Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federao rene com equipas para abordar poca desportiva

Hlder Jeremias - 29 de Julho, 2013

Paulo Madeira vai dirigir o encontro

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Federação Angolana de Basquetebol reúne-se amanhã, a partir das 16h00, na sua sede social, localizada no complexo da Cidadela Desportiva, com os clubes para a apresentação da época desportiva 2013-2014. O encontro, a ser orientado pelo presidente da instituição, Paulo Madeira, vai servir ainda para abordagem da preparação e participação das selecções nacionais seniores, de ambos os sexos, nos campeonatos africanos da Costa do Marfim e de Moçambique.

Com excepção dos atletas que integraram as respectivas selecções, as equipas trabalham com afinco no sentido de melhorar as prestações da época transacta. O 1º de Agosto foi o grande vencedor, seguido do Clube Desportivo e Recreativo do Libolo e do Atlético Petróleos de Luanda. Uma das grandes novidades para a época prestes a iniciar é o regresso do Progresso Associação do Sambizanga ao convívio dos colossos da bola ao cesto nacional, em função dos investimentos que a direcção de Paixão Júnior está a fazer no mercado, no sentido de fortalecer a formação com atletas de grande referência e equipa técnica.

Depois da conquista do campeonato Africano de sub-16, no pretérito mês de Junho, a direcção da Federação acredita que o país vai estar, também, representado ao mais alto nível nos escalões de sénior, razão pela qual as duas equipas beneficiam das mesmas condições de trabalho dentro e fora do país. Associação realiza sorteio Por seu turno, a Associação Provincial de Basquetebol de Luanda realiza amanhã, a partir das 15h00, o sorteio do campeonato provincial sénior masculino e vai abordar vários aspectos relacionados com a melhoria do seu funcionamento.
Hélder Jeremias

CONSTATAÇÃO
Falta de instalações
dificulta basket de rua


A falta de instalações próprias, equipamento desportivo e transporte foram apontadas, sábado, pelo coordenador do projecto Desporto de Rua, Miguel Tropa, como principais dificuldades que a organização atravessa no processo de massificação e expansão do basquetebol.  Em declarações à imprensa, à margem do torneio de basquetebol de rua denominado ”Taça Pascual”, o responsável afirmou que tem encontrado muitas barreiras no exercício das actividades e lamentou a ausência de apoios, referiu que o projecto abrange o desporto adaptado.  Pediu o envolvimento de instituições públicas e privadas, bem como da sociedade em geral, que em sua opinião as actividades por si levadas a cabo ajudam no combate à delinquência. Ainda assim, referiu que não obstante as dificuldades os responsáveis pelo projecto vão fazer tudo para o mesmo se manter “vivo”.