Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Inter decide passagem com a Marinha

Melo Clemente - 15 de Abril, 2016

Interclube é obrigada a vencer hoje, no Pavilhão 28 de Fevereiro, o Clube Desportivo Marinha de Guerra

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com a qualificação tremida, a formação do Grupo Desportivo Interclube é obrigada a vencer hoje, no Pavilhão 28 de Fevereiro, o Clube Desportivo Marinha de Guerra, em partida a contar para a última jornada do Grupo A da 38ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino.

Uma eventual derrota da equipa caseira logo mais, diante da Marinha, afasta a equipa adstrita à Polícia Nacional do quinteto que vão lutar pelo título da 38ª edição do BIC Basket.

A jogar no seu reduto, os polícias são obrigados a vergar hoje os marinheiros para assegurarem a passagem para a fase de Qualificação.Alberto Babo, técnico principal do Grupo Desportivo Interclube, não escondeu o desejo de vergar a formação do Clube Desportivo da Marinha de Guerra.

"Estamos numa situação difícil, por isso, temos de vencer amanhã se quisermos se manter no quadro das equipas que vão disputar o título do BIC Basket", disse Alberto Babo.

Já a formação do Clube Desportivo da Marinha de Guerra, orientada pelo técnico angolano, Paulo Macedo, vai procurar surpreender os polícias em pleno Pavilhão 28 de Fevereiro. Marinha de Guerra tem sido uma das equipas que mais pontos tem marcado às equipas grandes do Grupo A.

O equilíbrio vai seguramente marcar a partida de mais logo, entre polícias e marinheiros.

Ainda para o Grupo A, mas amanhã, sábado, Atlético Petróleos de Luanda recebe no Pavilhão Principal da Cidadela, a partir das 18h00, o Atlético Sport Aviação (ASA), numa partida onde os petrolíferos da capital são claramente favoritos.O extremo poste, Leonel Paulo, será uma das grandes novidades no plantel da equipa do Eixo-viário, depois de ter cumprido castigo federativo. Lazare Adingono, técnico principal do Atlético Petróleos de Luanda, vai ser um dos ausentes, dado que cumpre castigo federativo. O técnico foi suspenso por 15 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Basquetebol.