Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ibaka atribui favoritismo a Angola

Melo Clemente - Joanesburgo - 03 de Agosto, 2015

Internacional espanhol mostrou a sua simpatia pela Selecção Nacional que vai lutar pelo 12º anel continental

Fotografia: AFP

O internacional espanhol, Sergeballu LaMu Sayonga Loom Walahas Jonas Hungo Ibaka, ou simplesmente, Serge Ibaka, considerou em Joanesburgo, África do Sul, que a Selecção Nacional  de basquetebol em seniores masculino é a principal favorita à conquista da 28 edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova a decorrer de 19 a 30 do mês em curso, em Radés, Tunísia.

O extremo poste do Oklahoma City Thunder, 25 anos de idade, dois metros e oito centímetros, teceu estas considerações à comunicação social angolana, sábado último, no final do Jogo das Estrelas, em que ficou de fora, por estar a recuperar de uma lesão.

O atleta, nascido na República do Congo Brazzaville, aos 18 de Setembro de 1989, falhou o Jogo das Estrelas devido a problemas nos dois joelhos.
"Tive o privilégio de no início da minha carreira passar por Angola e fazer muitas amizades.

Conheço o potencial do basquetebol angolano e não é por acaso que Angola é tão somente 11 vezes campeã africana a nível dos seniores masculino. Creio que para o campeonato africano da Tunísia Angola entra como favorita e vou torcer à distância para que o título africano seja novamente conquistada pela selecção angolana", asseverou  o extremo poste do Oklahoma City Thunder, equipa da Liga Norte Americana de Basquetebol (NBA).

Serge Ibaka afirmou por outro lado, que nos próximos anos Angola poderá contar com um ou mais representantes na NBA.

"Dado o potencial de Angola não se compreende, de facto, que ainda não tenha ninguém a jogar na NBA. Mas tenho a plena convicção que nos próximos anos vamos assistir a entrada de alguns jovens que despontarem em universidades norte-americanas", disse.

Questionado sobre a lesão que o afastou da primeira edição do Jogo das Estrelas, partida vencida pelo Resto do Mundo, por 101-97, Serge Ibaka assegurou que no início da temporada 2015/2016 vai poder regressar às quadras sem qualquer limitação.

"Infelizmente acabei por não participar desta festa. Se estou aqui em Joanesburgo é porque existia essa vontade da minha parte em representar a equipa de África mas, o meu médico aconselhou-me a não a jogar. Mas até ao início da época, que começa no próximo mês, já poderei regressar às quadras sem qualquer limitação", garantiu o internacional espanhol, nascido na República do Congo Brazzaville.

Entretanto, a Selecção Nacional continua a projectar a etapa final do estágio pré-competitivo no Reino de Espanha, antes de rumar para o palco da competição. Até aqui, o combinado nacional realizou já seis jogos de controlo, tendo somado cinco vitórias e averbado apenas uma derrota.

O seleccionador nacional, Moncho López, tenciona formar um conjunto homogéneo, onde os processos todos estejam consolidados, como as transições rápidas defesa/ ataque, precisão nos passes, montagem de bloqueios após lançamentos e, sobretudo, maior eficiência nos lançamentos a longa distância. Estão previstos dez jogos amistosos, antes dos campeões africanos rumarem para a Tunísia, palco da 28 edição do Afrobasket.

Angola vai disputar a fase preliminar da 28 edição do Campeonato Africano das Nações inserido no Grupo B, ao lado de Senegal, Marrocos e Moçambique, este último adversário de estreia, no dia 20, a partir das 21h00.

Tunísia, país anfitrião, figura no Grupo A, juntamente com as selecções do Uganda, Nigéria, dos irmãos Aminu, e República Centro Africana, ao passo que no Grupo C, estão as selecções do Egipto, penta campeão africano, Gabão, Mali e Camarões. Já no Grupo D estão as selecções da Costa do Marfim, Cabo Verde, Argélia e Zimbabwe.