Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hugo Lopes assume Libolo

Melo Clemente - 10 de Setembro, 2016

Atletas do Recreativo do Libolo estiveram reunidos com o novo treinador no Pavilhão do Dream Space localizado em Viana

Fotografia: José Soares

O técnico Hugo Lopes vai dirigir a equipa do Recreativo do Libolo do Cuanza Sul com vista a época desportiva 2016-2017 que arranca em Novembro com a disputa da Supertaça Wlademiro Romero. O espanhol substitui no cargo o português Norberto Alves, que não chegou a acordo com o grémio da vila de Calulo.

Desde quarta-feira em Luanda, o novo timoneiro do Recreativo do Libolo esteve reunido na  quinta-feira com o plantel. Para a época desportiva que se avizinha, a equipa vai ser sujeita a grandes alterações, segundo apurou o Jornal dos Desportos, de uma fonte próxima da agremiação.

Nos próximos dias, Hugo Lopes começa a projectar a nova temporada com beneplácito do técnico - adjunto Emanuel Trovoada. Na época transacta, o angolano trabalhou com o treinador português Norberto Alves.

Depois de falhar a conquista do título da XXXVIII edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, para além da Taça de Clubes Campeões Africanos, competição disputada no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda, vencida pelo Atlético Petróleos de Luanda, a direcção da formação da vila de Calulo está fortemente engajada na conquista das respectivas provas.

Em função das saídas massivas de atletas, com realce para os internacionais angolanos Olímpio Cipriano e Carlos Morais, certos na equipa do Atlético Petróleos de Luanda, para além de Agostinho Coelho e Zola Paulo,Hugo Lopes tem luz verde do elenco presidido por Rui Campos para reforçar o plantel. Entretanto, Eduardo Mingas, Milton Barros e Bráulio Morais, atletas que fazem parte do núcleo duro da equipa, estão confirmados para a época 2016-2017.

O técnico espanhol  prepara a equipa para o zonal de apuramento à Liga de Clubes Campeões Africanos, prova que vai decorrer em finais de Novembro ou princípio de Outubro.

Apesar da sangria, os responsáveis do Recreativo do Libolo querem atacar o título da Taça de Clubes Campeões Africanos. No ano transacto, perderam o troféu em favor do Atlético Petróleos de Luanda. Com um plantel de luxo, onde pontificavam nomes como o de Carlos Morais, Olímpio Cipriano, Valdelício Joaquim “Vander”, Eduardo Mingas, Milton Barros, Bráulio Morais, Benvindo Kimbamba, Jonathan Wallace, entre outros, a equipa da vila de Calulo fracassou nas principais provas, nomeadamente, o Campeonato Nacional (BIC Basket) e Taça de Clubes Campeões Africanos.

Esta situação forçou a direcção do Recreativo do Libolo a rescindir o vínculo laboral com o técnico português Norberto Alves, que arrebatou uma Taça de Clubes Campeões Africanos, um Campeonato Nacional (BIC Basket), uma Taça de Angola e uma Supertaça Taça Wlademiro Romero ao serviço daquela agremiação desportiva.

Norberto Alves orientou os libolenses durante duas épocas consecutivas.

Hugo Lopes torna-se assim, no terceiro treinador estrangeiro a liderar a formação do Cuanza Sul, depois de Luís Magalhães e Norberto Alves,  ambos de nacionalidade portuguesa.