Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

John Henson vítima de racismo

23 de Outubro, 2015

Henson publicou críticas à joalheria, que teria praticado os actos preconceituosos

Fotografia: AFP

John Henson, dos Milwaukee Bucks, disse ter sido vítima de racismo ao tentar comprar um relógio numa joalheria dos Estados Unidos. O episódio aconteceu no começo da semana e foi divulgado pelo próprio atleta no seu Instagram.

Henson publicou críticas à joalheria, que teria praticado os actos preconceituosos. "Eles (Schawanke-Kasten) trancaram a porta e me disseram para ir embora. Depois que eu toquei a campainha duas vezes, todo mundo se afastou. Ninguém me atendeu ou me disse o que estava acontecendo", disse o atleta, que excluiu o post após a repercussão do caso na mídia norte-americana.

"Este foi o episódio mais degradante de preconceito racial que eu presenciei na minha vida e eu não desejo isso para ninguém", completou o jogador.
A polícia foi chamada ao local e Henson só pode entrar na joalheria quando as autoridades chegaram e o jogador explicou que "só queria comprar um relógio".

Segundo o dono da joalheria, o episódio foi um mal-entendido, por conta de um alerta policial na cidade de Whitefish Bay. Thomas Dixon explicou que os policiais haviam alertado para que não permitissem a entrada de pessoas que chegassem ao local com um Chevrolet vermelho, por conta de um roubo que ocorreu na loja na última sexta.

"Nós todos concordamos que preconceito racial não é nunca aceitável e lamentamos como a circunstância se desenrolou. Pedimos desculpas como o fato aconteceu", disse o dono da loja.


Admiração
Base Huertas
recebe elogios


Marcelinho Huertas, base recém-contratado pelo Los Angeles Lakers, não precisou de mais de 12 minutos em quadra na sua estreia, em amistoso de pré-temporada da NBA contra o Golden State Warriors, para arrancar os primeiros elogios dos seus companheiros de equipa.

"É um jogador pronto e capaz de dar boas assistências", avaliou Kobe Bryant, estrela da equipa. Actuei contra ele há seis anos, estou muito contente de estar aqui connosco agora", completou.

Na partida, que terminou com vitória dos Lakers por 85-70, Huertas, de 32 anos, marcou quatro pontos, deu seis assistências, pegou um ressalto e ainda aplicou um tampão. Suficiente para animar também o seu novo técnico.

"É um jogador muito generoso, gosto de como compartilha a bola e abastece seus colegas", disse o comandante Byron Scott. "Estou satisfeito pela sua maneira de jogar. Nos dá energia, liderança e experiência. Um base puro", concluiu.

O brasileiro foi contratado no fim de Agosto, depois de deixar o Barcelona. Demorou a estrear por causa de uma lesão muscular na coxa direita.