Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Golden State Warriors procura um novo anel na NBA

26 de Outubro, 2015

Stephen Curry, Jogador Mais Valioso da última época regular

Fotografia: AFP

Os campeões Golden State Warriors, sem mudanças no plantel, partem para a época 2015/16 da Liga norte-americana de basquetebol profissional (NBA) com os olhos na revalidação do título, mas já se ‘fala’ da repetição da final de 2014. Com os lesionados recuperados, os vice-campeões Cleveland Cavaliers e LeBron James não deverão ter rivais a Este e, no Oeste, os San Antonio Spurs agigantaram-se, ao assegurarem LaMarcus Aldridge. Prometem nova final.

Mas, os Warriors terão também uma palavra a dizer, a exemplo de Los Angeles Clippers, Houston Rockets e Oklahoma City Thunder, a Oeste, e dos Chicago Bulls, a Este. Depois de uma sensacional época 2014/15, com um recorde de 67 vitórias na fase regular e uma campanha exemplar nos "play-offs", sem a necessidade de qualquer ‘negra’, o conjunto de Steve Kerr volta quase inalterado, sendo excepção a saída de David Lee, que perdera espaço na rotação.

Stephen Curry, Jogador Mais Valioso da última época regular, é a grande estrela e está bem acompanhado, no "cinco" (Klay Thompson, Harrison Barnes, Draymond Green e Andrew Bogut) e fora dele (Andre Iguodala, MVP da final, Marreese Speights, Shaun Livingston e Leandro Barbosa).
No Oeste, os Warriors dificilmente terão, porém, o passeio da época passada – mais 11 triunfos do que o segundo colocado -, com os Spurs, que no último dia da "regular season" 2014/15 caíram do segundo para o sexto lugar, a perfilarem-se como fortes candidatos a repetir 2013 e 2014.

Aos 39 anos e na sua 19.ª época, Tim Duncan, cinco vezes campeão, volta a ser o líder dos texanos, que conseguiram a grande aquisição do defeso, ao contratarem o agente livre LaMarcus Aldridge (ex-Portland Trail Blazers). No jogo exterior, o veteraníssimo Gregg Popovich continua a ter Tony Parker, Danny Green e Kawhi Leonard, sendo que é também muito a qualidade dos suplentes, de Manu Ginobili aos reforços David West e Rasual Butler, passando por Patty Mills, Boris Diaw e Matt Bonner.

Da rotação, saíram, ainda assim, alguns jogadores que davam contributos importantes, como Tiago Splitter, muitas vezes titular, Corey Joseph, Marco Belinelli e Aron Baynes. Mais fortes, estão também os Clippers, precisamente os "carrascos" dos Spurs nos ‘play-offs’ de 2014/15, que se reforçaram com o experiente Paul Pirce, mais Josh Smith, Lance Stephenson e Pablo Prigioni, perdendo apenas Matt Barnes.

A maior força do conjunto de Doc Rivers continua a vir da dupla formada por Chris Paul e Blake Griffin, mais o atirador JJ Redick e o demolidor DeAndre Jordan, que chegou a assumir a mudança para Dallas, mas arrependeu-se e ficou. Por seu lado, os Houston Rockets adicionaram Ty Lawson (ex-Denver Nuggets) a James Harden e Dwight Howard, mas perderam Josh Smith, enquanto os Oklahoma City Thunder, agora orientados por Billy Donovan, voltam a ter Kevin Durant, depois de muitos meses lesionado, junto a Russell Westbrook.

Os Memphis Grizzlies, do espanhol Marc Gasol, os Dallas Mavericks, reforçados com Deron Williams e Wesley Matthews, e os New Orleans Pelicans, do extraordinário Anthony Davis, também são fortes candidatos a repetir os "play-offs". Os Sacramento Kings, com Rajon Rondo, Marco Belinelli e Kosta Koufos, vão tentar, por seu lado, ser a surpresa e acabar nos oito ‘mais’, dos quais deverão sair os Portland Trail Blazers. A Oeste, há ainda a despedida de Kobe Bryant dos Los Angeles Lakers, que deverá acontecer no fim da época regular.

Quanto à Conferência Este, os "Cavs" não deverão, em princípio, ter adversário, com a recuperação de Kyrie Irving, Kevin Love e Anderson Varejão, dos quais LeBron muita falta sentiu na final de 2014/15, vendo-se só contra os Warriors. JR Smith, Timofey Mozgov, Tristan Thompson e Matt Dellavedova, mais Mo William e Richard Jefferson em vez de Mike Miller e Shawn Marion, são as outras armas de David Blatt, que cumpre a segunda época ao comando dos Cavaliers.

Caso Derrick Rose tenha saúde, os Chicago Bulls podem também intrometer-se na luta pelo primeiro lugar no Este, agora sob o comando de Fred Hoiberg (ex-Iowa State), que sucedeu a Tom Thibodeau (2010/2015). Liderados pelo MVP de 2010/11, os Bulls são candidatos a tudo, pois também têm Jimmy Buttler, Doug McDermott, Pau Gasol, depois de ter levado a Espanha ao título europeu, Joakim Noah, Nikola Mirotic, Taj Gibjon, Aaron Brooks, Mike Dunleavy, Kirk Heinrich ou Tony Snell.

Vencedores com surpresa da Conferência Este em 2014/15, com 60 triunfos, os Atlanta Hawks dificilmente repetirão o feito, num Este em que, além de "Cavs" e Bulls, merecem destaque os Toronto Raptors, os Washington Wizards e os Miami Heat. Os Raptors "roubaram" DeMarre Carroll aos Hawks e reforçaram-se também com Corey Joseph e Luis Scola, os Wizards perderam Paul Pirce, mas têm John Wall e Bradley Beal, e os Heat recuperaram Chris Bosh, para um ‘cinco’ também com Goran Dragic, Dwyane Wade, Luol Deng e Hassan Whiteside.