Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Inter confirma presença no zonal

Melo Clemente - 28 de Maio, 2017

Pupilos de Alberto Babo ficaram em quarto lugar no BIC Basketj

Fotografia: José Soares | Edições Novembro



A formação do Grupo Desportivo Interclube vai disputar o torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculinos, referente a época desportiva 2017/2018.
Este desejo foi reafirmado ontem, ao Jornal dos Desportos, pelo vice-presidente para o basquetebol da equipa adstrita a Polícia Nacional, Miguel António Camulogi.
Finalista vencido da Taça de Angola, a formação do Grupo Desportivo Interclube conquistou por direito próprio, o passe de acesso ao torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos da \"bola ao cesto\", dado que o Recreativo do Libolo, vencedor da segunda maior competição do calendário desportivo da federação angolana da modalidade (Taça de Angola), acabou por conquistar igualmente o título da 39ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo BIC Basket.
Em face disso, e a pensar já na melhoria do quarto lugar alcançado na 39ª edição do Campeonato Nacional (BIC Basket), a direcção do clube, liderada por Alves Simões, assegurou já a contratação do norte-americano Henry, atleta que actua nas posições dois e três.
\"Devo confirmar que de facto a nossa colectividade vai participar no torneio de apuramento à fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos, razão pela qual, estamos já de forma antecipada a tratar da próxima época desportiva, quer doméstica, quer além fronteiras, daí, termos conseguido já a contratação do norte-americano Henry, jogador com enormes qualidades e que seguramente vai nos ajudar a alcançar grandes resultados na próxima época desportiva\", asseverou Miguel António Camulogi.
O jogador norte-americano, Henry, já tem trabalhado com técnico português, Alberto Babo, e segundo apuramos, está extremamente satisfeito com as qualidades do primeiro reforça, visando a temporada 2017/2018.
O vice-presidente para o basquetebol do Grupo Desportivo Interclube fez saber por outro lado, que a equipa precisa urgentemente de reforçar a posição cinco (poste), daí que, vão novamente apostar na contratação de um atleta estrangeiro, uma vez que os melhores atletas angolanos que actuam na posição cinco, estão vinculados nas melhores  agremiações.
\"Internamente não temos como colmatar este vazio que existe na nossa equipa, porque os melhores atletas nesta posição estão vinculados as melhores equipas. Portanto, teremos que recorrer a mais um estrangeiro. A direcção do clube tem feito um esforço muito grande, porque como sabe, não esta ser fácil contratar estrangeiros por causa da falta de divisas mas, ainda assim, vamos procurar fazer uma engenheira afim de contratarmos um atleta estrangeiro para a posição cinco\", revelou Miguel António Camulogi, responsável máximo para o basquetebol do Grupo Desportivo Interclube.
Com um plantel formado maioritariamente por jovens e promissores jogadores, a direcção e a equipa técnica estão apostados em formar um plantel altamente competitivo para a temporada 2017/2018, onde a meta a nível doméstico, passará  naturalmente na melhoria do quarto lugar alcançado no recém terminado Campeonato Nacional, prova vencida de forma brilhante pelo Recreativo do Libolo, que sou o seu terceiro troféu, depois de ter arrebatado em 2012 e 2014.

2018
Faria assume
luta pelo título


O presidente do Petro de Luanda, Tomás Faria, prometeu na quinta-feira, que em 2018 o clube vai iniciar uma nova etapa que visa a luta pelo título nacional. Em 2018, é a meta que traçamos para começar a ganhar. Tivemos, infelizmente, algum constrangimento da equipa, que não se  resolveu, para já a partir de 2018 as três modalidades nucleares começam a competir, ao mais alto nível” – declarou à Rádio 5 após a final do Bic Basket.

Elogiou o trabalho do técnico camaronês Lazaré Adingonó, e confirmou a sua continuidade à frente da equipa.Sustentou a sua satisfação pelo trabalho apresentado, ao realçar o facto de terem chegado à final com a equipa que tinha, sem reforços nem estrangeiros depois da saída de Emanuel Quezada e ter falhado a contratação de Yanick Moreira.Além disso, lembrou que o Petro trabalha com projectos a médio  e longo prazos.

“Estamos satisfeitos com aquilo que o treinador está a fazer, principalmente esta época, provou que tem condições para fazer uma equipa sem muitas unidades. Passamos de terceira para segunda força”. O segundo lugar no BIC Basket deixou satisfeito o líder petrolífero:  “Por aquilo que fizemos, atingimos o objectivo”, disse o presidente Faria.

Recordou que eram apontados como terceira força, pelos elementos do seu plantel, comparados aos do Libolo e 1º de Agosto.Em face do quadro, disse que “estrategicamente” lutaram para atingir a final. E, isso, deixa-o satisfeito, porque o objectivo a médio  e longo prazos, conforme sublinhou, era estar sempre entre os três primeiros. “E, isso, foi possível”. Felicitou o Recreativo do Libolo pela vitória e considera-o justo vencedor, por ter sido a formação “mais regular” durante o ano.

NBA
Turquia
pede prisão
de jogador


O governo da Turquia emitiu uma ordem de prisão contra Enes Kanter, poste turco que defende o Oklahoma City Thunder, equipa de basquetebol da NBA. De acordo com o jornal Daily Sabah, a acusação é a de que o atleta é “membro de uma organização terrorista”.
Kanter é declaradamente crítico,do actual governo da Turquia, liderado pelo presidente Recep Tayyip Erdogan.

O poste da NBA apoia Fethullah Gulen, membro da oposição, acusado de tentar dar um golpe de Estado, em Julho de 2016.
Na última semana, o jogador do OKC já tinha vivido uma situação delicada. Quando estava na Roménia, Kanter teve o passaporte cancelado pelo governo turco, mas a situação acabou por ser resolvida, horas depois. Residente nos Estados Unidos, é pouco provável que o poste volte para o seu país.

Por meio de uma rede social, Enes postou uma mensagem em que disse: “Lute pelo que você acredita”. Desde 2011 na NBA, o poste turco defendeu o Utah Jazz até 2015, quando se transferiu para o Oklahoma City Thunder.