Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jos Carlos Guimares pode orientar 1 de Agosto

Juscelino da Silva - 19 de Março, 2020

Jos Carlos Guimares jogou pelo 1 de Agosto

Fotografia: Vigas da Purificao| Edies Novembro

O técnico angolano José Carlos Guimarães pode orientar a equipa sénior masculina de basquetebol do 1º de Agosto na próxima época, face à prestação na presente época desportiva, soube o Jornal dos Desportos de uma fonte próxima ao clube militar.
De 56 anos de idade, José Carlos Guimarães pode orientar uma equipa principal no campeonato nacional, depois de tê-lo feito no Interclube. O nome do antigo adjunto de William Voigt na selecção nacional de basquetebol sénior masculina, surge na primeira posição para render no cargo o jovem treinador Walter Costa no final da época, segundo a nossa fonte.
Os militares não tiveram bom arranque na prova corrente, situação que obrigou a direcção de Carlos Hendrick a mudar de treinador, de forma a inverter o quadro. O técnico Walter Costa foi a aposta da direcção. Costa está à frente da equipa militar há sensivelmente dois meses, depois de render Paulo Macedo por maus resultados. Desde a ascensão, o jovem treinador colecciona uma derrota diante do Interclube e duas com o Petro de Luanda.
O 1º de Agosto colecciona seis derrotas em jogos oficiais diante do arqui-rival Petro de Luanda e a situação deixou desgastada a direcção de Carlos Hendrick, que procura no mercado angolano um treinador, para orientar a equipa de basquetebol na época 2020/2021.
José Carlos Guimarães já trabalha nas camadas de formação do clube militar, no ex-RI-20, e mantém contactos avançados com o número um do clube militar, Carlos Hendrick, para orientar a equipa principal do Rio Seco.
A direcção do 1º de Agosto está fortemente engajada em devolver a alegria à massa associativa. Por essa razão, traçou novas estratégias de reforços da equipa com atletas e equipa técnica.A ser confirmado na equipa principal dos vice-campeões nacionais, José Carlos Guimarães vai ter a oportunidade de escolher o seu novo adjunto na equipa e juntos formarem um novo plantel, para atacar a época desportiva.
As dificuldades em pagar um treinador estrangeiro, por causa das divisas, levam a direcção da equipa rubro-negra em apostar num técnico nacional. A titulo de exemplo, foi a situação vivida pelo base norte-americano Emmanuel Quezada, que aguardou sete meses para ver resolvida a situação financeira com a direcção do clube.
Os militares estão engajados na Taça de Angola e no Campeonato Nacional.