Grupo A, a formação do Recreativo do Libolo prepara com todos os cuidados a final da segunda maior competição.

O base Milton Barros é nesta altura a única inquietação do técnico português ao serviço do grémio da vila de Calulo, Norberto Alves. O internacional segue nos próximos dias para Lisboa, onde vai ser submetido à uma avaliação médica. Com a provável ausência do Milton Barros, o jogo ofensivo do Recreativo do Libolo passa a estar sob responsabilidade do jovem Braúlio Morais. Para atingir a final, o 1º de Agosto afastou nas meias-finais o Atlético Petróleos de Luanda, com duas soberbas vitórias, ao passo que o Libolo afastou sem grandes dificuldades a modesta equipa do Progresso Associação do Sambizanga.

NBA
Smith elege James
com MVP da época


J.R. Smith, extremo dos Cleveland Cavaliers, acredita que o companheiro de equipa LeBron James deve ser o jogador mais valioso da época regular (MVP) durante esta temporada, apesar dos principais favoritos ao prémio serem Stephen Curry, base dos Golden State Warriors, James Harden, extremo dos Houston Rockets, e Russell Westbrook, base dos Oklahoma City Thunder.Em entrevista à ESPN, após a vitória sobre os Detroit Pistons (109-97), Smith quando questionado sobre Lebron James, disse: “Quem? O verdadeiro MVP? Há muita especulação sobre quem é que devia receber o prémio, mas todos sabemos quem é o verdadeiro MVP”.

Smith reforçou o seu argumento e afirmou: "Na realidade, se pretendêssemos, podíamos dar-lhe o prémio todos os anos. É só olhar para os números, aquilo que ele faz pela equipa. Basta ver o que aconteceu a Miami quando ele saiu de lá.Quando veio para Cleveland, pegou numa equipa que não ia aos play-offs desde 2010 e de repente, ganhámos 52 jogos. Não acredito que haja alguém na NBA que tenha este tipo de impacto.”Os Cleveland Cavaliers ocupam a segunda posição da Conferência Este, após um início conturbado de época,  são agora um dos favoritos à conquista do titulo da NBA.

BIC Basket
Inter e Petro abrem
fase de qualificação


O Interclube e o Atlético Petróleos de Luanda defrontam-se, dia 24 deste mês, no destaque da primeira jornada da série A da fase de qualificação do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, denominado BIC Basket. As duas agremiações integram a série de cinco equipas, na qual lutam com único objectivo de garantir um dos quatro lugares nos play-off do BIC Basket.Na outra partida, o Recreativo do Libolo defronta o Atlético Sport Aviação (ASA), numa altura em que o líder da fase anterior, 1º de Agosto, entra para a etapa do campeonato com um ponto de bonificação e folga nesta ronda, por imperativo de calendário.

Para a série B, vão defrontar-se Progresso do Sambizanga - Vila Clotilde e Marinha de Guerra - Universidade Lusíada. O Sporting de Benguela folga por imperativo de calendário.A Série A vai ser disputada no sistema de todos contra todos a uma volta, qualifica-se para os play-offs as quatro primeiras classificadas.

Tal como a Série A, a Série B também é  constituída por cinco equipas, o sexto classificado do Grupo A (Sporting de Benguela), junta-se às quatro equipas do Grupo B, que vão disputar entre si para as classificativas do quinto ao décimo lugar, também no sistema de todos contra todos a uma volta.

Entretanto, disputam as classificativas do quinto ao décimo lugar, seis equipas. O quinto classificado da Série A e o 1º, 2º, 3º, 4º, e 5º da Série B, que vão competir entre si no sistema de todos contra todos a uma volta.As equipas vão competir no sistema de eliminatórias 1º com o 4º classificado, e o 2º com 3º classificado, jogam as meias-finais a melhor de cinco partidas. As equipas vencedoras jogam a final a melhor de sete, ao passo que as vencidas disputam as classificativas do terceiro e quarto lugares a melhor de três.

Play-off
Pacers deixam Miami


Os Miami Heat, que disputaram a final da NBA das últimas quatro edições da competição, falharam a passagem ao play-off depois  da vitória dos Indiana Pacers sobre os Washington Wizzards (99-95).Os campeões de 2012 e 2013, que não comprometiam o play-off desde 2008, perderam a corrida à segunda fase, enquanto os Pacers continuam a pensar na etapa a eliminar, ocupam a oitava, e última, vaga da Conferência Este.

Neste momento, os Heat, com apenas mais um jogo por disputar na fase regular, somam 36 vitórias e 45 derrotas (44,4 por cento de triunfos), enquanto os Pacers ganharam o 38º jogo, contra 43 desaires (46,9 por cento).O encontro que sentenciou o destino dos Heat, disputado no Bankers Life Fieldhouse de Indianapolis, só ficou resolvido ao fim de dois prolongamentos, num embate dramático que só começou a definir-se no arranque do segundo período extra, quando os Pacers conseguiram um parcial de 7-2.

 Agora, a aventura dos Pacers ainda não terminou. A última vaga para o play-off a Este continua em aberto e ainda pode ser ocupada pelos Brooklyn Nets, caso vençam quarta-feira os Memphis Grizzlies, já apurados na Conferência Oeste.Pela formação dos Pacers, dois jogadores estiveram em destaque: C. J. Miles, que contribuiu com 25 pontos e oito ressaltos