Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fiba-Afrique define juízes

Melo Clemente - 03 de Julho, 2013

Angola volta a marcar presença com apenas um árbitro no Afrobasket apesar dos dez títulos que ostenta a nível africano

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Fiba-Afrique, organismo que tutela a modalidade no continente africano, definiu os 22 juízes que vão apitar a fase final da 27ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova a ser disputada de 20 a 31 de Agosto próximo. Carlos Júlio vai representar o apito angolano no evento.
Na lista divulgada ontem no site oficial da Fiba-Afrique, o destaque vai para Marrocos e Moçambique, que se fazem representar com dois árbitros na prova que apura os três representantes africanos ao Campeonato do Mundo da modalidade, a disputar-se em 2014, na Espanha.

Espanha e Eslovénia, na qualidade de países neutros, estão representadas com um árbitro cada. Tunísia, actual campeã africana, e Angola, dez vezes campeã africana, forneceram apenas um “apito” cada. Carlos Júlio, um dos árbitros mais conceituados de Angola e não só, a par de Fernando Pacheco “Baganha”, em declarações ontem ao Jornal dos Desportos mostrou-se regozijado com a nomeação e prometeu tudo fazer para dignificar mais uma vez a arbitragem angolana.

“É sempre motivo de grande satisfação quando somos nomeados para fazer parte de uma competição, quer seja a nível do continente africano, quer seja mundial, porque isto significa que o nosso trabalho está a ser bem feito e daí a indicação. Estou presente pela quarta vez na fase final de um Campeonato Africano das Nações a nível dos seniores masculinos e tal como nas edições anteriores vou dar o meu melhor para mais uma vez dignificar a arbitragem angolana”, garantiu Carlos Júlio.

Angola possui seis árbitros de categoria internacional, Carlos Júlio, Fernando Pacheco “Baganha”, Clésio Francisco, David Manuel, António Bernardo e Osvaldo Neto. Domingos Simão abandonou na época transacta o apito, em virtude de ter atingido a idade limite (50 anos). Eis os 22 juízes nomeados para a edição número 27 do Afrobasket da Costa do Marfim: Carlos Júlio (Angola), José Martin (Espanha), Boltauzer Matej (Eslovénia), Vitalis Gode (Quénia), Cliff Abdellilah (Marrocos) Samir Abaakiç (Marrocos), Abreu Muhimua (Moçambique), Naftal Chongo (Moçambique), Nachid Messaoudi

(Argélia), Arnaud Njilo Kom (Camarões), Wael Hay Abdel (Egipto), Didier Maboko Shema (Ruanda), Babacar Gueye (Senegal), Steve Koukoute (República Centro-Africana), Youssouf Maiga (Mali), Sami Belgharek (Tunísia), Mathurin N´guessan (Costa do Marfim), Paulo Martinho (Cabo Verde), Kingsley Obeajuru (Nigéria), Armand Okoua (Congo), Charles Foster (África do Sul) e Nourou Djeri (Togo).

AFROBASKET’2013
Carlos Almeida justifica regresso à selecção

O base-extremo da selecção nacional de basquetebol, Carlos Almeida, que no final do Campeonato Nacional anunciou o abandono do cinco angolano, informou que o seu regresso deveu-se a questões patrióticas. O jogador do 1º de Agosto, falando à Angop segunda-feira no final da sessão de treino realizada no Pavilhão do Rio Seco, disse que não podia dizer não à convocatória, mesmo depois de ter anunciado a sua retirada da selecção, uma vez que o país está em primeiro lugar.  “Conversei com a minha família e aconselharam-me a voltar. Não podia dizer não à pátria”, frisou o atleta de 36 anos de idade.

Carlos Almeida comentou que o principal objectivo no Afrobasket’2013 é reconquistar o título africano, realçando que as duas semanas de preparação foram proveitosas.  Com 1,92 metros, Carlos Almeida foi um dos jogadores preteridos pelo seleccionador Michel Gomez no Afrobasket’2011, em Madagáscar, depois de ter conquistado os campeonatos de 1999 (Angola), 2001 (Tunísia), 2003 (Egipto), 2005 (Argélia), 2007 (Angola), 2009 (Líbia), tendo sido o capitão no último.

NO CODENM
“Cinco” nacional
trabalha em sessão única


A Selecção Nacional de basquetebol volta a trabalhar hoje em sessão única do dia, a partir das 10h30 minutos, no Pavilhão do CODENM, no âmbito da preparação para o Campeonato Africano das Nações da Costa do Marfim, prova a decorrer de 20 a 31 de Agosto. Depois de ter realizado ontem, no mesmo recinto, duas sessões de treino viradas essencialmente para os aspectos técnicos e tácticos, a selecção nacional trabalha hoje apenas no período da manhã.

Os aspectos técnicos e tácticos voltam a dominar a sessão de treino desta manhã, com principal realce para os aspectos defensivos, que continuam a inquietar o seleccionador nacional Paulo Macedo. Lançamentos a curta e longa distância, exercícios no ginásio, dribles com mudanças de direcção dominaram as duas sessões realizadas ontem no Pavilhão do CODENM. O poste Valdelício Joaquim, atleta que actua nos Estados Unidos, desembarca amanhã à tarde no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro.
M.C

Antananarivo
Angola e Egipto
definem liderança
 

As selecções de Angola e do Egipto defrontam-se hoje, a partir das 17h00, em partida referente à quarta e última jornada da fase preliminar da III edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol masculino na categoria de sub-16, vulgo Afrobasket, prova que decorre em Antananarivo, Madagáscar. O desafio define a liderança do Grupo B. Frente aos actuais campeões africanos em título, a Selecção Nacional, dirigida pelo técnico Manuel da Silva “Gi”, vai procurar fechar a fase preliminar com vitória. Apesar de reconhecer o valor do adversário, o seleccionador nacional prometeu apresentar  uma equipa determinada frente ao  Egipto.

BASQUETEBOL
Federação anuncia esta manhã
as atletas da selecção feminina


A direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) anuncia hoje, às 10h00, em conferência de imprensa, na sua sede, no Complexo da Cidadela Desportiva, em Luanda, a convocatória da Selecção Nacional de basquetebol sénior feminina, tendo em vista o arranque dos trabalhos de preparação para o Afrobasket´2013, prova a decorrer de 20 a 29 de Setembro, em Maputo. Sónia Guadalupe, extrema do Interclube, atleta que não joga há mais de sete meses, por ter dado à luz, pode constar na convocatória que já se encontra na posse da direcção da FAB desde a semana passada.

Aníbal Moreira, seleccionador nacional, pretende realizar um estágio em Espanha, onde tem como objectivo realizar entre oito a 12 partidas. Angola, actual campeã africana em título, integra o Grupo B, ao lado da Nigéria, Mali, Cabo Verde, Camarões e Quénia. No Grupo A figuram Moçambique, país organizador, Costa do Marfim, Egipto, Zimbabwe e Senegal. A série fica completa com a sexta integrante, apenas este mês, após a disputa dos jogos entre a Tunísia e a Argélia. O Campeonato Africano das Nações de Maputo qualifica os dois primeiros classificados para o Campeonato do Mundo, a disputar-se na Turquia, em 2014.