Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jaime Covilhã parte confiante

Melo Clemente - 31 de Julho, 2017

Delegação angolana deixou ontem a capital do país com destino a República Federativa do Brasil

Fotografia: Vigas da Purificação| Edições Novembro

O seleccionador nacional de basquetebol em seniores femininos, Jaime Covilhã, mostrou-se confiante na conquista do título da 23ª edição do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, competição a decorrer de 18 a 27 de Agosto próximo, em Bamako, capital maliana.

O técnico do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, no sector feminino, teceu estas considerações na véspera da viagem para a cidade de São Paulo, República Federativa do Brasil, onde a partir de hoje, segunda-feira, começa a projectar à fase final da 23ª edição do Campeonato Africano das Nações da \"bola ao cesto\".

“Temos consciência das dificuldades que vamos encontrar na fase final do Afrobasket do Mali. Depois de termos perdido o título em 2015 à favor do Senegal, tudo faremos no sentido de voltar a conquistar o tão prestigiado troféu continental”, asseverou Jaime Covilhã que tem como adjuntos Apolinário Paquete e Jacqueline Francisco.

Jaime Covilhã considerou positiva a primeira etapa de preparação, que decorreu na capital do país, Luanda, apesar de ter realizado apenas um jogo de controlo, dos dois programados inicialmente.

A Pré-Selecção Nacional perdeu diante da equipa de cadetes masculinos do 1º de Agosto, por 40-50.

“Creio de uma maneira geral a primeira etapa de preparação foi a todos os títulos positiva. A direcção da federação conseguiu proporcionar as melhores condições de trabalho ao grupo, apesar das limitações financeiras que grosso modo afecta o país. Realizamos apenas um jogo de controlo, o que nos permitiu avaliar a condição atlética das nossas jogadoras que estão a demonstrar um grande profissionalismo naquilo que foi a entrega aos trabalhos”, avaliou o seleccionador nacional.

O estágio pré-competitivo de aproximadamente duas semanas que vão realizar na cidade de São Paulo, Brasil, vai dar outra rodagem competitiva as jogadoras que estão fortemente engajadas no sentido de estarem a lista definitiva para a fase final do Campeonato Africano das Nações de Bamako, de acordo com Jaime Covilhã.

“Nós vamos aproveitar ao máximo o estágio pré-competitivo que a direcção da federação nos proporcionou para a cidade de São Paulo, no Brasil. Acredito que vai ser bastante proveitosa e estamos certos que será muito bom para as nossas atletas que a cada dia que passa vão apresentando melhorias nas suas performances”, disse.

Em São Paulo, a Pré-selecção nacional vai efectuar seis jogos de controlo, jogos que o seleccionador nacional considera suficientes para atacar à fase final do Campeonato Africano das Nações do Mali.

“Penso que seis jogos são suficientes para prepararmos melhor à fase final do campeonato africano das nações”.

O combinado nacional vai efectuar dois jogos com a selecção principal do Brasil,  ao passo que as outras quatros partidas será com equipas da primeira liga daquele país.

Angola vai disputar à fase preliminar do Afrobasket  2017, inserida no Grupo A, juntamente com a República Centro Africana, Mali, país organizador, Camarões, Tunísia e Costa do Marfim.

O Grupo B é liderada pela selecção do Senegal, actual campeã africana em título, Nigéria, Egipto, Guiné, República Democrática do Congo e Moçambique.

Eis as atletas que seguiram viagem ontem para o Brasil: Fineza Eusébio, Rosa Gala, Sónia Ndoniema, Cristina Matiquite, Ana Gonçalves,  Luísa Tomás, Italle Lucas, Felizarda Jorge, Joana António, Ngiedula Filipe,  Artemis Afonso, Rudiane Afonso, Whitney Miguel e Clarisse Mpaka.


NBA
Cleveland Cavaliers
confirma Derrick Rose


O Cleveland Cavaliers anunciou na última semana, a chegada do base Derrick Rose na equipa. Aos 28 anos, o norte-americano soma oito de experiência na principal liga de basquetebol do mundo, a NBA. A contratação já era esperada, principalmente depois da publicação feita pelo astro da equipa, Lebron James, no twitter, na última segunda.

Segundo Rose, ele e seu novo grupo compartilham um mesmo anseio: o de ganhar. “Eu tenho o foco e propósito de querer jogar para vencer”, declarou. “Fazer parte de uma organização que compartilha esse tipo de compromisso e poder jogar com os Cavaliers, além de competir um campeonato, são as únicas coisas que importam para mim. Estou muito feliz por estar no Cleveland e ansioso para começar a trabalhar”,
concluiu o atleta. As médias de Derrick geram ainda mais expectativas nos adeptos da equipa de Ohio. Na temporada 2016/17, quando jogava pelo New York Knicks, ele fez cerca de 18 pontos, 3,8 ressaltos e 4,4 assistências por partida. Ao todo, Rose participou de 64 embates vestindo a jersey laranja e azul.  Em oito anos de NBA, ele estabeleceu média de 19,5 pontos, 3,7 ressaltos e seis assistências, em 470 jogos. Além disso, foi considerado o jogador mais valioso da Liga (MVP) em 2010/11, quando, no Bulls, fez 25 pontos e 7,7 assistências por jogo.