Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Interclube presta apoio Seleco feminina

Melo Clemente, em Maputo - 09 de Novembro, 2019

Direco do clube liderado por Alves Simes presta apoio Seleco Nacional feminina

Fotografia: Kindala Manuel|Edies Novembro

Doze (12) milhões de kwanzas foi o montante que a direcção do Grupo Desportivo Interclube, liderada por Alves Simões, disponibilizou para que a Selecção Nacional de basquetebol em seniores feminino pudesse participar no Torneio de Pré-qualificação zona africana, prova a decorrer de 14 a 17 do mês em curso, Maputo, capital moçambicana, segundo apurou o Jornal dos Desportos.
Num movimento liderado pelo vice-presidente para o basquetebol da equipa adstrita a Polícia Nacional, Migue António “Camulogi”, foi possível reverter a desistência anunciada pelo elenco de Hélder Martins da Cruz “Maneda”, que renunciou o cargo de presidente de direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB) a sensivelmente uma semana e meia.
Graças a “mão” caridosa do Grupo Desportivo Interclube que o país mais titulado do continente berço da humanidade livrou-se da vergonha “mundial”.
De acordo ainda com a nossa fonte, o Ministério da Juventude e Desporto (Minjud) vai devolver cinquenta por cento do valor acima referenciado ao Grupo Desportivo Interclube.
Entretanto, atletas e a equipa técnica trabalham de forma animada, com o único propósito de dignificarem mais uma vez as cores da bandeira nacional.
O seleccionador nacional, Apolinário Quaresma  Paquete, trabalha com doze (12) jogadoras, sendo oito do Grupo Desportivo Interclube e quatro do Clube Central das Forças Armadas Angolanas (1 de Agosto), nomeadamente, Felizarda Jorge Ventura, Rosemira Daniel, Italle Lucas, Regina Pequeno, Eduarda Gabriel, Jessica Malagi, Joana António e Angelina Golombe, todas da turma da Polícia, Finesa Eusébio, Elizabeth Mateus, Juda Quindanda e Avelina Peso, da formação militar.   

BASQUETEBOL •TORNEIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO
Selecção aprimora o físico


O aprimoramento da condição física sem esquecer os aspectos técnicos e tácticos, vão dominar os últimos cinco dias de preparação da Selecção Nacional de basquetebol em seniores feminino, que de 14 a 17 do mês em curso vai disputar o Torneio de pré-qualificação zona africana em Maputo, capital moçambicana, prova selectiva ao Torneio Pré-Olímpico de Fevereiro de 2020.
As comandadas do técnico Apolinário Quaresma Paquete realizam hoje, sábado, no Pavilhão 28 de Fevereiro, a terceira sessão de treinos, visando o Torneio de Maputo, competição que contará com a participação de seis nações, nomeadamente, Angola, Nigéria, actual campeã africana, Senegal, vice-campeã,  Moçambique, Mali e República Democrática do Congo, respectivamente.
O seleccionador nacional conta nesta altura com as doze atletas eleitas para a “operação” Maputo, prova que vai apurar as duas nações que vão representar o continente berço da humanidade no Torneio Pré-Olímpico, competição selectiva aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020.Apesar do pouco tempo que resta para o início do Torneio de Pré-qualificação zona africana, o seleccionador nacional, Apolinário Quaresma Paquete, vai trabalhar mais a componente física sem descurar a vertente técnica e táctica.
“Infelizmente, estamos a correr contra o tempo, porque inicialmente tínhamos informações que Angola não iria participar nesta porque, alegadamente, por dificuldades financeiras, e na quinta-feira fomos surpreendidos com a informação de que poderíamos disputar o torneio. Perante este cenário, temos que aprimorar a componente física sem colocarmos de parte os aspectos técnicos e tácticos”, revelou o técnico mais titulado de clubes do continente africano, a nível das senhoras.
Hoje, sábado, a Selecção Nacional trabalha em sessão única do dia, como de resto tem acontecido deste que os trabalhos de preparação arrancaram.
O combinado nacional montou o seu quartel-general no Pavilhão 28 de Fevereiro, recinto em que o seleccionador nacional ensaia as estratégias a serem utilizadas no Torneio de Pré-qualificação de Maputo.
Amanhã, domingo, a Selecção Nacional volta a trabalhar no período matinal. Aliás, Apolinário Quaresma Paquete vai aproveitar os últimos cinco dias que restam para o embarque ao local da competição, para dotar o cinco nacional de maior ritmo competitivo.
O embarque da delegação para a capital moçambicana, Maputo, acontece na quarta-feira, um dia antes do início do Torneio de Pré-qualificação zona africana.
ANGOLA está inserida no Grupo B do Torneio, ao lado das similares do Mali e Senegal, ao passo que o país anfitrião da aludida competição, Moçambique, figura no Grupo A, juntamente com a Nigéria e República Democrática do Congo.
A prova será disputada no sistema de todos contra todos a uma volta, sendo que o primeiro classificado do Grupo A vai medir forças nas meias-finais diante do segundo colocado do Grupo B, ao passo que o líder do Grupo B terá pela frente o segundo classificado do Grupo A.
Os vencedores das meias-finais apuram-se automaticamente para o Torneio Pré-Olímpico de Fevereiro de 2020, prova que vai apurar as selecções para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão.