Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Guadalupe substitui Italle Lucas

Melo Clemente - 26 de Setembro, 2015

Extremo poste do 1º de Agosto reforça cinco nacional que busca o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016

Fotografia: Paulo Mulaza

A extremo poste, Sónia Guadalupe, reintegrou a Selecção Nacional sénior feminina que hoje defronta a similar da Argélia, a partir das 20h30, em substituição de Italle Lucas, a norte-americana naturalizada angolana, que viu o processo de inscrição  chumbada pela Fiba -Mundo.

A medalha de ouro dos XI Jogos Africanos de Brazzaville, foi afastada do grupo pelo seleccionador nacional, Jaime Covilhã, que recebeu garantias por parte do órgão reitor da modalidade no país, no caso a FAB, de que a norte-americana agora naturalizada angolana estava em condições de disputar a 24ª edição do Campeonato Nacional da "bola ao cesto", prova selectiva aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Entretanto, o seleccionador nacional foi "forçado" a reintegrar a extremo poste do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, que teve uma actuação discreta nos XI Jogos Africanos de Brazzaville.

Com a entrada de Sónia Guadalupe, bicampeã africana, Jaime Covilhã passa a ter à  disposição 12 atletas que vão em busca do tricampeonato africano e consequentemente, o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que a acontecer é a segunda presença de Angola num evento do género, depois da estreia em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres.

O combinado nacional volta a entrar em acção esta noite, quando defrontar a similar da Argélia, em partida referente à terceira jornada do Grupo B da fase preliminar do Afrobasket.

Depois de ter superado as argelinas nos XI Jogos Africanos de Brazzaville, as angolanas vão procurar esta noite alcançar mais um triunfo, desta para a edição 24ª do Campeonato Africano das Nações.

As bicampeãs africanas apresentam-se como  favoritas à conquista dos dois pontos. Apesar de reconhecer o potencial das angolanas, as argelinas mostram-se dispostas a contrapor o valor da Selecção Nacional.

Na estreia da aludida competição, a Selecção Nacional derrotou a congénere do Senegal, por 50-46, num prélio onde a extremo Felizarda Jorge acabou por ser determinante, com os  lançamentos à longa distância. Para o mesmo, a Nigéria defronta o Egipto, ao passo que o Senegal joga com a Guiné Conakry.
Já para o Grupo A, Moçambique tem pela frente a África do Sul, o país anfitrião, Camarões defronta a  selecção do Uganda, enquanto o Mali enfrenta o Gabão.
Ontem, Angola defrontou a Nigéria mas, até ao fecho da nossa edição desconhecíamos o resultado final.

SORAIA DEGHADY  
ESTÁ NO COMANDO

A egípcia Soraia Deghady lidera a lista das melhores marcadoras da 24ª edição do Afrobasket, com 22 pontos, seguida da  colega Menatalla Awad, com 20 pontos, ao passo que a gabonesa, Grace Mbaikoua, ocupa o terceiro posto, com 19 pontos. Angolanas Nacissela Maurício e Nadir Manuel figuram entre as 15 melhores marcadoras da prova, com 11 e dez pontos, respectivamente.


PROJECTO
Programa leva
angolanos à NBA


A tão almejada presença de jogadores angolanos na "National Basketboll Association - NBA" pode tornar-se um facto a partir de 2016, em virtude do lançamento, em Outubro deste ano de um programa de televisão intitulado "The One by Sprite", que visa a descoberta de jovens talentos e canalizá-los ao melhor campeonato do mundo, a liga norte-americana.

A selecção dos candidatos acontece nos dias 10 e 11 de Outubro, mas só vão ser exibido no canal dois da Televisão Pública de Angola (TPA”) no dia 26 do mesmo mês. Apenas um, dos 32 melhores jogadores, que vão competir entre si, pode vencer o troféu “The One” e vai ter o privilégio de viajar aos Estados Unidos da América para, durante dois meses, treinar na Jason Wright School, a principal porta de entrada à NBA.

De acordo com um comunicado de imprensa da empresa Nuno Martins, promotora do concurso, os candidatos passam primeiramente por um teste antropométrico para se lhes aferir a envergadura, altura, força, velocidade e agilidade e posteriormente (já durante a competição), as habilidades técnicas, tais como ataque, dribles, passes e defesa.

O documento acrescenta, que o concurso foi apresentado publicamente na segunda-feira (dia 21),  que o programa televisivo vai ser apresentado semanalmente, contempla um total de 13 episódios, de 45 minutos.

Sublinha ainda, que para os três primeiros classificados, estão reservados como compensação, um valor global equivalente a cinco milhões de kwanzas (5.000.000,00 Akz).